Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



EDP : paga e não bufes.

por Pequeno caso sério, em 20.04.18

Começo por dizer que admiro as pessoas que trabalham nos call centers. Tal como no atendimento direto ao público, é preciso uma grande dose de paciência.

MAS, o inverso também acontece, ou seja, também há clientes que têm de respirar fundo várias vezes para não mandar quem lhes atende o telefone para o real caralhinho. Já lá iremos.

 

Há cerca de três meses mudaram-me o contador da luz sem que eu tivesse pedido nada :dos "antigos" passámos a ter um digital. Pensei sempre que aquilo havia de dar merda...e não me enganei.

Ora acontece que há cerca de quinze dias recebi uma conta de mais de 80€ para pagar. (o que para mim é muito tendo em conta o pouco tempo que passo em casa).  Como tenho débito direto , aguardei que as sanguessugas fossem lá tirar a guita no dia indicado . O dia chegou e nada. Mais outro passou e nada.Não dei muita importância pois , como é óbvio, não se haviam de esquecer de me ir à conta sorver o que eu "gastei".

Ontem, às dez da noite quando cheguei a casa tinha mais uma carta da EDP. Mau. Atão mas ainda agora nem foram buscar uma já me estão a cobrar outra? Masqué estamerda?  

De facto, lá estava a bonita e redondinha  quantia  de 108 € . Pormenor: a data do levantamento da quantia era a mesma da fatura anterior bem como o período de faturação.

Senti um calor a subir e agarrei-me ao telefone que caso não tenham reparado , começa por 808, o que logo à partida, quer dizer que nos vão entrar outra vez no bolso. (aproveito para deixar aqui um link que acho que será útil da próxima vez que tiverem de usar um número destes)

 

Liguei e expliquei ao senhor a saga das duas faturas.

Senhor procura no sistema as ditas e informa-me que a primeira fatura foi anulada e a que era a sério era a só segunda.

Perguntei:

EU- então mas se a 1º fatura foi anulada, enquanto consumidora não devia ter sido informada disso? 

EDP- pois...tem toda a razão

EU- imagine que em vez do débito direto eu já tinha ido pagar a um multibanco...

EDP- pois...era chato...

EU- chato? olhe chato é o valor da 1ª fatura e mais chato ainda o valor da segunda!

EDP- pois...

EU- até porque não percebo estes valores...se consultar aí o histórico dos consumos dos últimos ANOS perceberá que este valor não pode estar certo...

EDP- provavelmente alterou alguma coisa aí em casa na instalação elétrica ou assim...

EU-  que eu tenha dado por isso, nos últimos 16 anos, não!

EDP- pois...então não sei...

EU- não sabe.....resumindo : paga e não bufes não é?!

EDP- pois...é mais ou menos isso é...posso ajudar em mais alguma coisa?

EU- 'Tão não podes, pá?Para começar podias ir para o caralhinho Não, deixe estar que fiquei bastante mais esclarecida. Muito obrigada e boa noite.

 

 

Fiquei a saber depois que aconteceu uma coisa semelhante a uma colega de trabalho do meu marido. Os consumos dispararam sem razão aparente e ela solicitou a vinda de um técnico para averiguar se o contador tinha alguma anomalia. Pormenor : a vinda do técnico custou a módica quantia de 170€.Vai uma aposta que não descobrem nada de errado com o mesmo?

 

Senhores da EDP,

falo em nome individual mas tenho a certeza de que quem já passou por isto subscreve o que  vou dizer. 

Sabem onde podem enfiar o vosso serviço de atendimento ao cliente + a vossa faturação + a linha 808 + o vosso contador digital ? Exato. Aí mesmo.

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Nós por cá #5

por Pequeno caso sério, em 25.09.17

Sou o cúmulo do azar. Não falo daqueles azares à séria mas sim daquelas coisinhas miúdas que mexem c'os 'nerves de qualquer um.

 

 

Estão a ver aquela 'ssoa que está na fila da pastelaria, à espera de ser atendida para comer o ultimo pastel de nata da vitrine, quase que lhe sente o gosto, saliva, e o cliente imediatamente antes o pede?

