Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Algures

por Pequeno caso sério, em 28.02.18

Há quem nasça em berço de ouro e mesmo assim se sinta infeliz.

 

 

Há quem nasça pobre e veja no dinheiro a única forma de alcançar a felicidade.

 

 

 

Seja como for , poucos são aqueles que vivem satisfeitos com o que têm /são. 

 

 

 

 

Moral da história :

 

2018-02-24 19.26.21.png

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma anedota por dia, não sabe o bem que lhe fazia #16

por Pequeno caso sério, em 27.02.18

Era uma vez uma viúva que de cada vez que visitava a campa do falecido marido, abandonava o local de marcha atrás. 

Uma das amigas que a acompanhava sempre nessa dolorosa tarefa, observava com estranheza o curioso ritual sem nunca nada perguntar. Um dia,  encheu - se de coragem e questionou a amiga:

 

-Olha lá Maria, porque é que tu abandonas sempre a campa do teu marido de marcha atrás? 

 

-Olha 'miga porque o meu marido quando era vivo dizia sempre que eu tinha uma peida capaz de ressuscitar um morto!

 

widow.gif

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Frases motivacionais

por Pequeno caso sério, em 26.02.18

Uma  'ssoa sai de casa para apanhar um bocado de Sol pois já está arraçada de lula.

 

Passeia - se por um calçadão cheio de gente que teve a mesma idéia e da qual teve de se desviar.

E bicicletas. 

E triciclos. 

E skates. 

E overboards.

E trotinetas.

E cães.Muitos cães.E algumas poias também. 

 

Já se sabe que as ' ssoas quando estão em lazer têm propensão para a badalhoquice e fazem na rua o que provavelmente farão em casa ou seja, deixa -lá- atirar- isto -para-o -chão- porque -alguém -há-de -apanhar.

 

Felizmente, por cada cidadão badalhoco, há sempre um cidadão pro-activo:

2018-02-24 20.46.17.png

 

Camões, se fosse vivo, perdia o outro olho com uma facada . Dada pelo próprio.Ou então espetava um garfo girando - o para a esquerda e para a direita até vazar a vista por completo. 

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Então Pequeno caso sério...

por Pequeno caso sério, em 23.02.18

...o que tens a dizer sobre aquela lei dos animais irem aos restaurantes com os donos?

 

Olhem, digo que sim senhora, que está aí uma bela idéia de merda ! Vai ser maravilhoso uma ' ssoa levantar - se para ir mudar a água às azeitonas e pisar uma poia . Bem molinha. Daquelas cheirosas. E depois entregar o sapato aos donos para serem eles a limpar.

 

O mundo está louco. 'Tarda nada veremos isto:

2018-02-22 16.43.02.png

Havemos de lá chegar.

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pilinhas descartáveis

por Pequeno caso sério, em 22.02.18

Se há coisa que me mete nojo é ter de usar uma casa de banho pública. Seja ela qual for, mete - me nojo...mas tendo em conta que a minha bexiga é proporcional ao meu metro e meio, por vezes sou forçada a urinar em sanita alheia . Ora, esse facto obrigou - me a desenvolver uma aptidão pouco comum ao sexo feminino e que consiste em urinar quase de pé.

A esta hora estão vocês a pensar que é desta que revelo que sou uma traveca. Não 'migas. Sossegai. Eu disse que mijava quase de pé. 

 

Maneiras que esta aptidão já me valeu alguns dissabores nomeadamente ao nível da pontaria. Não foi agradável,não senhor, e o que me safou foi ter um blusão de ganga que atei à cintura. Mijada sim mas com swag. Se estava frio? Estava. Mas entre isso e uma mancha de mijo nas calças acho que a escolha era óbvia. Antes gelada que mijada.

 

O tempo foi passando e aperfeiçoei a técnica tornando- me numa expert ao nível da pontaria no vaso sanitário vivendo muito satisfeita com isso.

Até hoje.

'Tão porquê Pequeno caso sério? -perguntam vocês com ar de vizinha Odete, essa dominatrix da vida alheia.

 

Olhem porque passei anos da minha vida a treinar e agora que estava pronta para receber o primeiro lugar da escola de tiro,na modalidade de fluxo mictório feminino, dou com isto:

received_1984768708219503.jpeg

E depois admiram - se que as 'ssoas não invistam na própria formação. 

 

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sapatos

por Pequeno caso sério, em 21.02.18

Não sei se já repararam nos sapatos disponíveis ultimamente . Eu já. Ou melhor, os meus pés já. E não gostaram mesmo nada.

Começo por explicar que,  como gaja que sou, tenho uma pancada grande por tudo o que seja para meter nos pés. Paradoxalmente, uma das coisas de que mais gosto é andar descalça. Confusos? Pois, isso já é um problema vosso porque eu nunca vos enganei e vocês sabem há 3 anos que a sanidade mental não abunda por aqui.

Adiante.

Dizia eu que os sapatos da nova geração apresentam um formato estranho se tivermos em conta a anatomia do pé humano...a não ser que se trate de uma nova mutação genética dos pés que tenha afetado  a maioria das ' ssoas (menos eu):

2018-02-15 17.25.32.png

Se for esse o caso avisem - me ok? Gosto pouco de gente...esquisita.

