Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ao cuidado dos senhores "ciclistas"

por Pequeno caso sério, em 23.05.19

Caros senhores,

venho por este meio deixar - vos uma questão que me atormenta há anos e que ultimamente se agravou . 

Antes, porém,  quero dizer que tenho a maior consideração por quem pedala na estrada dado que já perdi alguém de quem gostava muito em cima de uma bicicleta .Maneiras que tenho cumprido sempre as regras todas mesmo quando não eram obrigatórias.Todavia,confesso que nos últimos dois anos tenho sido acometida por instintos assassinos quando vos vejo a gozar o prato. Várias vezes. É que sabem, eu não jogo com o baralho todo e um dia, a coisa dá - se.Hoje esteve quase.

Gostava muito de saber quem foi o cabrão que teve a triste ideia de legislar o pedalanço aos pares mais à puta da distância de segurança que temos de preservar. Com certeza não o fez a pensar na merda de estradas que temos ,cheias de buracos, sem bermas e onde mal cabem dois carros em sentido contrário, mais trinta graus às seis da tarde e mais vocês a empatarem o caralho do trânsito . 

Não sei se já repararam mas estou um bocadinho azeda. É que hoje, eu apanhei isto tudo. Durante quase meia hora. Repito, meia hora a apanhar com o Sol nas ventas a 30km/h numa fila de carros que nunca mais acabava.

Pergunto- me se apesar da lei estar do vosso lado, não deveria imperar o bom senso... 

Pois.

Passemos então à pergunta para ver se a partir de hoje já durmo mais tranquila e não passo boa parte do tempo a magicar como é que vos lixo sem me lixar a mim:

 

2019-05-22 18.52.13.png

 

2019-05-22 18.52.34.png

 

2019-05-22 18.52.57.pnghum? 

 

Ansiosamente  aguardando uma resposta, 

 

                                     Pequeno caso sério 

csscissors.jpg


21 comentários

Imagem de perfil

De Rui Pereira a 23.05.2019 às 12:10

A melhor de forma de perceber a implementação destas medidas é pegar numa bicicleta e ir com ela para a estrada. Quando de repente sentir uma caixa sobre rodas, com mais de uma tonelada e embalada a velocidade considerável, passar a centímetros do cotovelo, tudo fica mais claro…

As leis existem para minimizar estas situações e fazer com que os automobilistas, na presença de uma ou mais bicicletas, procedem à manobra de ultrapassagem à semelhança do que fazem na presença de outro automóvel, em vez de forçar a passagem.

Por outro lado, sou o primeiro a criticar o comportamento abusivo de certos ciclistas, que fazem questão de impor a sua presença e a lei que os defende à força. Sei que posso circular a par, em certas e determinadas situações*, mas se posso facilitar a passagem dos automóveis faço-o, até porque também sou automobilista e percebo os constrangimentos…

* ("Os velocípedes podem circular paralelamente numa via, exceto em vias com reduzida visibilidade ou sempre que exista intensidade de trânsito, desde que não circulem em paralelo mais que dois velocípedes e tal não cause perigo ou embaraço ao trânsito." - Ponto 2 do Artigo 90.º do Código da Estrada)
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 23.05.2019 às 23:39

Era bom que todos os ciclistas fossem tão sensatos como o Rui. Infelizmente a maioria não é.

Comentar post



foto do autor




Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.