Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Pingo Doce e insónias

por Pequeno caso sério, em 12.12.16

Recebo muitas vezes SMS do Pingo Doce.

Muitas delas chegam a horas pouco...próprias tipo dez/onze  da noite.

Ora o que é que isto tem de especial?

Nada. A não ser o facto de quando o telefone toca a horas estranhas eu e a minha filha  nos deitarmos a adivinhar do que se trata :

-Dourada! -digo eu.

-Nã, nã.Hoje deve ser vitelão ou então novilho ! -diz ela.

Só depois das apostas feitas é que vejo a mensagem.

 

Ontem estávamos a jantar quando se ouve o toque da SMS.

-Bacalhau!-grito  eu.

-Bolo Rei! -diz ela.

 

Abro a mensagem e dou com isto :

"Só hoje 25% em todo Peixe selvagem fresco, Bacalhau especial 6,99€/Kg e 50% em todas as couves , consulte mais em pingodoce.pt. E amanhã há mais! "

 

Senhores do Pingo Doce, 

 

acham bem ameaçar as 'ssoas desta maneira ?!  

'Atão  agora como é que vou dormir ?!

Há lá sono que me chegue depois de ler isto? 

 

Serão as ervilhas congeladas?

 

Será a amêijoa vietnamita?

 

Será o paio do lombo?

csscissors.jpg

Quando tentas ser ...

por Pequeno caso sério, em 09.12.16

...uma ' ssoa decente mas a maluqueira te persegue :

2016-12-07 23.40.31.png

Sempre ouvi dizer que temos uma mama maior que a outra.

Confirma - se.

csscissors.jpg

Ricardo, o eterno fedorento

por Pequeno caso sério, em 07.12.16

Gosto do Ricardo.

Acho-o genial e por isso tudo o que escreva sobre ele será suspeito . Nada a fazer. 

 

Vem este post a propósito da entrevista que deu ao programa "Alta Definição" mas também porque há muito tinha vontade de o fazer . 

 

" 'Atão se já tinhas essa vontade , porque é que só agora publicas?"- perguntam vocês com esse ar xoninhas.

 

Olhem , porque o gajo falou, falou, falou...mas não disse nada. Nada que eu não soubesse mas sobretudo nada que não lhe adivinhasse.

O que eu queria mesmo era ver o gajo choramingar.

Ficar todo descomposto e cheio de ranho. Isso é que era. 

Mas não.

Em vez disso o que é que o gajo disse? Que era tímido. E inseguro. E que gosta de estar em casa sem fazer nada , vestido com umas coisas a que chamou "pré-panos". 

Falou ainda daquilo que a segurança financeira lhe trouxe e do que, a seguir à saúde, temos como bem mais precioso: tempo.

Gosto do Ricardo.

Pelo grande humorista que é e por considerá-lo um homem...interessante , vá .

Leio-lhe os livros. 

Vejo e revejo os episódios dos "Gato Fedorento" e continuo a achar piada como se nunca os tivesse visto.

Adorei o "Melhor que falecer"  onde , mais uma vez, exibiu a sua genialidade .

Só um gajo com vários parafusos a menos  se lembra de abordar a temática  dos prós e contras de se comer caracóis (porque são nojentos) e ovos (dado que são abortos de galinha). 

Só um gajo verdadeiramente genial faz de Gonorreias e brilha ao mais alto nível.

 

Ouço-o na rádio e à conta disso já fiz grandes figurinhas ao volante. Nada de novo, portanto.

Só uma pessoa como o Ricardo consegue levar a Manuela Azevedo a fazer um jingle tão orelhudo com a frase Mixórdia de temáticas  ou o Camané a cantar um mini faduncho que se resume ao verso Melhor do que falecer.

 

Vi-o no "Isso é tudo muito bonito mas...", no "Esmiúça os sufrágios", nos anúncios da "Meo" e afins. Acho que nem ele próprio tem noção do poder da sua imagem.

Há quem ache que fez mal em separar-se do grupo pois em equipa que joga bem, não se mexe. Ele lá terá as suas razões.

Não sei se já disse isto mas, gosto do Ricardo e por isso desconfio que mesmo que cantasse o "atirei o pau ao gato"  disfarçado de velha desdentada em cuecas , o faria bem feito. 

