Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Tabu

por Pequeno caso sério, em 14.03.22

Todos os frequentadores deste espaço sabem da minha admiração pelo Ricardo Araújo Pereira. Ponto.

O que não sei se sabem é que há muito que o meu coração está dividido no que ao humor diz respeito. Bruno Nogueira ocupa a outra metade por mérito próprio. Sou consumidora voraz de tudo o que faz porque só o facto de o ter a ele e estar rodeado pelos "seus", é garantia de qualidade. 

Levanta-te e Ri;  O último a Sair; Contemporâneos; Odisseia ; Som de Cristal; Fugiram de casa dos seus pais; Sara; Como é que o bicho mexe; Princípio Meio e Fim; Tabu. Pelo meio ainda há a aventura do Deixem o Pimba em Paz. E os apontamentos certeiros do Tubo de Ensaio.

Alguns destes projetos foram muito à frente do seu tempo e por isso mesmo, um bocadinho imcompreendidos. Outros, pelas más opções das direções de programação, quase passaram despercebidos. Quase. Mas nada, repito, nada, do que este homem nos apresenta é menor. Seja qual for o registo (e são muitos) Bruno Nogueira tem o dom de fazer tudo bem feito.Com "Tabu" não é exceção.

O formato já existia noutros países, é certo, mas honestamente não consigo ver mais ninguém a fazer isto. Tinha de ser o Bruno. Só podia ser o Bruno. Quem mais para ariscar desta forma? Quem mais para nos levar às lágrimas (de revolta e de alegria) em apenas alguns segundos? Só o Bruno pois é isso que o distingue. 

O programa já vai no segundo episódio e, correndo o risco de me repetir, só este Homem para conseguir abordar temas tão duros com a sensibilidade que merecem e a seguir, desconstruí-los e fazer-nos rir deles. 

Se ainda não viram, não sabem o que estão a perder. Vale muito a pena pois coloca-nos exatamente no sítio onde devemos estar : a ver um génio trabalhar enquanto levamos uns bons chapadões de noção que, às vezes, merecemos todos um bocadinho.Também por isso, obrigada Bruno.

 

Screenshot_20220313-110957_Samsung Internet.jpg

csscissors.jpg


36 comentários

Imagem de perfil

De imsilva a 14.03.2022 às 09:50

Sem dúvida. Vi o último e foi surpreendente a maneira como o tema foi encarado. Acredito que as pessoas em causa também fizeram parte do sucesso, porque poucos aceitariam ir para a televisão com aquela coragem de enfrentarem um Bruno que apesar da sensibilidade mostrada, brincava com uma morte anunciada e real.
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 14.03.2022 às 19:34

Subscrevo Inês. Quem aceitou participar neste projeto merece (por todas as razões) o nosso aplauso
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 14.03.2022 às 12:05

O Rui Sinel de Cordes como Gel e tantos outros, há anos que fazem este tipo de humor, que por si só exige muito mais coragem e talento. Sorte a do Bruno Nogueira que conseguiu atingir um estatuto que já o deixa imune aos autos de fé que normalmente se fazem a quem ousa "brincar com assuntos sérios". E sorte a nossa, que podemos desfrutar de humor muito acima do vulgar.
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 14.03.2022 às 19:38

Não concordo. O humor dos artistas que refere está noutro patamar (igualmente válido).
No caso do trabalho do Bruno Nogueira ,não creio que se trate de um estatuto que atingiu (basta ler os comentários aqui presentes mais abaixo) mas sim um humor muito característico que o define.
Subscrevo que ganhamos muito em poder consumi-lo (ao humor, entenda-se
)
Imagem de perfil

De Anita a 14.03.2022 às 12:26

só vi no sábado e gostei. Mas também sou suspeita: adoro o seu trabalho
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 14.03.2022 às 19:39

Vê o primeiro que também vais gostar

Sem imagem de perfil

De Cidália Ferreira a 14.03.2022 às 13:35

Ouvi falar, mas ainda não vi :)
~~
As gotículas parecem pedras preciosas (http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/)

