Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Vou viver para Inglaterra...

por Pequeno caso sério, em 06.07.18

-Ai vais Pequeno caso sério?! 'Atão,'tás danada com o estacionamento da Madonna?

 

-Também, mas o motivo principal não é esse.

 

-'Tão , lá vais ganhar melhor?

 

-Também não. 

 

-Recebeste um convite da rainha Belinha para ocupar o lugar dela quando quinar?!

 

-Isso queria ela!

 

-Ai pá...que feitiozinho de merda! Desvenda lá o mistério porra! Vais para Inglaterra porquê? 

 

-Tendo em conta que estão aí que nem podem, capazes de enfartar, eu revelo.Vou para Inglaterra por isto:

 

Brao-meio-bronzeado.jpg

[sosseguem que este bracinho não é meu mas ao nível da diferença de coloração, anda lá perto]

 

Maneiras que é isto.Tendo em conta que em terras de sua majestade se conduz ao contrário, pode ser que lá para o Natal tenha os dois braços da mesma cor. 

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Coisas que acontecem cá por casa #4

por Pequeno caso sério, em 05.07.18

Depois de um dia de trabalho cheguei a casa  com a cabeça feita em papa.

A minha filha tentava manter uma conversa comigo onde me queria explicar quem era uma das funcionárias da Zara que ela teimava que eu conhecia mas  que eu não estava mesmo a ver quem era:

 

ela- Sabes aquela funcionária da Zara que tu conheces?

 

eu- Gajinha, a Zara tem muitas funcionárias...

 

ela- mas esta tu conheces!

 

eu- Tens de ser mais específica...tendo em conta que são cinco da tarde e não me lembro do que almocei é muito natural que não me lembre de quem estás a falar...

 

ela- Sabes aquela a quem a avó contou "aquela cena"...

 

eu- não estou a ver... ah , espera...acho que já sei...é aquela que mora perto da avó?

 

ela- não.

 

eu- então não é aquela bonitinha de olhos azuis?

 

ela- não. É a outra.

 

eu- a gerente?

 

ela- não mãe!!!!!!!!

 

eu- a que costuma estar nos provadores?

 

ela- também não!

 

eu- ah...já sei quem é! É aquela que costuma estar na caixa com os cabelos muito compridos?

 

ela- Nãããããããooo mãe!

 

eu- Olha porra! Então não sei!

 

ela- Sabes sim! Lembras-te daquela vez que fomos comprar o meu perfume e falaste com uma funcionária?

 

eu- (já toda contente porque dessa realmente me lembrava) Sim sei !!!

 

ela- não é essa.

 

 

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Albarda -se o burro à vontade do dono

por Pequeno caso sério, em 04.07.18

Qualquer ida à cabeleireira é uma pilha de nerves...principalmente quando têm a tesoura na mão. 

Quem nunca foi vítima de um mau corte; de uma coloração errada ; de um mau penteado, que se acuse.

Regra geral as cabeleireiras fingem que ouvem o que nós pedimos,até acenam afirmativamente mas depois fazem só o que lhes dá na real gana .Bem, se calhar estou a ser um bocadinho injusta...Também há aquelas que cumprem escrupulosamente o que se lhes pede, por mais estranho que pareça

 

2018-06-29 16.31.01.png

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Complete a seguinte frase... (por Pequeno caso sério)

por Pequeno caso sério, em 03.07.18

Anita, essa grande babona, teve a bonita ideia de me desafiar a completar algumas frases. 

Eu já desconfiava que vocês também não jogavam com o baralho todo mas daí a quererem escarafunchar a essência da rainha da maluqueira ...é muita coragem.

Eu estou aqui quieta no meu canto.

Vocês vêm provocar-me.

Depois não se admirem.

sanita.jpg

 ( o desafio começa por se  escolher uma imagem fofinha. Escolhi esta pois é o local onde escrevo a maioria dos posts)

 

Sou muito... amiga MAS se me falham, não dou segunda hipótese.

 

Não suporto... gente que se vitimiza. Também detesto malta que não tem tomates para se definir e ora diz uma coisa, ora diz outra. E gente invejosa.

Já perceberam que não gosto de muita gente... se calhar é melhor ficarmos por aqui porque há mais frases para completar.

 

Eu nunca...fui a um grande concerto daqueles tipo Rock in Rio e nunca conduzi sozinha em Lisboa. Vá, gozem.

 

Eu já...tirei discretamente macacos do nariz enquanto conduzia. E também já soltei "puns". Conduzir pode ser uma atividade bastante relaxante não é?  E achamos  sempre que ninguém está a ver certo? Pois. 

