Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Crítica literária. Mas em bom. Em muito bom.

por Pequeno caso sério, em 18.02.20

Desconfio sempre daquelas 'ssoas que leem muitos livros, tipo Marcelo Rebelo de Sousa nos tempos áureos de comentador da TVI.

2e2f00b03818e21b2c6e851251df0e2f.gif

Das duas uma: ou não leram porra nenhuma ou leram na diagonal e isso para mim não é ler. Um livro requer disponibilidade e atenção. Se não for assim, então mais vale nem lhe pegar.

 

Tenho pelos livros quase o mesmo respeito que tenho pela comida e confesso que não gosto nada de os emprestar (da mesma forma que fico danada quando me pedem para "provar" o que estou a comer).

nóia é de tal maneira que já em miúda fazia listas com a data e nome do destinatário do empréstimo. Se a coisa demorasse mais de quinze dias pedia o livro de volta sem pudor nenhum.

Mas dizia eu que acredito muito pouco em críticas literárias. Noventa e nove porcento das vezes são apenas e só a visão de quem leu sem que o livro seja necessariamente bom.Ou mau.

- Tão e o outro um porcento Pequeno caso sério?! - perguntam vocês com esse ar de varina com a mão na anca a bater o pezinho.

O outro um porcento dedico à fiabilidade de quem leu o livro e interiorizou mesmo aquilo que leu. Acreditem, não há crítica melhor que essa.

 

20200217_171131.jpg

 

Vou comprar.

csscissors.jpg

Tags:


17 comentários

Imagem de perfil

De imsilva a 18.02.2020 às 14:29

Concordo com a tua opinião, mas, mais importante que isso, também quero COMPRAR esse livro!
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 18.02.2020 às 22:09

Este é o volume 2.
O volume dois é 1 " Como ensinar os filhos a deixarem dormir os pais ".
Sem imagem de perfil

De Magui Ferreira a 18.02.2020 às 21:27

Também quero e igualmente em inglês, para o sono chegar mais depressa.
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 18.02.2020 às 22:10

Eu avisei que te ia ensinar a dormir.
Pequeno caso sério promete e cumpre.
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 19.02.2020 às 09:41

Ah,ah,ah,!
Completamente de acordo.
E precisa mesmo de ter esse livro.
Tem noites, como a de hoje que lê -lo dava jeito.
Um bom dia para si.
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 19.02.2020 às 21:29

Olha, olha se não é a minha vizinha desaparecida!
Não sabia que a vizinha tinha insónias...mas olhe que não precisa desse livro para se entreter nessas alturas. Dizem que há por aí um blog muito jeitoso
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 20.02.2020 às 00:16

Vou tentar visitar mais vezes esse blog jeitoso.
Uma boa noite.
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 20.02.2020 às 07:06

Acho que faz muito bem.
Devemos sempre voltar aos lugares que nos fazem felizes.
Imagem de perfil

De Patrícia a 19.02.2020 às 11:37

Vou só referir que é melhor procurar outro livro porque claramente esse não resulta. Eu sei, que sou pessoa que tem a capacidade de adormecer em todo o sítio, e já acordei com torcicolos, nas paragens erradas e toda quinadinha...

Posto isto, e apesar de ter uma postura muito parecida em relação a quem lê muitos livros, a verdade é que nem toda a gente procura o mesmo que eu (nós) na leitura. Muita gente procura apenas escape e umas horas de leitura rápida. E há quem tenha muito tempo livre. E goste de estar sempre a ler o "mesmo" livro. E quem só procure livros que não exijam qualquer disponibilidade mental. E tb isso está bem.

Qto à crítica, bem verdade, é mesmo apenas a visão de quem leu. E às vezes não percebeu nada ou imaginou cenas que lá não estavam.

Boas leituras.
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 19.02.2020 às 21:31

Patrícia,
muito obrigada pelo comentário.

Agora que já sabe o caminho, volte sempre .
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.02.2020 às 09:04

Bom dia.
A "critica literária", em contexto da "criação de hábitos de leitura", não tem interesse, antes pelo contrário: é perigosa..., pode ser muito perigosa. Digo isto por entender que o "leitor já feito" ou "o ainda não leitor", é muitas vezes induzido em erro. Isto é: o que é bom para o critico, a maioria das vezes, não o é para o leitor e isso pode criar lesões irreversiveis no leitor impreparado. A relação livro/leitor, é de ordem afectiva, é um amor que vai nascer alí, por isso entendo que ninguém deve sugerir leituras a ninguem. O leitor tem de procurar fazer, sózinho, o seu caminho. Foi assim que aprendi a escolher o vinho de que gosto sem "os palpites"... e sem "os bitaites"... dos enólogos. Nos tempos livres, leio, não para ser literato, mas, para ter mais saúde. fl
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.02.2020 às 09:21

O autor do comentário assinado "fl"
O link para o meu Blog:
nos tempos livres - ler é o melhor remédio
https://lereomelhorremedio.blogs.sapo.pt/

Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 22.02.2020 às 10:03

Obrigada pelo link.
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 22.02.2020 às 10:02

Bom dia,
antes de mais quero agradecer o seu comentário com o qual concordo em absoluto.
Acrescento ainda que estou convicta de que não somos nós que escolhemos um livro mas sim o contrário. Já entrei numa livraria certa do livro que ia comprar e acabei por sair de lá com outro completamente diferente.
Não importa se é uma leitura mais "pesada" ou mais "levezinha". O que importa é que o livro faça o leitor ter vontade de voltar e que durante o tempo em que estão juntos não haja mais nada para além disso.

Comentar post



foto do autor




Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.