 

O último parágrafo vai para o Ricardo. Tenho esperança que alguém que o conheça lhe mostre isto ou que ele próprio tropece neste antro de maluqueira e se dê ao trabalho de ler :

 

Ricardo filho, quando tiveres as tuas crises acerca do valor do teu trabalho , relê isto. Multiplica por mil pois decerto não sou a única a pensar desta forma. Não sou ninguém nem tão pouco digo nada de novo mas acho que o essencial está cá e servirá de ansiolítico na hora da dúvida .Quero que prestes atenção a tudo o que escrevi já que o fiz naquele sítio onde somos absolutamente verdadeiros . Exato. Aí mesmo. Na casa de banho.

Não sei se percebeste mas gosto de ti e acho honestamente que nos íamos dar bem .

Também reparo em coisas que o próprio Demo não se lembraria .

Também possuo uma auto estima do tamanho de uma ervilha quando todos acham que é do tamanho de Júpiter.

Também uso o humor para que não percebam a minha fragilidade.

Também tenho vários parafusos a menos.

Também me assusta olhar para a minha filha e pensar "e se alguma coisa corre mal..."

A única coisa que nos difere são os quarenta  e quatro centímetros a mais que te dão cabo das costas aos quarenta e dois anos . Isso e o "pormenor" de seres genial enquanto que eu sou só... pequenina.

Não te preocupes pois o meu marido sabe desta admiração e já se conformou. Ainda assim suspeito que , ao ler este post,diria qualquer coisa como:   o que tu queres sei eu...mas não é assim que se pede.

 (imagem tirada da net)

csscissors.jpg

Perdigotos

por Pequeno caso sério, em 06.12.16

Todos nós já tivemos um amigo, um familiar, um professor,  um colega de trabalho ou quiçá , um chefe , que ao falar connosco nos fazia duvidar se não eram aparentados da cobra cuspideira. Mais ou menos isto :

Uma 'ssoa desejava , nessas alturas , ter vestido um fato de oleado para proteger o corpo e um capacete da brigada de desativação de minas para proteção da fronha.

É muito nojento desagradável ficar com o rímel esborratado por causa de um perdigoto que caiu ali no olho. Ou pior. Levar com uma inadvertida bola de cuspo pinga de saliva que aterra ali mesmo perto da nossa boca /face  e ter de fazer uso das mãos, qual sevilhana, da forma mais discreta possível , para que desapareça. 

 

Um aspeto a ter em conta é a intensidade do perdigoto que pode ir do chuvisco até ao chafariz  da praça central  lá da terra mas com a força da mangueira dos bombeiros voluntários. Com ambos é preciso  ter cuidado. E estômago forte.

Maneiras que andei aqui a pesquisar se este fenómeno seria historicamente recente ou se esta condição já afetava os nossos antepassados.

'Tão não é que a própria da Marie Antoinette arranjou maneira de fintar o perdigoto?

2016-12-02 22.00.08.png

 

Uma visionária esta rapariga! 

csscissors.jpg

Alimentação (desafio)

por Pequeno caso sério, em 05.12.16

Comer é um dos maiores prazeres que se pode ter na vida.

Tenho um imenso respeito pela comida e raramente a deito fora.

Há quem coma para viver.

Há quem viva para comer.

Eu fico desavergonhadamente a pender para a ultima .

 

Pois que a minha sobrinha virtual se lembrou de me lançar este desafio sobre alimentação. E porquê? Ora...porque ela quer convencer-me que correr faz bem e que o meu sofá não merece a minha presença tão assídua. Ou isso ou que já tenho idade para ter juízo no que à alimentação diz respeito. 

Responderei o mais honestamente possível sem com isso garantir que não vá  enjoar  chocar quem lê pois, à semelhança de tudo o resto, tenho hábitos alimentares...meio malucos. 

 

Se não tiverem nada mais interessante para fazer, divirtam-se:

 

O que costumas comer no dia-a-dia?

O que calha. Isso pode oscilar entre rédom e qualquer coisa rápida. Nunca almoço em casa e por isso como o que houver disponível naqueles sítios chiques que frequento . O jantar é, normalmente mais..."cuidado" . Sobretudo quando janto na casa da mãe.

 

Preferes doce ou salgado?

Salgado. Mas não viro as costas a um doce. Nem aos fritos. Nem aos enchidos. 

 

E quanto a dieta, preocupas-te com isso ou comes sem pensar no amanhã?

