Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



So this is Christmas #1

por Pequeno caso sério, em 27.11.20

A menos de um mês dessa época que eu gosto taaanto (🖕🌲🖕🎅🖕🎁) achei que estava na altura de explorar o tema Natal nas suas mais variadas vertentes.

E começamos da melhor maneira possível.

 

O Tójó teve um acidente e espatifou o carro todo:

20201126_182324.jpg

E o que é que isto tem a ver com o Natal? Tem tudo. 

Ele garante que a culpa do acidente foi do Rodolfo que se atravessou, de repente, à frente do carro. Qual Rodolfo? Este:

20201126_183431.jpg

 

 

Pode ser Tójó. Pode ser que a seguradora te cubra o prejuízo por conta do teu jeito para o desenho.

csscissors.jpg

'Tás pior Pequeno caso sério. 'Tás muito pior.

por Pequeno caso sério, em 26.11.20

Bítor e o Basco eram irmãos.

Moravam em Biseu numa casa pequenina que só tinha um quarto de banho e como tal, havia sempre tourada nas horas de maior aperto.

Bítor era o pior pois ficava fechado no quarto de banho horas esquecidas enquanto o Basco ficava do lado de fora aflitinho à espera da sua vez.

Lá em casa todos se perguntavam que raio fazia o Bítor lá dentro sem jornais nem telemóvel ou qualquer outra coisa que o pudesse entreter. E não. Não era nada disso que estão a pensar.🙄🤦‍♀️

Bítor  falava sozinho e depois dava gargalhadas que se ouviam a quilómetros.  

Um dia, o Basco,  já passado dos carretos, abre a porta do quarto de banho de rompante e dá com o irmão, sentado na sanita, perdido de riso e com o tubo da pasta de dentes na mão. 

20201125_183327.jpg

 

Furioso, pergunta-lhe:

Fuoda-se ó Bítor, um gaijo aflito ali fuora e tu aqui agarrado à pasta de dentes a rir que nem um perdido! Que graça é que essa merda tem pá?!

 

E responde o Bítor :

Ó Basco, meismo q'ueu te explicasse tu nunca chegarias lá...

 

20201125_182031.jpg

 

 

[eu avisei no título que estava pior. Se leram tudo até ao fim lamento, mas estão piores que eu.] 

csscissors.jpg

Tags:

Quando as marcas falam por nós

por Pequeno caso sério, em 25.11.20

Estão a ver esta situação toda do Covid?

Pois bem.

Não era mesmo espetacular ('tão não?) que as marcas se juntassem para resumir esta merda toda que está a acontecer? Era pois.

Não estão a perceber nada, pois não?

O costume.

Mas deixem lá que esta maluquinha que vos escreve descobriu na 'ternet outro maluquinho ainda pior que ela que se deu a esse trabalho. Ora atentai:

 

20201115_112320.jpg

.

.

.

.

.

.

.

.

.

Depois disto quero ver se têm coragem de continuar a dizer que eu é que não jogo com o baralho todo. 

csscissors.jpg

Tags:

Pensar fora da caixa

por Pequeno caso sério, em 24.11.20

Norberto era um excelente funcionário e procurava dar sempre o seu contributo à empresa apresentando ideias inovadoras .

Problema? 

Tinha um patrão inglês ultra conservador que lhe chumbava toda e qualquer hipótese de brilhar por considerar as suas ideias muito outside the box. Nem sequer se dava ao trabalho de as implementar para ver se funcionavam. Apenas as descartava porque era ele que mandava por achar que eram demasiado inovadoras.

Isto durou anos.

Até que um dia, o patrão falece.

Norberto, apesar do bullying que sofreu por parte do patrão durante anos, decide ir ao funeral, surpreendendo tudo e todos com o seu gesto.

Aguardou na fila durante algum tempo até chegar a sua vez de se dirigir pela última vez ao patrão, que jazia estendidinho no caixão. Curvou-se, sussurrou algumas palavras ao ouvido do defunto e saiu com o ar mais satisfeito do mundo.

E de repente o que todos os presentes no funeral queriam saber era quais teriam sido as últimas palavras que Norberto tinha proferido ao velho e implicante Gary.

Um colega de trabalho mais cusco afoito decide perguntar :

-Norberto, antes de mais, deixa-me gabar-te a coragem que tiveste em vir aqui depois de todo o mal que o Gary te fez.

 

- Tinha mesmo de vir. E não foi a coragem que me moveu. Foi a vingança.

 

- Como assim vingança? O velho está morto e não foste tu que o matou...portanto não percebo.

 

- Tinha mesmo de vir e dizer a este cabrão aquilo que guardei estes anos todos.

 

- E que foi...?

 

- Isto: 

 

20201122_094533.jpg

 

csscissors.jpg

Tags:

Então Pequeno caso sério...

por Pequeno caso sério, em 23.11.20

...'qué que fizeste no sábado e no domingo durante as horas do confinamento obrigatório? - perguntam vocês com esse ar de vizinha Odete à espera que saia daqui alguma coisa que vos escandalize.

 

E eu respondo:

 

- Não fiz grande coisa para além do que já faço nos outros fins de semana pois eu não preciso de nenhuma ordem para saber que devo ficar em casa.

Depois, procurei ser o mais invisível que me lembrei para poder ficar sossegada sem que ninguém desse por mim.

E sabem que mais?

Até nem foi muito difícil:

20201117_183542.jpg

 

csscissors.jpg

Tags:

FaceApp

por Pequeno caso sério, em 20.11.20

Lembram-se daquela App que transformava as 'ssoas em idosos e que pôs a internet num rebuliço? Pois bem . 

