Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Se pensa que já ouviu tudo, desengane - se #18

por Pequeno caso sério, em 31.01.19

Vizinhas há 40 anos.

 

Uma faz anos e a outra aparece para lhe oferecer uma lembrança. 

 

A primeira , sensibilizada, agradece e retribui  com uma fatia de bolo.

 

A segunda agradece mas recusa.

 

A primeira pergunta se não gosta de bolo de anos. 

 

A segunda diz que gosta mas que as amêndoas lhe dão cabo das engives.

 

.

.

.

.

.

Oi?

.

.

.

.

.

.

.

 

Engives?

.

.

.

.

.

.

ENGIVES?

.

.

.

.

.

 

EN.

GI.

VES.

?

 

 

É GENGIVAS, CARALHO!

 

             GENGIVAS!

 

gengivite.jpg

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

T.P.C.

por Pequeno caso sério, em 30.01.19

Sou absolutamente a favor dos TPC, vulgo trabalhos de casa ou, como os miúdos gostam de lhes chamar, Tortura Para Crianças. E porque é que sou a favor? Por dois motivos:

 

1- servem para consolidar as aprendizagens realizadas em sala de aula, testar onde se têm maiores dificuldades  e arranjar estrategias de resolução quando o professor não está presente para ajudar;

 

2- servem para envolver os pais de forma  efetiva no processo de aprendizagem dos seus filhos. 

 

 

E é no ponto 2 que a porca torce o rabo.

 

Primeiro porque a maioria dos pais não se quer envolver pois isso é trabalho dos professores,  essa corja que ganha balurdios e está sempre de férias. Ou em greve.

Depois, porque coisa piora quando se chega a casa às tantas após frequentar as mais diversas atividades (que bem doseadas até podem ser uma mais valia) e os garotos estão rebentados e os adultos com a paciência muito perto do zero.

 

Álaver:

 

Ensinar não é para qualquer um apesar de toda a gente, repito, toda a gente, achar que percebe do assunto muito mais do que quem esteve vários anos a queimar pestanas a aprender como fazê-lo.Então acho que todos os professores são aptos para desempenhar essa função? Não. 

 

Da mesma forma que acho que há cirurgiões que estavam bem era a cortar carne. Num talho .

 

Da mesma forma que acho que há cabeleireiros que estavam bem era a aparar relva num jardim. Refundido.

 

Da mesma forma que acho que há advogados e juízes que deviam ir dentro uns anitos.Numa cela com um mangalhudo.

 

Da mesma forma que acho que há 'ssoas que deviam estar no atendimento.Em estábulos.

 

Perceberam a ideia, certo? Pronto.

 

Quem sou eu para contestar o número de vezes que a minha filha traz trabalhos de casa? Se achar que o volume de trabalho é excessivo, contacto a diretora de turma que fará com certeza o favor de averiguar o que se passa e me transmitirá pelas vias que acordarmos.Resta dizer que este processo deve ser feito sempre  à margem dos miúdos, ou seja, ENTRE ADULTOS, e de preferência sem insultar os professores pelo caminho.Mesmo que nos apeteça assim muito.

Só teremos a ganhar com esta maneira de atuar. Os professores não são adversários. São aliados. É só refletirmos no número de horas que estão com os nossos filhos. Já pensaram bem nisso? Pois. 

 

 

A esta hora já devem estar a pensar que este post não tem muito que ver com o alinhamento aqui do blog, que se pauta sempre pela maluqueira e pelo regabofe,certo? 

Errado.

 

Foi depois de ter sabido desta história que finalmente ganhei coragem para alvitrar sobre este tema,coisa que toooodaaaaa a gente já fez.

 

 

Ora o que é que sucedeu?

Sucedeu que um miúdo arranjou uma estratégia muito original para fazer um trabalho de casa que não estava a conseguir resolver. 

'Qué  c'o gaiato fez?

Ligou para a Polícia. 

'Qué que a Polícia fez? 

Ensinou o miúdo a fazer os trabalhos. 

 

Nota 18 para o miúdo que arranjou uma estratégia de resolução do problema e pela educação demonstrada nos agradecimentos que fez à Polícia. 

 

Nota 20 para a Polícia pela maneira como lidou com a situação. 

 

Se isto não é verdadeiro serviço público, não sei o que será. 

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Eu avisei, não avisei?

por Pequeno caso sério, em 29.01.19

Todas (ou quase todas) as mulheres temem uma mulher bonita.

