Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Tudo nu.

por Pequeno caso sério, em 26.03.19

Se já estão a salivar à espera de ter aqui badalhoquice da boa, podem tirar o cavalinho da chuva. O título era só para captar a vossa atenção. Dado que já o consegui, podemos avançar. 

[Pequeno caso sério até consegue ver daqui o beicinho que estão a fazer,suas 'gandas malucas.]

 

 

No domingo à noite dei uma espreitadela ao novo programa da TVI.

Trata - se de um formato onde as pessoas aceitam ficar sem todos os seus bens para recomeçarem do zero. Segundo percebi, por cada dia que aguentarem podem ,no dia seguinte, ir buscar um e apenas um objeto ao contentor onde têm guardados todos os seus bens.

Aquela porra faz - nos olhar de outra forma para aquelas coisas que damos como garantidas. De repente, o nosso bem mais precioso podem ser umas cuecas. Ou um cobertor. Ou duas pilhas para pôr o esquentador a funcionar.

 

Em apenas um programa,vi adultos a ceder ao frio, à solidão e ao desespero de não ter nada a que se agarrar. O despojamento faz - nos virar para dentro e isso mexe - nos em zonas muito...frágeis que muitas vezes nem sabíamos que existiam.

Também vi alguém para quem a sua rotina foi mantida. Nem que para isso tivesse de fazer o seu jogging matinal embrulhado em restos de papel e uns ténis cor de rosa vários números abaixo do seu.

Também vi o desdém e a desconfiança de quem se depara com a estranheza de toda a situação...mas desta vez,quem sente esse olhar é quem provavelmente já o usou.

 

 

O programa fez - me pensar que afinal de contas sou bem mais materialista do que supunha. Não me estou a ver entrar numa coisa destas pois não sou assim tão...corajosa. 

coisa ainda agora começou mas tenho a certeza que chutará para canto o programa das mães que querem casar os conas de sabão  filhos. 

 

2019-03-25 22.06.22.png

csscissors.jpg


9 comentários

Imagem de perfil

De Paula Rocha a 26.03.2019 às 10:45

Finalmente algo sério
Mas falando a sério eu não conseguia entrar num concurso destes principalmente por ter que andar nua ao frio, dormir com frio e fazer as necessidades na rua.
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 26.03.2019 às 22:47

Eu também não. Lá sou ' ssoa para partilhar os meus godilhões com Portugal? ' Ca medeeee!
Imagem de perfil

De Anita a 26.03.2019 às 15:10

Porque não vi eu este programa? Alguém me informa… todos falam depois de começar o programa… tenho que ver.
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 26.03.2019 às 22:48

É no que dá andares muito afastada aqui da barraca!
Sem imagem de perfil

De Magui Ferreira a 26.03.2019 às 22:43

Cada vez acredito mais que todos temos um preço!
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 26.03.2019 às 22:50

Verdade.



(espero que estejas "melhor". )
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 27.03.2019 às 14:39

Claro que a maior parte das pessoas, vai ver o programa para se rir com a aflição ou desenrascanso (não sei se esta palavra existe) alheio, mas bem que poderiam pensar um bocadinho, que as coisas não são garantidas e que afinal, se calhar, não precisamos de tudo o que temos!
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 27.03.2019 às 22:07

Confesso que comecei a ver nessa perspetiva mas rapidamente mudei a agulha. De facto, temos muito mais do que precisamos e negligenciamos o essencial.

Comentar post



foto do autor




Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.