Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Uma anedota por dia, não sabe o bem que lhe fazia #12

por Pequeno caso sério, em 12.10.17

O marido entra em casa , esbaforido , com um ar alucinado, qual lobo mau prestes a comer o capuchinho vermelho, e arrasta a mulher para o quarto.

A desgraçada estava eufórica pois há vinte anos que isso não acontecia.

 

Chegados debaixo do edredom , e já com a mulher prontinha para o tufa-tufa, eis  que o macho solta a seguinte pérola :

"Olha amor,comprei um relógio! É lindo,não é? E brilha no escuro ! "

82e30cef7f603321f00513cd2c11c73f.gif

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma anedota por dia, não sabe o bem que lhe fazia #11

por Pequeno caso sério, em 28.09.17

Uma familia de algravios vai na rua quando o mais novo pergunta:

 

- ó mãe, qué um isete ?

- um isete?! olhã, nã sê...pergunta ó tê pai.

 

-ó pai , o qué um isete?

-um quê?! 

-um isete.

-olhã, nã sê... pergunta à tua irmã quela é que ãndou na escola.

 

-ó mana...

-qui é , pute parve?

-o qué um isete?

-dasss,cabrão do pute é même burre! 'Tão ,um e sete, sã oite , burre da merda !

 

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma anedota por dia, não sabe o bem que lhe fazia #10

por Pequeno caso sério, em 18.09.17

Deus depois de criar  Adão e Eva  disse-lhes:

- Tenho dois presentes  para distribuir por vós. Um é para fazer chichi de pé e para...

(Adão nem deixou Deus acabar e desata aos berros numa excitação que só visto):

-Eu quero! Eu quero! Eu quero! Dá -me esse presente! Por favooooooorrrr!

 

Tal era a ansiedade que Deus não teve outro remédio senão entregar a pila a Adão. 

Ele corria, saltava e não cabia em si de contente. Mijava em todo o lado, fazia repuxos com a pila e mandava potentes jatos de chichi contra tudo o que podia.

 

Deus e Eva observavam, incrédulos, tamanha excitação até que Eva pergunta a Deus:

-Qual era o segundo presente que tinhas para oferecer e que , por exclusão de partes, me calhou em sorte? 

- O cérebro, Eva, o cérebro! 

2017-09-16 17.35.05.jpg

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma anedota por dia, não sabe o bem que lhe fazia #9

por Pequeno caso sério, em 12.09.17

Num comboio iam na mesma carruagem uma mulher e um anão.

 

Já se sabe que as carruagens tremem muito, maneiras que o anão passava o tempo a escorregar. 

Uma  mulher, boa samaritana , levantava - se, puxava o anão para cima, sentava-o direito e voltava ao seu lugar. Tudo sem que o anão o tivesse pedido. 

 

A cena repetiu - se cinco vezes. O anão nada disse, embora tivesse um ar cada vez mais... fodido  aflito .

 

Às tantas,  a mulher já farta de estar naquele senta- levanta, virou - se para o anão e, muito zangada, disse - lhe:

 

-Ouça lá,  o senhor não consegue estar aí quietinho? 

 

-Ó minha senhora...Isso queria eu ! Já fiz cinco tentativas para desembarcar  e a senhora não me deixou ! Dassssss !

 

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma anedota por dia, não sabe o bem que lhe fazia #8

por Pequeno caso sério, em 17.07.17

Um famoso cardiologista falece .

A família convida muitos dos seus colegas de trabalho para o velório . Vieram médicos das mais diversas especialidades.

A família,  muito consternada pelo acontecimento,  decide colocar todo o seu esmero na decoração da sala do velório. Muitas flores , livro de condolências, fotografias do falecido com a família e os colegas de trabalho e, como era cardiologista , muitos corações espalhados pela sala. 

Chegaram os convidados.

Ar pesado.

Abraços e lágrimas. 

Até que..há um convidado que desata a rir à gargalhada.

Parou tudo..indignação geral. 

Como o homem não parava de rir, um familiar do falecido decide aproximar -se e perguntar o porquê daquele despropósito. 

-O senhor desculpe mas este é um momento doloroso para a família...posso saber a razão da sua boa disposição ?