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Fantasminha Brincalhão

por Pequeno caso sério, em 20.02.18

Há um estranho fenómeno que tem vindo a proliferar no reino do papel higiénico. Está na altura de alguém se chegar à frente e falar nisso. Como sempre, coube - me essa tarefa difícil. 

Começou subtilmente com uma marca e hoje, percorrendo os corredores de qualquer hipermercado,  vemos que a coisa se alastrou. 

"Mas afinal, 'tás a falar de quê Pequeno caso sério? "- perguntam vocês com esse ar xoninhas.

' Tou a falar disto:

20180216_071703.jpg

A última tendência é porem fantasminhas a sorrir no papel higiénico.

Aláver:

Porquê fantasminhas? Querem assombrar o terceiro olho de uma ' ssoa?  Ou querem que o cagalhoto não saia com medo, hum?

A sorrir? Nunca a expressão idéia de merda fez tanto sentido. Mas há alguém que fique satisfeito por ver um olho do cu todo cagado ?  Pois não há. Tenho a certeza que o fantasminha também não fica.

 

Senhores da Renova, Scotex e afins, tenho dois pedidos: 

-vamos lá a ter juizinho e acabar com estas modernices. Ninguém quer cá fantasminhas sorridentes. Tudo o que uma 'ssoa quer é um papel branquinho, macio, que cumpra a sua função sem deixar em nós um sentimento de pena de cada vez que se puxa o autoclismo. 

- sempre gostava de saber qual é o ordenado dos fantasminhas. Tenho a certeza que lhes estão a pagar muito menos do que merecem. É o costume.

 

 

Para terminar, deixo a todos esta bonita reflexão que tornará com certeza a vossa próxima ida para o emprego menos dolorosa: da próxima vez que acharem que têm um emprego de merda, lembrem - se dos fantasminhas.

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Três

por Pequeno caso sério, em 19.02.18

Por estes dias o blog fez três anos. 

 

É ainda um bebé,  é certo, mas um bebé que me tem dado muitas alegrias [Principalmente ao nível da conta bancária dado que tenho poupado imenso em terapias e sem as garantias de resultados que tenho por aqui]

 

Inspiram - me as coisas mais parvas e observando o número crescente de visitas, acredito que não sou a única. Ainda bem. 

Screenshot_2018-02-18-11-22-11.png

No meio disto tudo só lamento a falta de tempo que me assola para me conseguir dedicar a isto como gostaria. É a vossa sorte. Ou o vosso azar. 

 

Da parte que me toca, tem sido um prazer e tudo farei para vos continuar a  fazer rir pois esse é, acreditem ou não, o único objetivo deste blog.

Saber que há alguém desse lado que me procura na esperança de dar uma gargalhada é a melhor de todas as recompensas.

Por isso, e pelo feedback que me vão dando,

tenor.gif

         Que venham mais três! 

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Javali

por Pequeno caso sério, em 16.02.18

"Pá, só fazes merda...uma ' ssoa não pode contar contigo pra nada...nunca sabes onde estão as coisas...combinamos uma hora e apareces meia hora depois...não és capaz de arrumar o que desarrumas...cumprir prazos de trabalho nem falar nisso...dasss pá, não vales nada!"

 

Uma ' ssoa normal ouvia isto tudo e

ou guardava a viola no saco pois era tudo verdade

ou enfiava um valente selo nas trombas de quem proferisse tais ofensas por serem mentira.

 

Então e se fosse contigo, Pequeno caso sério? Como é que respondias?

 

Simples: 

2018-02-07 16.57.44.png

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

'Tá c'a neura? Vá ao pão que isso passa.

por Pequeno caso sério, em 15.02.18

A ' ssoa (eu) estava com uma grande neura qu'isto de ir trabalhar a seguir a um feriado dá cabo dos nervos de qualquer uma.

Se a esta neura juntarmos um frigorífico que precisa de ser reabastecido, temos a conjuntura perfeita para um simples "bom dia" soar a provocação. 

Maneiras que lá me meti no carro e fui fazer uma das coisas que mais detesto pedindo a Deus para não encontrar ninguém conhecido pois não estava para conversas.

 

Estaciono o carro no parque subterrâneo. 

 

A porta automática não abriu porque o sensor não me detetou. Grande merda. Lá vou eu ter de fazer figurinhas com os braços até a porta abrir. Dasssss. A porta abre e dirijo - me ao elevador. 

 

Dois elevadores. Um deles avariado. Merda número dois dado que foi tudo encafoado no mesmo elevador.

 

Revejo a lista enquanto escolho um carrinho.

Devo ter tirado o carro com a direção mais desalinhada de todo o supermercado. Merda número três pois levei o tempo todo a puxar a merda de um carro que mais parecia um bêbado. 

 

Lá vou enchendo o carro e a neura a aumentar só de pensar que teria de carregar aquela merda toda para casa e pior, a seguir arrumar tudo.

 

Quando estava prestes a ir para a caixa lembro - me que me faltava o pão. 

Ah merda...lá vou ter de voltar atrás! 

 

Chego à padaria e vejo isto:

20180214_104327.jpg

 

E de repente, a  neura passou. 

 

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/2



foto do autor




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.