Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Alpinismo social : da ascensão à queda em poucos dias

por Pequeno caso sério, em 28.07.21

Matilde conheceu Gustavo num sunset pré pandémico e quando soube que ele tinha uma conta bancária recheada, fez de tudo para que a coisa se desse.

Matilde não sabia mas Gustavo era conhecido não só pela sua fortuna mas também por ser um "fona" que não gastava um cêntimo a mais do que fosse estritamente necessário. E Matilde, coitada, lá foi ao engano.

Um dia, à beira da uma piscina de um famoso hotel da Comporta para o qual Gustavo tinha sido convidado, Matilde decide arriscar a sua sorte :

-Gustavo, sabe que gosto imennnso de si, não sabe?

-Sei...eu também gosto de si.

-Awwww...que querido...então calculo que me queira ver  feliz.

-Mas é claro Matilde...

-E sabe o que é que me podia fazer assim mesmo, mesmo feliz?

-Não...diga lá...

-Podia oferecer-me uns daqueles chinelos que todas as influencers têm e que ficam giríssimos !

-Claro Matilde. São uns chinelos de marca famosa que quer, não é? Então uns chinelos de marca famosa terá. 

-Oh Gustavo, obrigada meu querido! Às vezes pergunto-me o que terei feito para o merecer! 

 

E a conversa ficou por ali.

Matilde imaginava os chinelos que Gustavo lhe daria de presente. Seriam estes?

Screenshot_20210727-153651_Samsung Internet.jpg

Estes?

Screenshot_20210727-153742_Samsung Internet.jpg

Ou estes?

Screenshot_20210727-153953_Samsung Internet.jpg

Não importava. O fundamental era que chegassem a tempo de os exibir perante todo o jet-7 presente na Comporta. Levava os dias a imaginar as poses das fotos que iria pôr no instagram acompanhadas das hashtags

#Comporta

#verão

#calor

 

Mas os dias foram passando e nada de chinelos.

Até que um dia, estava Matilde a lagartar ao Sol à beira da piscina,  Gustavo chega com um embrulho todo catita :

-Matilde, aqui tem os seus chinelos de marca famosa. Espero que goste. Nem sabe a trabalheira que isso deu! Esgotaram por cá e tive de os mandar vir da Alemanha. 

 

Matilde nem cabia em si de contente!

Agarrou no embrulho e começou a desfazê-lo com a lentidão necessária ao aguçamento da curiosidade do mulherio colunável que assistia à cena por detrás dos óculos escuros.

Matilde abriu a caixa.

 

Matilde viu os chinelos.

 

Matilde chorou. 

 

20210727_154009.jpg

 

csscissors.jpg

Tags:


16 comentários

Sem imagem de perfil

De Magui Ferreira a 28.07.2021 às 21:32

Ó Matilde não chores, que os chinelos afugentam o peixe aranha.

Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 28.07.2021 às 21:57

Podes crer. O raio dos chinelos são feios comámerda.

Comentar post



foto do autor




Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.