- Sim pode. Estou maravilhado com os corações que têm espalhados pela sala ! 

- Não vejo porquê o espanto. Ele era cardiologista. 

- Eu sei! Trabalhámos anos  no mesmo hospital .

- Então está a rir - se de quê? 

- Estou a imaginar se a minha família tiver a mesma ideia no dia do meu funeral...sempre quero ver o que metem nas paredes...

- Então porquê? 

- Sou ginecologista. 

When-He-Bestows-His-Smile-Upon-World.gif

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma anedota por dia, não sabe o bem que lhe fazia #7

por Pequeno caso sério, em 11.04.17

Era uma vez dois homens que eram muito amigos.

Devido à rotina dos dias deixaram de se ver durante um bom tempo até que um deles ficou doente. A doença afetava sobretudo a memória e um dos homens  decide arranjar tempo e ir visitar o amigo em recuperação. 

Durante a visita desenvolve-se a seguinte conversa:

 

-'Tão pá, ouvi dizer que estavas doente...

-'Tava pois...mas agora já estou praticamente bom!

-Ai sim? É pá, isso é maravilhoso! 'Tão e a que se deve esse milagre?

-Olha, foi um médico espetacular que me curou.

-Ah , estou a ver...mas só com uns comprimidos recuperaste a memória?

-Ó lécas! Parece mentira , não é?

-Parece...

-Pois , mas não é. Recuperei a minha memória quase todinha.

-E isso só com uns comprimidos...estou espantado.

- É verdade!

-Então e como se chamam os comprimidos?

-(homem pensativo) Eh pá...os comprimidos...os comprimidos...ó porra...agora assim de repente... espera aí que já te digo. Responde-me lá a uma coisa...

-Diz.

-Como é que se chama aquela flor que cheira muito bem e  tem espinhos?

-Rosa.

-Ó Roooooosa, como é que se chamam os comprimidos da memória?

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma anedota por dia, não sabe o bem que lhe fazia #6

por Pequeno caso sério, em 03.04.17

Era uma vez um puto gago.

Muito gago.

 

Os pais fizeram de tudo mas o desgraçado continuava cada vez mais gago. A única forma de o entenderem era quando cantava.

 

A vida ia correndo ao ritmo normal até que um dia o pai do  puto teve um acidente grave mesmo à porta de casa. O miúdo assistiu a tudo e a reação que teve foi correr até casa para contar à mãe.

Entra em casa esbaforido e grita:

-ó...ó ...ó...mãe!

-ó...ó....ó...mãe!

-ó ...ó...ó...mãe!

 

E diz a mãe já cheia de nerves com toda a meiguice do mundo:

 

-Ó cabrão...diz essa merda a cantar!!!!

 

E diz o puto:

 

-Ó- i -ó -ai , o pai foi atropelado ! 

 

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma anedota por dia, não sabe o bem que lhe fazia #5

por Pequeno caso sério, em 27.02.17

Era uma vez uma senhora muito magrinha que , de repente, começa a ficar com uma grande barriga. 

Preocupada, até porque havia outros indícios, resolve ir ao médico:

 

médico- Ora então bom dia! Então o que a traz por cá?

senhora- Sr. doutor...sinto-me muito inchada...

médico- Mas inchada como?

senhora- Com a barriga inchada...não tenho apetite...ando nauseada...tenho as mamas a rebentar...

médico- Isso são gases!

senhora- gases?!

médico- Sim senhora, gases! Vai levar aqui uns comprimidinhos, toma um antes de cada refeição e vai ver que melhora num instante!

senhora- Mas...mas...então não me manda fazer análises?...uma ecografia?...nada?!

médico- Nada! Não preciso de exame nenhum ! Tenho muitos anos de experiência para poder afirmar com toda a segurança que o que a sra tem são gases! Bom dia e as melhoras.

 

A mulher, coitada , sai do consultório toda cabisbaixa e lá toma os comprimidos.

O inchaço da barriga continuou e veio a confirmar-se que afinal estava era grávida.