Eu também experimentei e guardei tudo para memória futura. Mas mais do que a minha versão idosa, o que eu gostei mesmo foi de me ver em versão masculina. Digo-vos já que não ficava interessante, portanto, apesar de tudo,ficam melhor servidas como está. 

 

Mas não foram só os comuns mortais que se entreteram a brincar com isso. senhor! 

'Tão não é que o António Costa também se divertiu com a coisa?

 

20201119_181752.jpg

Sim senhoras. Dava uma respeitável dama com uma farta cabeleira.

Ah espera... afinal o Costa não se andou a divertir com a App. Parece que a senhora existe mesmo e é presidente do banco de fomento Angolano. 

Conheço gémeos que não são assim tão parecidos. E esta, hein?

csscissors.jpg

Tags:

A tua cara não me é estranha🤔

por Pequeno caso sério, em 19.11.20

Às vezes olho para os famosos e penso como seriam as suas vidas se, ao invés de serem mediáticos, fossem apenas pessoas comuns.

Por exemplo: 

Imaginem que o Trump perdia toda a sua fortuna e descobria que afinal era má pessoa e toda a vida tinha vivido recalcado porque o que queria mesmo era ser uma velha reformada anónima e passar a vida a fazer aquelas excursões dos "300" onde oferecem um presunto e um garrafão de 5 litros de azeite :

 

20201115_212419.jpg

 

E se o Leonardo DiCaprio deixasse a carreira artística e realizasse o sonho de infância de ser polícia? Na certa,faria gratificados nos hipermercados e  passaria as noites a fazer rondas, a beber aqueles baldes de café (?) duvidoso e a comer Donuts:

 

20201115_212401.jpg

 

E se o Anthony Hopkins deixasse o cinema e fosse possuído pela personagem Hannibal e andasse no metro disfarçado de velhinha indefesa só para sacar uma chicha humana à borla que as iscas e a mioleira de porco e de vaca estão pela hora da morte :

 

20201115_212439.jpg

 

Vão-me dizer que nunca pensaram nisto...?

Sério?!?

'Pá, vocês não são normais.

csscissors.jpg

Tags:

Água das Malvas

por Pequeno caso sério, em 18.11.20

No outro dia estava a lavar as mãos lá no trabalho e olhei-me ao espelho. Reparei numa coisa que me fez pensar e que espero que vos inquiete também:

Se eu fosse uma orelha e pudesse falar, o que é que diria?

Não sabem, pois não? É o costume. Nunca sabem nada. 'Tou pra ver se o bicho (o Covides ou outro qualquer) me apanha o que é que vão fazer à vossa vidinha.

 

Reparem lá bem em tudo o que uma desgraçada de uma orelha tem de  aguentar :

Óculos 

Máscara

Brincos

Piercings

Phones

 

20201117_184226.jpg

Eu, se fosse uma orelha, tinha de certeza um ar aziado (ah espera...já tenho🙄) e com esta tralha toda só me consigo lembrar de uma coisa acertada para dizer :

 

E o cuzinho lavado com Água das Malvas? Não queres, não?!

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

Fico sempre impressionada com o tempo que dedicam ao que escrevo. 

Não sei se vos agradeça, se me preocupe.

csscissors.jpg

Tags:

Dilemas capilares? Eu ajudo. (ou talvez não🤷‍♀️)

por Pequeno caso sério, em 17.11.20

Acho que já aqui partilhei por mais do que uma vez que o meu cabelo além de ser fininho e comprido tem vida própria. 

Acresce o facto já existirem zonas onde a falta de densidade capilar começa a ser notória.

Ora o que é que sucede? Sucede que não sei muito bem como (me-do...um dia ainda havemos de falar disto) o Facebook começou a sugerir-me clínicas onde se fazem tratamentos capilares.Como se isto só por si não fosse creepy enough  (tendo em conta que nunca procurei nada a este respeito) eis que os meus olhinhos bateram nisto:

20201104_222510.jpg

Sim senhoras...

Aparentemente, uma data de figuras públicas que recorreram a este tipo de tratamentos viram resultados tão bons que pretenderam inspirar outras pessoas a fazer o mesmo, certo?

Errado.

Digam-me o que disserem creio que há ali muito photoshop. Ou isso, ou puseram a dona Arlete das limpezas a brincar com o paint.

Porque é que acho isso?

Nada, nada. Cá coisas minhas...

20201104_222555.jpg

 

csscissors.jpg

Tags:

Uma anedota por dia, não sabe o bem que lhe fazia #48

por Pequeno caso sério, em 16.11.20

Tadeu fazia 46 anos. A sua mulher, cheia de boas intenções, resolve fazer-lhe uma surpresa e levá-lo a um clube de Strip.

Quando lá chegaram o porteiro pergunta:

Aí Tadeu, tudo 'legau?

 

A mulher curiosa questiona :

De onde é que vocês se conhecem?

 

Aflito, Tadeu dispara a primeira coisa que lhe vem à cabeça :

- Do futebol!

 

Quando chegam ao bar o barman pergunta:

Aí Tadeu, vai querê a geladjinha dxi sempri?

 

A mulher, já com o sexto sentido a fazer das suas, volta a perguntar:

 

E este? Também se conhecem do futebol?

 

Cada vez mais à rasca Tadeu responde:

Não... não... este é do ginásio. 

 

Vem a Stripper sexy e pergunta:

Aí Tadeu, 'cê vai querê a lap dance habituau?

 

Foi a gota d'água!

A mulher, furiosa, arrasta o Tadeu até ao carro :

tenor.gif

 

Querem saber como terminou a noite, pois querem ?

 

FODEU P'RO TADEU!

 

csscissors.jpg


foto do autor




Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.