Ou 

aquela 'ssoa que dá mil voltas com o carro, finalmente arranja lugar para estacionar, faz uma data de manobras para não incomodar ninguém e quando chega, apesar de haver 345 carros estacionados,só ela é que   tem um cabrão qualquer estacionado mesmo atrás do seu carro?

Pois bem . Essa 'ssoa sou eu! Acham que estou a exagerar não é? Pois. Então deleitem-se com a ultima: 

 

Hipermercado estranhamente "vazio".

Charcutaria sem clientes mas em compensação,com uma funcionária que deve ser prima da Angela Merkel. Mas com buço. 

Pergunto ironicamente se tenho de tirar senha.

Responde-me que sim .

Fico fodida mas lá tiro a senha. Regras são regras e a gaja tem os genes da Merkel.

A Buçolina começa a carregar no botão das senhas. O marcador mostrava o 84. Eu era o 92. Repito, eu era a única cliente. A Buçolina grita enquanto carrega no botão:

85!

ti-ni-ni 

86!

ti-ni-ni

87!

ti-ni-ni

88!

ti-ni-ni

89!

ti-ni-ni

 

90!

ti-ni-ni

(aproximo-me do balcão com a senha na mão com ar de gozo)

91!

ti-ni-ni

(ponho o braço no balcão e tento  pousar a senha quando...

Aparece uma puta de uma velha vinda não sei de onde com a senha 91 !!!!

 

A velha pediu TUDO o que havia para pedir. Pediu tanta coisa que levei ali quase 15 minutos da minha vida.

Foda-se.

Logo naquele dia que deixei a arma em casa...

 

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Nós por cá #4

por Pequeno caso sério, em 23.08.17

O regresso às aulas está por aí a rebentar e por isso achei pertinente partilhar uma cena que testemunhei este fim de semana. 

 

Na mesa contígua à nossa, sentou - se um casal com um miúdo que devia ter uns 4/5 anos. O puto era meio ruivo ,o que foi logo coisa para chamar a minha atenção. Jogava afincadamente no telemóvel e os pais lá perguntaram o que ele queria comer. O jovem, começou por avisar os pais que não ia comer. A mãe lá pediu uma coisa que desse para os dois, arranjou - lhe o prato e pediu - lhe para guardar o telemóvel e comer. O jovem voltou a repetir que não ia comer.

A mãe,  sem se exaltar e sem levantar a voz, disse - lhe: 

-"Se não comes,  não te deixo jogar."

O jovem, cagou na mãe,  e voltou a repetir:

-"Não como! Já disse que não como!"

 

E não comeu! 

 

Por esta altura , eu , o meu marido e a minha filha estávamos com os nervos em franja. Eu principalmente. 

Resolvi seguir o exemplo do jovem e caguei nele e nos pais e disfrutei do resto do meu almoço em família e sem stress.

 

Mas, a verdade, é que o meu instinto de cusca queria ver como é que aquela cena deplorável acabaria.

'Tão não é que quando me inclinei para conseguir ver bem , o prato do puto continuava intacto?! 

E o puto? Que estava ele a fazer ? Exato! A jogar no telemóvel !

 

Prestes a ter ali mesmo uma coisa eis que o pai, indivíduo alto e caparrudo, finalmente decide intervir. Pensei, toda contente, "é agora que o puto vai comer um estaladão e vai mamar tudo o que está no prato!" 

Foi aqui.

Foi aqui que não me caíram os tomates porque não os tenho.

Quando eu pensava que o pai ia tirar o telemóvel ao puto, obrigá - lo a comer ou chamá  - lo à atenção sobre aquele comportamento de recusa e prepotência, eis que da boca do homem sai a seguinte frase: 

-" Queres uma moussezinha de chocolate, filho?"

latest.gif

 

Agora  multipliquem esta cena por muitos milhares e expliquem  - me , como é que se pode exigir o que quer que seja aos professores à escola. Pois.

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Nós por cá #3

por Pequeno caso sério, em 12.06.17

A 'ssoa toda a vida gostou daquele jogo com dinheiro onde tão depressa se é dono de Avenida da Liberdade como no minuto seguinte se está no xilindró

 

A 'ssoa cresceu a acreditar que a porra do jogo se chamava Monopólio.