 

Meses mais tarde, a senhora  ia na rua com a filha ao colo e encontra o médico que a cumprimenta:

 

médico- Olá minha senhora, então como tem passado, nunca mais a vi lá no consultório? Oh, que bebé tão fofa...é sua filha?

senhora- Não senhor doutor...não é minha filha...é a minha BUFA!

tumblr_o33vjxhLzK1uefpmfo1_250.gif

 

 

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma anedota por dia, não sabe o bem que lhe fazia #4

por Pequeno caso sério, em 20.02.17

O dono de uma drogaria tinha uns pregos lá encalhados que não se vendiam. Eram pregos da marca "Azevia".

Pensou então numa estratégia de marketing para atrair clientela:

Colocou na montra um crucifixo com Cristo pregado à cruz  e por baixo colocou  em letras garrafais o seguinte  slogan :

 

Com pregos Azevia, 2000 anos de garantia!

 

Uma beata que por ali passava, olhou para a montra da drogaria e ficou escandalizada. Entrou esbaforida na loja e berrou ao proprietário que estava atrás do balcão:

-Ouça lá , então o Sr. não tem vergonha de estar a usar Jesus numa propaganda destas? O Sr. enlouqueceu?! Seu herege!!!  Amanhã passo por cá e já não quero ver aquilo ali, ouviu?!

 

Uma beata é coisa para meter medo a qualquer um. Uma beata furibunda é digno de fazer borrar de medo até o dono de drogaria mais afoito. 

O homem lá reconheceu que tinha exagerado e prometeu à beata rever o slogan. Assim fez.

 

No dia seguinte, a meio da manhã, o homem vê uma pequena multidão reunida em círculo frente à montra da drogaria. Curioso, decide sair da loja para ver o que se passava . Percebeu rapidamente que estendida no meio da rua , desmaiada, estava a beata do dia anterior. Perguntou o que se tinha passado e houve alguém que lhe disse:

- Olhe, o culpado foi o senhor!

-Eu?!- pergunta incrédulo - mas eu porquê?

- Por causa da sua montra!

 

 

Na montra podia ver-se Jesus, pregado à cruz só por um braço , o outro braço todo pendurado  e a cabeça também. Por baixo, em letras garrafais, o seguinte slogan:

 

Com pregos Azevia, nada disto acontecia! 

 

 

 

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma anedota por dia, não sabe o bem que lhe fazia #3

por Pequeno caso sério, em 12.01.17

Três alentejanos já entradotes apanharam uma bebedeira daquelas.

No meio da bebedeira há um que desafia os outros dois para irem "às meninas".

Como estavam todos num estado lastimável, lá foram.

Chegaram à casa das meninas e a dona, ao reparar nas tosgas que traziam em cima, decide gozar com eles e mandá-los para os quartos dizendo que as meninas já lá estavam. A única condição imposta é que não podiam acender a luz.

Lá foram os três, cada um para seu quarto.

Na manhã seguinte encontram-se no hall da casa das meninas.

 

 

Diz o primeiro:

-Atão compadris, gozaram munto?

 

Responde o segundo:

- Olhi compadri, ê cá nã gozê nadã. A touca que ê tinha era tã grandi que me dêxê logo dormiri. Coitada da moça nã me disse nadã toda a nôte.

 

E volta à carga o primeiro:

-Comigo foi pãrecido. Vomitê-me todo, fui de gatas até à cama mas a moçã devia ser mouca pois falei com ela e nã me respondeu. Ou era mouca ou era estrãngêra.

 

Foi aí que o terceiro decidiu intervir:

-Pois ê cá, apesar da magana ser um bocado molarênga, tivi uma nôte daquelas!!! Fartê-me de gozari ! Levei toda a nôte gozando mas a certa alturã , dê-lhe uma dêntadinha na mama e sabêm o que aconteceu?

 

Respondem os outros dois:

-Nã compadri, nã sabêmos mas conte lá faxavori que 'tamos aqui ardêndo de curiosidadi!!!

 

E conclui o terceiro:

-'Atão num ei que quando lhe dê a dêntadinha na mama a magana da moça dá-me um pêdo como ê nunca tinha ouvido e abalou-me pela janela do quarto?! Nunca mais a vi ! 

 

(P.S- para quem não apanhou, os compadris tiveram tôda a nôte gozando com bonecas insufláveis)

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)


foto do autor




Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.