Beijos. Votos de uma excelente semana.
Imagem de perfil

De Luísa de Sousa a 14.03.2022 às 13:40

Não vi ... mas vou fazê-lo

Beijinhos
Feliz Dia
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 14.03.2022 às 19:39

Não te vais arrepender.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 14.03.2022 às 14:31

Ricardo Araújo Pereira e Bruno Nogueira ! Pior é impossível ! Dois péssimos humoristas esquerda caviar ! Vão trababalhar para a obras e respeitem as pessoas !
Sem imagem de perfil

De Luís do Castelo a 14.03.2022 às 15:45

"Bem-aventurados os pobres de espírito, pois é deles o reino dos Céus".
Tens o Céu garantido, sem dúvida!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 14.03.2022 às 16:32

Talvez por precisares de obras na cabeça não entendas a qualidade do trabalho deles. A esquerda caviar sempre a causar azia na direita fofinha
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 14.03.2022 às 19:42

Se o anónimo ali acima não gosta, é deixá-lo nesse registo. Mais perde.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 14.03.2022 às 18:03

👍
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 14.03.2022 às 19:41

É a sua opinião. Aceito, mas não concordo.

Sem imagem de perfil

De alzira sobreiro a 14.03.2022 às 14:57

Não tenho falhado nemhum.Este úlimo tive as lágrimas por companhia.O sorriso também.Sou ostomatizada há cerca de um ano, e apesar de não ser de origem cancerosa, senti a dor e o altuismo desta e de tantas outras pessoas.Estava ajoelhada, fiquei de pé.Bem haja...
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 14.03.2022 às 19:43

Obrigada por partilhar Alzira.
Seja sempre bem vinda que aqui, ri-se sempre muito.
Sem imagem de perfil

De Artur Chaves a 14.03.2022 às 15:05

Aparecem sempre uns idiotas a comentar. Abençoados os pobres de espírito...
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 14.03.2022 às 19:44

É deixá-los destilar.
Imagem de perfil

De José da Xã a 14.03.2022 às 16:55

Boa tarde,

adoro humor. Ou como disse uma vez Raul Solnado: o humor é uma questão de cultura. Temos em Portugal muito bons humoristas. Bruno Nogueira é um deles.
Pode-se brincar com (quase) tudo através do humor. Porém há pequenas coisas com as quais não se deve brincar. E uma delas prende-se com a doença das pessoas.
Ora Bruno há muuuuuuuuitos anos brincou de forma exagerada com a doença de uma figura pública. Não gostei! De todo.
E independentemente de gostarmos ou não de uma figura pública, não fica bem a um humorista brincar com as doenças dos outros.
Desde aí deixei de ver o Bruno. É a minha forma de protesto.
Reconheço que gostaria de o ver, mas há valores maiores.
Desculpa!
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 14.03.2022 às 19:47

Olá José,
tem nada que pedir desculpa. É a sua opinião que é sempre bem vinda. Posso não concordar com ela, mas aceito-a.

No caso deste programa do Bruno, não creio que os envolvidos tivessem sido coagidos a participar. São adultos que decidiram aceitar o desafio. E ainda bem. Ganhamos todos ao ver a força de vontade daquelas pessoas.
Pode continuar a protestar à sua maneira...mas acho que ia gostar muito do programa
Sem imagem de perfil

De Joaquim Artur Almeida a 14.03.2022 às 18:23

Vi o do passado sábado e desde o inicio que me agarrou á TV porque a cumplicidade entre os que estavam doentes e o ator era de tal maneira positiva que gostei imenso de ver. Não vejo razão para criticas quando são os próprios que se deliciaram a brincar com a doença. Vejo algumas criticas e não as entendo porque o programa tem momentos sérios de enfrentar os problemas e tem a parte onde todos se aceitam e divertem. Bem haja Bruno Nogueira
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 14.03.2022 às 19:48

Concordo em absoluto Joaquim.

Comentar post


Pág. 1/2



foto do autor




Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.