Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Então Pequeno caso sério...

por Pequeno caso sério, em 07.05.21

...conta lá à gente 'qué que tu comes para teres essas ideias tão mirabolantes? - perguntam vocês com ar de vizinha Odete na esperança que eu entregue o ouro ao bandido.

'Migas :

Se querem ter ideias tão inteligentes como as minhas, façam como eu e comam

20210504_082957.jpg

E pronto. Agora que já sabem o segredo ide lá enfardar umas fatias a escorrer manteiga. Gordas.

csscissors.jpg

Tags:

Cojones

por Pequeno caso sério, em 06.05.21

Andou meia internet a falar sobre isto. A outra metade viu e seguiu com a vidinha. 

E eu? Vi, segui com a minha vidinha e dei por mim a pensar que era um estádio que gostava mesmo de atingir. Sim, porque todos nós, por mais livres que achemos que somos, vivemos espartilhados por regras e convenções. 

Inse é 'quéra bom! Ê cá fasse o que  'manptece e 'tou-me a cagar pós outres! - dizem vocês de mão na anca, com o sobrolho levantado e usando um português que faria o ceguinho vazar a outra vista com um garfo. 

'Migas, acreditem em mim, não fazem.

Quantas vezes já vos apeteceu mandar aquele colega para a puta que o pariu e não mandaram em nome do bom ambiente de trabalho ou da preservação do vosso emprego? 

E quantas vezes vos apeteceu mandar aquele familiar presunçoso e dono da razão para o real caralhinho e em nome da harmonia familiar ficaram caladinhas?

E quantas vezes já deram convosco em frente ao espelho a proferir mentalmente a frase "esta roupa não será um bocadinho demais para ir trabalhar?"

Pois. Visto por este prisma, parece que afinal não somos assim tããão livres, pois é?

 

Mas de vez em quando, aparece alguém capaz de desafiar toda e qualquer lógica estabelecida. Que abana as convenções estipuladas e nos faz pensar que afinal há malta que possui um gigantesco par de cojones que lhes permite estar-se efetivamente cagando para a validação ou opinião dos outros. 

 

É isso que faz diariamente Mark Bryan. 

Sessenta e um anos, engenheiro mecânico de profissão, casado e pai de três filhos. 

E o que isso tem de especial ? Nada. Se excluirmos a forma que Mark escolheu para se vestir e calçar da qual destaco estas cinco propostas:

 

Indumentária  Vou-falar-com-a-Diretora-de-turma-do-'mai-novo:

Screenshot_20210503-173517_Instagram.jpg

Indumentária  Vou-à-bica:

Screenshot_20210503-173503_Instagram.jpg

Indumentária Estou-à-espera-da-cáminete :

Screenshot_20210503-173453_Instagram.jpg

Indumentária  Vim-só-dar-milho-aos-pombos-na-pausa-do-almoço:

Screenshot_20210503-173459_Instagram.jpg

Indumentária  'Álaver-quem-é-que-manda-nisto-tudo:

Screenshot_20210503-173447_Instagram.jpg

Estranho? Bizarro? Esquisito? Diferente?

Cada um adjetivará como quiser mas uma coisa vos garanto: o tio Mark está-se cagando.Tenho a certeza que prefere canalizar as energias a escolher o modelito que vai usar no dia seguinte. 

No meio disto tudo só lamento duas coisas: que o homem não calce o 35 para enviar para a minha casa os sapatinhos que já não lhe interessam e de não ter umas pernas iguais às dele. 

#dordecorno

csscissors.jpg

Tags:

Injustiça

por Pequeno caso sério, em 05.05.21

Mãe vai buscar o filho à escola. 

Filho entra cabisbaixo no carro enquanto bate com a porta.

Mãe espicaça:

Boa tarde também p'ra ti...

- Desculpa Mãe mas venho mesmo indignado!

- Ai sim? Com o quê?

- É mais com quem. Acreditas que o professor de informática me mandou para a rua?!

- Outra vez?!?

- Sim e mais uma vez foi injusto!

- Ai sim? Então o que foi agora?

- O professor perguntou se nós acreditávamos que no futuro o computador vai substituir completamente o papel...