Um dos meus lemas de vida é "não deixes para amanhã, o que podes comer hoje". Acho que respondi à pergunta.

 

Qual é a tua comida e sobremesa favorita?

Se querem ver-me feliz é porem na minha frente uma alheira com ovo e batata frita. Ou cozido à portuguesa. Para rebater uma sobremesa light : um petit gateau com uma bola de gelado de nata.  O colesterol até bate palmas. Os godilhões do meu cu também!

 

O que é que odeias comer, mas comes porque precisas?

Se odeio, não como (sushi por exemplo). Comer é um prazer e como tal não pode ser imposto. Ainda assim como muita coisa verde escura e beterraba por causa do ferro mas como gosto, acaba por não se sacrifício nenhum.

 

Quanto pesas? Querias pesar mais ou menos? Estás satisfeita com o teu peso?

Ahhhh...isto estava a ir tão bem...

puta querida balança diz que peso 51 kg. Como meço 1,50 penso que (ainda!) não é grave. Ainda assim acho que o meu peso ideal anda ali pelos 47/ 48 Kg. Quando deixar de  gostar  de comer, isso resolve-se. Não prevejo data para esse acontecimento mas...never say never.

 

Qual a fruta favorita?

Cerejas. E nêsperas. Comi quilos tantas quando estava grávida que achei que a dorzita de barriga que senti às 26 semanas era por causa disso.

 

Comes ou gostas de verduras e legumes?

Como sem sacrifício nenhum. A minha especialidade é a sopa do q'havia (no frigorífico).

 

Quantas refeições fazes diariamente?

Pequeno almoço , lanche a meio da manhã, almoço, bolachas e/ou fruta a meio da tarde e  jantar.  Depois vem a hora crítica onde como tudo o que me apetece que vai desde o chocolate amargo até às batatas fritas . Tudo isto enquanto vejo televisão ou navego na net.

 

O que  gostarias de comer, mas o teu consciente não permite?

Nada. Dado que sou desprovida de consciência, como tudo o que me apetece. O problema vem depois quando vejo os godilhões. Aí digo muitos palavrões. E quando digo muitos, são mesmo muitos.

 

Em jeito de conclusão acrescento que temos das melhores cozinhas do mundo e que uma das coisas que me custa quando viajo é tudo o que provo ficar muito aquém da nossa comidinha.

Deve ser (também) por isso que gosto tanto de regressar.

csscissors.jpg

A vingança é...

por Pequeno caso sério, em 02.12.16

...um prato que se come frio!

Muuuuuuiuahahhahahhaaah...

20161202_190617.jpg

 

E o bem que isto me soube?!

Se ainda  tinham  dúvidas  sobre a minha sanidade mental ,espero tê - las esclarecido.

csscissors.jpg

Finesse , classe , subtileza e glamour

por Pequeno caso sério, em 01.12.16

Hora de almoço.

Como o sitio do costume já começa a enjoar estava cheio, resolvemos experimentar outro sítio igualmente em conta. (esta merda de ter de comer em sítios em conta é deprimente mas funciona quase como uma vacina : prepara o organismo para que, em caso de infecção  o sistema de defesa possa agir rapidamente. )

Ora pois que a decoração da coisa ficava ali entre a tasca e a taberna mas o atendimento foi rápido, a comidinha estava como a da avó e portanto batia tudo certo.

Eis que ,de repente, começo a ouvir um barulho:

Tic...

Tic...

Tic...

Aquilo despertou a minha atenção.

Comentei com as minhas amigas:

eu- estão a ouvir ?

elas- a ouvir? O quê?

eu- este barulho...

elas- qual barulho? não ouvimos nada...

eu- olha...lá está outra vez...

Tic

Tic

Tic

elas- ó pá come mas é !

 

Aquela merda estava já a enervar-me.

Claro que só sosseguei depois de perceber o que estava a acontecer.

Como estava de frente para o balcão consegui perceber que todo aquele fernesim se devia nada mais , nada menos , ao dono do estabelecimento que , na ausência de clientela, aproveitou para fazer isto :

 

Ahhhhhhhh.

 

A finesse.

 

A classe.

 

A subtileza.

 

O glamour.

 

E continuar a comer depois disto? Pois. Mas comi. E agora que penso nisso...

 

 

 

 

 

 Perceberam agora a cena da vacina?  

csscissors.jpg

Pág. 2/2



foto do autor




Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.