Eu faço parte da percentagem muito pequena que considera muito mais...perigosa uma coisa que, ao contrário da beleza, não se consegue fabricar : a química. 

 

 

-Ó Pequeno caso sério, onde é que queres chegar com esta conversa toda?- perguntam vocês com o sobrolho levantado.

 

Calminha que já lá vamos.

 

É muito chato ter sempre razão. Tira um bocado a magia da vida e eu, minhas amigas, tenho faro para estas coisas.

Já falei sobre isto aqui, lembram-se?!

Pois. 

Agora vejam isto:

 

"Isto", não tem nada a ver com personagens de um filme.

Não tem nada a ver com marketing. 

"Isto ", minha gente , é química. E da boa. Da muito boa.

 

Shaika filha, eu avisei - te não foi?!

 

giphy-1.gif

Isso 'miga . 

Continua preocupadinha com as selfies, com a luz e o caralho-a-sete.

Continua, que a Gaga trata-te do resto. 

Mêmo dahhhhhhh, o raio da russa.

 

#dordecorno

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma anedota por dia, não sabe o bem que lhe fazia #28

por Pequeno caso sério, em 28.01.19

Pai e filho discutiam matemática:

 

-Paiiiiiiiii, sabes que 1 + 1 são 11?

 

- Qué que 'tás a dizer puto?

 

- Estou a dizer que 1 + 1 são 11.

 

- És 'même burro...são nada 11, pá! 1 + 1 são 2 !

 

- São 11 !

 

- São 2 !

 

- São 11 !

 

- Ai é?! (espera aí que já te lixo...) Olha, pega lá estes 2€ e vai ali ao café comprar dois chupas .

 

O puto, cagou - se na matemática e foi a lamber os beiços comprar os chupas.

Chegou a casa, deu os chupas ao pai que meteu logo um à boca e deu o outro ao irmão do puto.

O puto, furioso e já a fazer beiço, pergunta:

 

-Então e eu? ! Não como nada?!

 

- Não disseste que 1 + 1 eram 11 ? Então chupa os outros 9,  teimoso !

 

tenor.gif

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Gajas.

por Pequeno caso sério, em 25.01.19

Maria sai para trabalhar de manhã. 

Frio do catano.

Dá à chave.

Carro não pega.

Tenta mais uma vez.

Nada.

Maria faz o que TODAS as gajas fazem numa situação destas:telefonam ao marido, naquele tom calmo aos gritos que as caracteriza quando acontece alguma merda com os carros que não sejam elas a fazer.

 

ZÉÉÉÉÉÉÉ...

 

- Diz.

 

- O CARRO NÃO PEGA!

 

- Já deste à chave? 

 

- CLARO!

 

- Quantas vezes?

 

- VÁRIAS! 

 

- E não aparece nenhuma luz acesa no painel de instrumentos? 

 

- APARECE UM GAJO A CAGAR!

 

- Hã? ! ....Um gajo ?! A cagar ?! 

 

- SIM PORRA! 

 

- Ok...manda-me lá uma fotografia. 

 

 

Cinco segundos depois, Zé recebe isto :

2019-01-24 22.51.27.png

  GAJAS.

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

A misturar é que agente se (des)entende!

por Pequeno caso sério, em 24.01.19

Há algum tempo fui surpreendida por um café com um aspeto maravilhoso lá no sítio onde trabalho. 

A minha colega usava um aparelhómetro para fazer uma espécie de espuma e tornar um simples café desenxabido  nisto:

us88XwN.gif

 

O aparelhómetro do demóine era mais ou menos parecido com este:

2019-01-23 21.57.51.png

É muito fácil de usar! - disse ela enquanto punha aquilo dentro da caneca e fazia uma pequena obra de arte. 

Ah caraças, macacos me mordam se logo à noite não bebo uma nuvem daquelas! - pensei enquanto observava a prateleira do supermercado onde ficam os talheres e apetrechos de cozinha. 

Confesso que já tinha visto aquela porra mas pensei que fosse alguma coisa para queimar o leite creme, ou assim, e por isso mesmo nunca lhe dei muita importância. [Ai senhores, sou tããããooo nécia.]

 

Comprei. 

 

Despejei leite quente para uma caneca .

 

Verti um Nespresso.

 

Enfiei o aparelhómetro do demóine dentro da caneca e...

 

a) caguei - me  toda?

 

b) os armários da cozinha ficaram com uma decoração nova?