- E tu?

- Então, eu disse que achava pouco provável...

- E porque é que isso aborreceu assim tanto o professor ao ponto de te mandar para a rua?

- Porque ele pediu para justificar a minha opinião e eu disse que vai ser complicado limpar o cu ao teclado.

 

tenor-1.gif

csscissors.jpg

Tags:

Aberração

por Pequeno caso sério, em 04.05.21

Cruzei-me com esta "notícia" há dias mas ficou aqui guardada à espera que tivesse tempo para alvitrar  escrever sobre ela.

É sabido que tenho um calhau no lugar do coração mas há dois assuntos que me mexem com as entranhas: crianças e animais. Talvez pela vulnerabilidade de ambos. 

 

Já falei aqui no blog sobre a cena de vestirem os cães para ir à rua. E quando eu achava que vestir os cães era a coisa mais ridícula que o ser humano podia fazer aos pobres bichos, eis que descubro que não. 

Cruzei-me com esta "pérola" que desafia qualquer ideia de merda que já vi (e como sabeis ideias de merda ocorrem-me muito): tatuar animais de estimação, mais concretamente gatos sem pelo, os conhecidos Sphynx.

 

Screenshot_20210502-111535_Samsung Internet.jpg

 

Sim, leram bem.

Alguém se lembrou que era giro tatuar os gatos e vai daí, a moda pegou. Os salões de tatuagens encontraram aqui mais um nicho de mercado que aparentemente estava a proliferar.

 

Screenshot_20210409-070457_Samsung Internet.jpg

 

Assim de repente, ocorrem-me duas perguntas :

1- que donos são estes? 

2- que gente é esta que aceita tatuar um gato a troco de dinheiro? 

 

Aláver.

Como já não fosse diferente o suficiente um gato sem pelo, então ainda vamos tatuar o bicho com frases de merda ou com desenhos? Para quê?! Qual é o objetivo?!

Se queriam uma coisa sem pelo para tatuar, era tatuarem as próprias pilas. Ou os sacos adjacentes. Sem anestesia. E depois andar na rua a mostrar. Isso sim é que era original. Agora tatuar um animal que não se pode defender?! Muito revelador.

Felizmente alguém com cérebro achou a moda um verdadeiro atentado aos direitos dos animais e conseguiu que passasse a ser considerado crime com direito a multa pesada.

Problema?

Tendo em conta que tudo isto aconteceu no Brasil, as palavras crime  e multa até dão alguma vontade de rir... 

Screenshot_20210502-112948_Samsung Internet.jpg

csscissors.jpg

Sobre o bom que é ...

por Pequeno caso sério, em 03.05.21

...poder agarrar no computador e escrever um post ao ar livre :

20200825_140919.jpg

 

Comunhão com a natureza é mazé o caralho.

 

csscissors.jpg

Tags:

Uma anedota por dia, não sabe o bem que lhe fazia #53

por Pequeno caso sério, em 30.04.21

Um leão, um veado e um macaco estavam juntos quando o leão sobe a uma pedra e anuncia alto e bom som para que todos pudessem ouvir:

200-2.gif

É só para avisar que hoje estou com muita fome e vou comer um animal cujo nome começa por "V"!

O veado, que era a loira lá do sítio, começa a dançar todo contente.

tenor-1.gif

Intrigado com tanta burrice, o macaco pergunta: 

Mas tu ouviste o que o leão disse?!

- Ouvi "vacaco" ! Não fujas não que 'tás fodido.

tenor.gif

csscissors.jpg

Primeiros resultados do ensino à distância

por Pequeno caso sério, em 29.04.21

Toda a gente sabe o drama que é arranjar alguém competente e cumpridor para fazer obras em casa. Tudo uma cambada de aldrabões a começar no arquiteto e a acabar no trolha.

 

Ora, tendo isso em conta, Arlete foi à procura e encontrou um arquiteto que lhe pareceu competente e, mais importante que tudo, não lhe cobrou um rim pela reforma que pretendia fazer na cozinha.

Toda contente, partilhou a novidade com asjamigas num grupo de Whatsapp.

Os dias foram passando e a Arlete nunca mais disse nada sobre o assunto. 

