Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Haters gonna...love. Or not.

por Pequeno caso sério, em 03.10.19

1 de outubro de 2019.

Quatro anos após a criação deste antro de maluqueira, recebo pela primeira vez, repito, pela primeira vez, um comentário do calibre que mais à frente apresento.

Como toda a blogger tem um hater já tinha estranhado nunca me ter calhado nenhum na rifa . Mas depois pensei que o facto de ser uma zé ninguém blogosférica talvez tivesse ajudado.

Pois bem, esses dias acabaram e se é para ter um hater, ao menos que seja em grande.

Partilho convosco a mensagem que recebi pois pretendo dissecar todas os miminhos que me são dirigidos.Como sempre, tentarei dar o meu melhor. 

Mas que fique aqui o aviso aos possíveis haters que surjam a partir de agora: é que nem pensem que vão ter direito ao mesmo tempo de antena. Esta teve porque me comoveu a...dedicação. Já vão perceber.

 

A indignação da Anónima  surge a propósito deste post  e reza assim:

 

Hatter.jpg

Comecemos então a análise:

 

Muito tempo livre, de facto

 

É, cara anónima. De facto tenho imenso tempo livre. Um luxo. Tenho tanto tempo livre que lhe posso dedicar um post inteirinho.Já viu que sorte? Também queria ter tanto tempo livre,não era? Olhe, estudasse!

 

 

 Fazer pouco do mal dos outros é triste, mas também de mentes estéreis, mesquinhas e pequeninas não se pode esperar uma grande coisa.

 

Ora aí é que está redondamente enganada ( o redondamente aqui não foi escolhido ao acaso). Se há coisa que tenho fértil, é a imaginação e se frequentasse este antro de maluqueira , sabia isso. E também, como é que queria que a mente fosse grande, mulher? Eu só tenho 1,50 ! 

 

 

Com tanta coisa que tá mal e sobre a qual vale a pena falar e reflectir, vai-se desperdiçar o tempo a escrever um texto, fazendo pouco da desgraça alheia

 

 

Pois é. Tem toda a razão. 

Acontece que o blog é meu, logo escrevo sobre o que me apetecer, certo? Certo.

 

 

Tem noção que é por causa de abeculas como você que essas pessoas se recusam a falar em público e que têm grandes problemas de auto-estima e confiança? Ah não, mas espera, que isto, é mesmo divertido ridicularizar uma pessoa com um impedimento na fala. Ui. De morrer a rir! 

 

Tomara eu.

Tomara eu ter esse poder todo sobre as pessoas e lhe garanto que o mundo seria um lugar bem mais saudável. A começar por todas aquelas que se indignam da forma como a cara Anónima se indignou.

E, mais uma vez revela falta de conhecimento no que escreve. 

Eu não ridicularizo só os problemas dos outros. Não senhora ! Sou muito democrática e ridicularizo tudo o que me apetece, a começar por mim. E sabe porquê? Porque o blog é meu e escrevo nele o que eu quiser.

 

 

Oh Portugal dos pequeninos! Você é pequeno/a e não é de tamanho de certeza. Queira Deus não calhe aos seus filhos. Seria uma puta duma ironia. 

 

Lamento desiludi-la. 

A minha única filha já tem 17 anos. Não creio que a partir de agora comece a trocar os "R" pelos "G" . Mas olhe, antes isso que virar uma I.A. Não sabe o que é? Eu explico. Uma Indignada Anónima.

Referiu ainda o Portugal dos Pequeninos.Gosto tanto! O único sitio onde não tenho de andar com a merda de um banco atrás para chegar a todo o lado.

 

 

E é pena o autor desta pérola deste texto provavelmente já não ler este comentário, visto este já ter algum tempo, mas eu já tinha lido esta merda aqui há uns anos atrás, e agora encontrei-a de novo e decidi que valia a pena dar uma resposta e dizer o quão enojada me sinto por pessoas assim. Isto é, se o comentário chegar a ser aprovado.

 

'Tão não leio?! Leio pois! Leio tudo, aprovo tudo e procuro responder a tudo. Até à data nunca tive motivos para não o fazer . Mesmo que tenha sido escrito há três anos, repito, três anos.

Leu a merda que escrevi na altura. Indignou-se. E ficou a moer nisto três anos. E isso é que é preocupante. Uma adulta (?) fixar uma merda que escrevi há três anos e só agora despejar toda a sua indignação. Isso faz-lhe mal. Deve ter esse fígado bonito,deve. Mas deixe lá. Mais vale tarde, que nunca. Já vomitou tudo e isso é que importa.

 

 

De qualquer maneira, aqui fica. Não vales a merda que cagas, é o resumo da opinião que tenho por ti.

 

 

E fica muito bem . Fica para a posteridade e não será apagado. Sabe porquê? Porque o blog é meu e sou eu que decido o que fica e o que nem sequer vê a luz do dia. 

Quanto a eu não valer a merda que cago é que não estamos de acordo. Faço umas poias bem lindas.

E levo o meu cocó muito a sério.

Magoei. (emoji a fazer beicinho)

Quanto à opinião que tem de mim... aceito. Não a pedi, mas aceito. 

 

 

 

E pronto.

Era isto.

Agora que já teve direito aos seus cinco minutos de atenção, pode ir tratar de tirar esse ar de Jerónimo de Sousa. Porquê? É olhar para a boca do próprio depois de um comício e tirar as suas próprias conclusões.

 

E para provar que sou uma pessoa do bem, e como calculo que tenha esbarrado (novamente. ele há coincidências...) com a merda que escrevi porque deve ter alguém que lhe é próximo que padeça desta condição (ou isso ou é a Pseudo beta que viajava atrás de mim no avião), aqui  fica o nome de uma excelente terapeuta da fala capaz de resolver esse problema num instante:

 

Maguia Teguesa Tguindade Abgueu.

 

 

Boa sorte e saúdinha da boa.

csscissors.jpg


1 comentário

Imagem de perfil

De Mia a 03.10.2019 às 07:53

Já me fartei de rir! mas ...as pessoas andam mesmo umas indignadas, não se pode brincar com nada!

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



foto do autor




Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.