 

Quando era criança... fui muito feliz. Fiz os meus pais muito felizes. E também lhes dei alguns motivos para se enfiarem num buraco caso o tivessem por perto. É absolutamente verdade quando se diz que os dons nascem connosco.

 

 

Neste exato momento...estou a escrever este post. Sentada na sanita.

 

Eu morro de medo... de me acontecer alguma coisa que me deixe dependente de terceiros;de não conseguir apoiar os meus pais quando forem mais velhotes; de não conseguir proteger a minha filha de todos os males deste mundo; de me dar uma dor de barriga daquelas mesmo bravas no meio da ponte 25 de abril em pleno engarrafamento. 

 

Eu sempre gostei ... de rir. E de dormir. E de comer. E de ter a casa cheia. E de escrever.(nem imaginam o bem que este blog tem feito à minha cabecinha)

 

Se eu pudesse... era rica. Aliás, não percebo porque é que não sou. Injustiças desta vida.

 

Fico feliz... quando os meus estão felizes.Quando percebo que fiz a diferença na vida de alguém.Quando os astros se alinham e há coisas giras para comprar e eu tenho dinheiro para gastar...mas é um fenómeno cada vez mais raro. Uma merda.

 

Se pudesse voltar no tempo... tinha dito algumas coisas que ficaram por dizer. O mais estúpido é que hoje, continuo a fazer a mesma merda.

 

Adoro... quando faço alguém rir. 

 

Quero muito ir... a sítios que me façam feliz. 

 

Eu preciso... de comer. Fico intragável quando tenho fome. E de dormir. Fico intragável quando tenho sono. Tirando isso, sou uma 'ssoa impecável. E modesta. 

 

Não gosto de ir...à ginecologista(porque ter a patareca exposta enquanto está alguém a olhar fixamente para ela  não é coisa que me agrade); à cabeleireira (porque perco lá uma eternidade) ; à dentista (porque a nossa boca é como a basílica da Sagrada Família, ou seja, teve data de início mas não se sabe quando terminará)

 

 

E pronto. A esta hora a Anita já deve ter cuspido o ecrã todo .

 

Não costumo desafiar ninguém para este tipo de coisas MAS desta vez vou fazê-lo porque gostava muito, mas mesmo muito de ler as respostas destas senhoras. A saber:

 

Gaffe

Filipa

Quarentona

Magui

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Meses quentes.

por Pequeno caso sério, em 02.07.18

Detesto aquelas imagens irritantes que circulam pelo facebook sobre os meses:"Goodbye june";"Hello july" e por aí fora. #frasesconinhaseirritantescomámerda

 

Se querem despedir-se do mês que termina  e dar as boas vindas ao que chega, ao menos façam-no como deve ser. Eu ensino:

 

 

 

 

 

Junho foi muito bom.

 

2018-06-29 19.04.57.jpg

 

 

Julho... promete.

 

2018-06-29 19.04.43.jpg

 

 

Agosto será...escaldante!

 

2018-06-29 19.05.21.jpg

 

 

 

 

 

 

 

Quem é amiguinha , quem é?!

 

 

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Coisas que acontecem cá por casa #3

por Pequeno caso sério, em 29.06.18

Ouço a minha filha rir à gargalhada.

Ela na sala e eu noutra divisão da casa.

As gargalhadas eram cada vez mais altas.

Decidi ir investigar.

 

 

Sabem aquelas coisas tão más, mas tão más que se tornam boas? 

Vejam e avaliem a parvoíce em todo o seu esplendor :

 

E quando eu achava que "Peel  the avocato" era tão mau que a coisa não podia piorar...eis que a mulher tem toda uma lista de coisas para "peelar" :

 

 

Agora tirem lá esta merda da cabeça...

Pois.

 

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma anedota por dia, não sabe o bem que lhe fazia #20

por Pequeno caso sério, em 28.06.18

Um homem e duas mulheres sobrevivem a um acidente de avião e acabam perdidos no meio do Alaska. 

Cheios de fome e sem nada para comer decidem começar a cortar partes dos próprios corpos para se alimentarem. 

A primeira mulher corta um bocado da perna e diz:

- 'Bora! Temos pernil para o almoço! 

 

O dia avança e a fome é negra.

 

A segunda mulher chega - se à frente, corta um bocado das próprias costas e diz:

-'Bora jantar que o menu é lombo!

 

Cai a noite e a fome volta a apertar.

 

O homem, que ainda não se tinha chegado à frente com nada, decide baixar as calças e tirar para fora o abono de família. 

Uma das mulheres, entusiasmada,diz:

- Olha que boa ideia!  Um chouriço para a ceia vai saber mesmo bem! 