 

c) fiquei sem café? 

 

Escolha difícil? Eu dou uma pista.

 

250075020d322f07ca2e904f3f66594a.gif

       

          Modernices de merda.

 

 

 

#teamcolherforever

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Prioridades

por Pequeno caso sério, em 23.01.19

Ah e tal, as gajas são umas fúteis...'têm nada dentro da cabeça! Só pensam em trapos! Têm, claramente , as prioridades da vida todas trocadas.

 

Este podia ser o discurso de um certo tipo de "homem".Podia e se calhar, até é. 

Mas olhem , filhos, depois do que descobri ontem, não me parece que vocês possam cagar d'alto, pois não?

 

2019-01-22 22.28.52.png

Cem anos.

Cem anos para perceberem que a cabeça de cima também precisava de proteção. 

 

E AGORA?

QUEM É QUE TEM AS PRIORIDADEZINHAS TODAS TROCADAS,QUEM É ?!

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Bedtime stories

por Pequeno caso sério, em 22.01.19

Gosta de pijamas? Eu também. 

Escolhe-os atendendo ao fator "euros"? Somos duas. 

Tem preferência por padrões fora da caixa ? Moi aussi. But...not anymore! [isto em estrangeiro soa logo a outra coisa. Há que expandir horizontes e captar a atenção da clientela internacional.]

'Tão porquê, Pequeno caso sério? - perguntam vocês já com o radar da cusquice ligado no máximo. 

Olhem 'migas porque depois do que li ontem vou passar a comprar pijamas lisos só de cores cujos répteis não possam ter. Porquê? Calminha. Calminha 'quisto ainda há muito chouriço para encher.

 

Ora sucede que, algures neste planeta,uma gaja teve a ideia peregrina de comprar um pijama animal print.

Até aqui nada de grave...mas o problema foi que a gaja levou o conceito longe demais:

 

2019-01-21 18.26.32.png

Sim 'migas isto é um pijama. Sei que parecem uns collants mas chegou-me como sendo um pijama.

A mulher queria romance,ser sexy e ter uma noite animada. Bem vistas as coisas, animação não lhe faltou. 

 

Ora,como o marido demorou a chegar a casa, a gaja adormeceu...com a perna fora da cama.

Ao entrar no quarto, o marido, dá de caras com a perna fora da cama e pensou que se tratava duma cobra que se estaria a infiltrar no leito pronta para abocanhar a sua mulher.Nem pensou duas vezes! Agarrou - se ao bastão de baseball que tinha atrás da porta do quarto e pumba! Arreou tantas na "cobra" até ela começar a gritar.

 

-Ó Pequeno caso sério ,'tás parva ó quê?! As cobras não gritam 'pá!

 

Mau.

Parva é a merda. 

E se eu digo que gritam, é porque gritam que sou eu que estou a contar a história! 

Se a perna fosse vossa, queria ver se também não gritavam!

2019-01-21 18.27.07.png

Moral da história

Queres romance? Compra um livro.

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Conversas com gente miúda #24

por Pequeno caso sério, em 21.01.19

Aula no primeiro ciclo sobre os seres vivos e os seres não vivos.

Professora, no fim da explicação, pergunta aos miúdos se têm dúvidas e recebe um sonoro e afinado "Nããããooooooo"!

Professora passa da teoria à prática para se certificar que a coisa tinha ficado mesmo e entrega aos alunos uma ficha de trabalho onde, entre outras coisas, tinham de dar exemplos de seres vivos e seres não vivos.

Professora recebe as fichas e quando já vais meio da correção solta uma gargalhada que se ouve em toda a escola. A razão? Esta:

 

2019-01-20 19.27.12.png

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

# 10 anos

por Pequeno caso sério, em 18.01.19

Sabem aquele desafio que anda a circular por esta Internet a fora e que consiste  na publicação de duas fotografias nossas com uma diferença de 10 anos? 

Pois bem.Também resolvi aderir. E como já me acompanham há algum tempo, acho que está na hora de me conhecerem um bocadinho melhor. 

Olhai com atenção...e alvitrai sobre o que 10 anos podem fazer a uma 'ssoa.

received_307790353275982.jpeg

Achavam mesmo que era agora que me viam as fuças, pois era? Nã. Ainda não foi desta.

Prefiro que continuem a admirar-me apenas pelo meu talento e não pela minha...beleza (AHAHAHAHAH)

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/3



foto do autor




Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.