Uma das amigas estranhou o silêncio tendo em conta o entusiasmo inicial e resolveu perguntar :

- Então Arlete, como vai essa obra na cozinha?

- Já acabou.

- Já ?! 'Tão mas tu falaste nisso há quinze dias...e já acabou?!

- Já.

- Foi super rápido então! 

- Foi.

- E ficou bom o trabalho?

- Ficou mais ou menos...

- Mau. Mais ou menos como? 

- Eh pá...chego à conclusão que se calhar não foi muito boa ideia ter contratado um arquiteto recém licenciado.

- És mesmo parva! Que preconceito é esse? Todos temos de começar por algum lado não? Ou tu eras assim tão competente quando começaste?

- Não, não era. Mas se calhar não foi muito prudente da minha parte contratar alguém cujos dois últimos anos de curso foram on line...

- Mas porque é que dizes isso?! Então o rapaz lá teve culpa da merda da pandemia?!

- Não, não teve culpa. Mas eu também não...

Screenshot_20210426-204557_Facebook.jpg

 

csscissors.jpg

Tags:

Do not disturb

por Pequeno caso sério, em 28.04.21

Sabem aqueles sinais que se penduram nas portas dos quartos de hotel? 

 

 

Esses mesmo.

Têm como função, como o próprio nome indica, mostrar a quem os vê que não se quer ser interrompido por nenhuma empregada de limpeza. Nem ouvir as 'ssoas que estão no quarto ao lado do nosso baterem com a porta do seu próprio quarto como se se tratasse de uma bomba proveniente de um ataque terrorista, ou , quiçá , se não for pedir muito, que saiam do quarto em silêncio até ao elevador ao invés de parecer que estão ali a participar num casamento cigano. 

 

E pendurar aquela merda na porta resulta? Claro que não.

 

O que passa na cabeça na cabeça desta gente deve ser "´Sa foda! Estou de férias! Querem dormir, fiquem em casa!" 

 

Querem lá eles saber se na véspera andámos 400km a pé quando habitualmente fazemos 50m desde a secretária à fotocopiadora.  

Querem lá eles saber se na véspera comemos uma merda qualquer que nos pôs durante toda a noite a cagar de esguicho.

Querem lá eles saber se na única semana que temos de férias marcadas há um ano uma das nossas malecas de saúde resolve aparecer para chatear, a puta.

E é muito isto, pois é?
ERA, minha gente. ERA.

É que durante este tempo todo confinada andei a remoer nisto e acho que descobri uma maneira de tornar aqueles sinais MESMO eficazes:

 

20210228_175756.jpg

 

Se no hotel não resultar sempre podem aproveitar a ideia e pendurar na vossa cadeira do trabalho. Garanto que o chato do Esteves da contabilidade não vos mói tão cedo.

csscissors.jpg

Tags:

Olhar e ver.

por Pequeno caso sério, em 27.04.21

Agora que vamos desconfinando devagarinho (uns mais devagar que outros é certo), aos poucos, retomaremos as atividades que há muito deixámos para trás e que nunca pensámos algum dia sentir falta.

Teatros, cinemas, concertos, tudo regressará no seu devido tempo.

E queira Deus que toda esta secura nos tenha trazido a sabedoria necessária para apreciar realmente aquilo que temos à frente. É que parecendo que não, uma coisa é olhar...e outra é VER.

 

20200614_105213.jpg

csscissors.jpg

Tags:

Cheiro a cocó. Toda a verdade...ade..ade...ade.

por Pequeno caso sério, em 26.04.21

(não sendo uma coisa saída da minha cabeça, bem que poderia ter saído)

 

Dica:

Se o teu namorado /parceiro /marido / está sempre a ir à casa de banho e regressa sem cheirar a merda nem tão pouco deixou o dito aroma na referida divisão da casa, então talvez tenha chegado a hora de verificar as mensagens no telefone dele.

Ah, e se as tuas suspeitas se confirmarem, faz-lhe pasta para o jantar

giphy.gif

 

Para estas e outras dicas de vingança ,já sabem😉.

csscissors.jpg

Tags:


foto do autor




Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.