 

Ao que o homem responde:

 

-Chouriço o caraças ! Já é muito tarde! Vá, as duas, leitinho e cama! 

15373196.gif

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Vegans fofinhos: deslarguem-me da mão!

por Pequeno caso sério, em 27.06.18

Ah e tal ,os vegans é que são fixes porque não comem as vaquinhas nem os filhotes; nem porcos nem os filhotes; nem as galinhas nem os filhotes ...and so on ...and so on. 

Pois eu quero dizer que os vegans não são esses anjinhos que vocês pensam. Ah pois não são!  

Há uma espécie de pais e de filhotes que os vegans ferram o dente sem dó nem piedade. 

Não acreditam , não é?  

Pois.

Já estava à espera... apesar de achar que vai sendo hora de me darem mais credibilidade depois de todas as coisas verdadeiramente espetaculares que vos tenho ensinado.

Adiante que este post não é para me vitimizar mas sim para descobrir a careca a esses vegans arraçados de Trump :

2018-06-26 20.48.39.png

Quero ver depois disto  qual é o vegan  que tem coragem de me vir moer os cornos cada vez que me estou a lambuzar com o belo do leitão e a sua pele estaladiça que faz o colestrol bater palmas. 

 

#pocaralhomazeedeslarguemedamão

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Furla? Big mistake. Huge!

por Pequeno caso sério, em 26.06.18

Ponto prévio : nunca tive,  não tenho e certamente depois disto nunca terei nada da marca Furla . Este post não é sobre a qualidade dos produtos(que desconheço) mas sim sobre o atendimento ao cliente.

 

 

Muitas vezes lemos por aí relatos de verdadeiras cavalgaduras que vão às lojas e tratam os funcionários como se estivessem lá para os servir de forma escravagista. Depois do que me  aconteceu ontem acho que às vezes metem - se a jeito.

 

Entrei numa loja da marca Furla.Logo à entrada sou bombardeada com informação sobre promoções e descontos que não assimilei devido à avidez da funcionária, coroada com a pérola "Se ainda não tem uma Furla, está na altura certa para o fazer"...como se aquela merda fosse o sonho de consumo de qualquer gaja. 

A loja era minúscula e tinha quatro funcionarias . Repito, quatro funcionarias. As quatro fizeram - me um raio x  numa fração de segundos . Suponho que para avaliar se quem tinham à frente teria capital para gastar na loja onde deduzo ganharem o ordenado mínimo acrescido de algumas comissões. A atenção das quatro centrou - se na maneira como eu vinha vestida (calças de ganga rasgadas e t- shirt) mas sobretudo na mala que trazia ao ombro que certamente confundiram com uma das milhentas imitações que por aí circulam. 

 

Apesar de não ter ouvido metade do que ela disse pois não gostei do tom,agradeci e continuei a olhar para os expositores.

Fui abordada uma segunda vez pela mesma funcionária que me pergunta se procurava alguma coisa em concreto.Respondi - lhe que não, que estava só a ver mas que se precisasse de ajuda, pedia.

Continuei a revista apenas com o olhar e a minha atenção fixou -se numa carteira vermelha.Tirei a carteira e começo a avaliar a disposição do sítio para os cartões,notas e moedas. Abordagem número três para me dizer uma merda qualquer óbvia. 

Foi aí.

Foi aí que a minha filha diz alto e bom som:

"Vou apanhar ar que o ambiente está pesado!"

 

Estranhei a atitude dela mas saí logo atrás para ver o que se passava.

Foi então que ela, prudentemente, me começa a contar enquanto nos afastavamos da loja (pois sabe a mãe que tem) que tinha observado a troca de olhares jocosos que as funcionárias iam trocando entre si. Ainda tive para voltar atrás e dizer - lhes umas quantas (que certamente nunca iam atingir) mas acho que só o facto de não ter comprado nada lhes fez mais mossa. 

 

Senhoras funcionarias em geral e da Furla em particular :

1- deixem os clientes à vontade sem pressões 

2- não julguem o cliente antecipadamente pela maneira como vem vestido 

3- não comentem do que claramente não percebem (e por esse andar nunca vão perceber)

 

Com as devidas diferenças, não pude deixar de me lembrar de uma cena do filme "Pretty woman". Vinte e oito anos depois a burrice e o preconceito mantêm -se. 

Caso para dizer : Big mistake! Huge!

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

O menino da lágrima versão 2.0

por Pequeno caso sério, em 25.06.18

2018-06-24 18.32.56.png

Queria dizer alguma coisa sobre isto.

Queria... mas não consigo . É que está tão bom que se mexer, estraga. Parabéns ao autor pela criatividade. 

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)


foto do autor




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.