 

A 'ssoa descobre que o jogo (em tempos caríssimo) existe na loja do chenês numa versão mais ...patriota .

20170610_103343.jpg

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Nós por cá #2

por Pequeno caso sério, em 16.05.17

Fui fazer um exame médico. 

Estacionar o carro foi uma aventura. 

Cheguei esbaforida e lá tirei a senha para fazer a inscrição numa ante sala que é um sítio onde umas senhoras muito sorridentes devem pensar assim " Se pensas que isto é mau, espera aí que já vais ver o que é bom para a tosse ".

Inscrição feita dirigi-me à sala de espera. Foi aí. Foi aí senhores que o regabofe se deu.

 

Sala completamente cheia com gente de todas as idades mas onde predominava a malta que já não vai para nova. 

Quem estava de pé aguardava ansiosamente por uma cadeira vaga. Assim que deu, sentei-me e percebi que a puta da cadeira rangia como se fosse a porta do castelo do drácula.

Como a espera se previa longa fui cruzando e descruzando as pernas alternadamente e a puta da cadeira fazia de mim o centro das atenções. O mesmo aconteceu com todos os presentes na sala. Aquilo parecia um concerto. Mas em mau.

À minha frente um moço na casa dos 70 tinha uma cadeira que rangia mais que todas as outras. A espera dele foi mais longa que a minha, maneiras que quando me sentei, ele já levava muito tempo de chinfrineira.

A cada movimento que fazia a cadeira rangia . Muito alto.

Como a sala estava em silêncio toda a gente prestava atenção ao que ele ia bufando e que foi variando entre o:

 

"porra...um hospital destes ...e as cadeiras não prestam para nada!"

ou

"andei eu a descontar para isto!"

ou ainda 

"xiça que já não tenho posição para estar!"

 

 

Quando toda a sala já fazia um esforço gigante para conter a vontade de rir, eis que a médica chama finalmente pelo nome dele.

Comentário do moço?

 

"dasss! 'tava a ver que não!!!"

 

E a sala de espera pôde, finalmente, fazer isto:

 

Nunca...nunca uma ida ao médico foi tão divertida.

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Nós por cá #1

por Pequeno caso sério, em 09.02.17

Uma 'ssoa precisa de tratar de uma coisa na segurança social. Certa que vai demorar um bocadinho sai cedo de casa e faz-se ao caminho.

Como não domina estes assuntos, uma 'ssoa dirige-se ao Sr. segurança que está à porta para se certificar que não está a fazer merda que está no sitio certo . Pois que sim, está no sítio certo.

A seguir, a 'ssoa pergunta a que horas abre a porta e o Sr. segurança responde "às nove". A 'ssoa pergunta onde tem de se dirigir. O Sr.segurança responde com ar de gozo,o cabrão :

-"está a ver aquela fila ali que dá a volta ao prédio? É só segui-la até ao fim , pôr -se em último e esperar."

A 'ssoa lá vai. Vê outras 'ssoas iguais a ela a formar uma fila, tão linda, que mais parece uma anaconda de tão grossa e grande a dar várias voltinhas ao prédio. A 'ssoa aproveita e passados 10 minutos já está na conversa com outra 'ssoa da fila sobre o caos em que isto está...

Chega as nove.

A porta abre.

A fila mexe...pouco...mas mexe.

A 'ssoa espera.

O tempo vai passando.

A 'ssoa continua à espera.

O tempo continua a passar.

E a 'ssoa continua a esperar.

São duas da tarde quando a 'ssoa é finalmente atendida.

-"Boa tarde, quero tratar do assunto "X"

-"Boa tarde. Do assunto "X"?! O assunto "X" é só com a minha colega "Y".

-"Então e onde posso encontrar a funcionária "Y"?

-"Ah...a funcionária "Y" que só trata dos assuntos "X" agora já não está..."

-"Já não está?! Como  já não está? São duas da tarde..."

-"Não está porque a funcionária "Y", que trata dos assuntos "X", só trabalha das 9:00 às 12:00!"

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)


foto do autor




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.