Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Uma anedota por dia, não sabe o bem que lhe fazia #14

por Pequeno caso sério, em 05.12.17

Era uma vez um casal de velhotes que comemorava o aniversário de casamento.

 

Chega a hora de partir o bolo quando...................olhem, eu até contava a anedota mas acho que esta imagem ilustra bem melhor  o que se passou :

2017-11-24 19.29.37.png

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma anedota por dia, não sabe o bem que lhe fazia #13

por Pequeno caso sério, em 26.10.17

Dois malucos fogem do manicómio.

Foram logo descobertos e os seguranças foram imediatamente atrás deles.

 

Correm ...correm...correm...até que entram num beco sem saída. 

Aflitos, porque os seguranças estavam mesmo perto deles, tiveram uma ideia para conseguir escapar.

 

maluco 1- pá,'tou safo!  Vou enfiar-me dentro deste bidão ,ponho a tampa que eles nunca mais dão comigo.

maluco 2- 'Tão e eu, pá? não há outro bidão...

maluco 1- eh pá...pois não...olha já sei ! Enfia-te aí dentro desse saco do lixo que eles nunca vão desconfiar !

maluco 2- boa ideia!

 

Assim foi.

Um dentro do bidão.

Outro dentro do saco de lixo.

 

Os seguranças percebem que eles entraram no beco sem saída mas , apesar de não os verem, sabem que eles estão lá. O lixo era mais que muito e no meio, o bidão e o saco.

Olham para o bidão.

Olham para o saco.

Os malucos, escondidos e imóveis.

 

Os seguranças tiveram uma ideia para os "apanhar" : agarraram em duas pedras. 

Atiraram  a primeira ao bidão.

O maluco, para não ser descoberto, imita o eco da pedra a bater no bidão e grita:

Bidóing! Bidóing! Bidóing! Bidóing!

 

O outro maluco assiste escondido à cena toda e aguarda a sua pedrada pensando :

"Espera lá que já me apanham...pensam que eu sou parvo, não é?! Já vos lixo !"

 

Os seguranças, ainda mortos de riso, atiram a segunda pedra ao saco.

 

E o que grita o maluco nº 2 ?

 

Sacóing! Sacóing! Sacóing! Sacóing!

 

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma anedota por dia, não sabe o bem que lhe fazia #12

por Pequeno caso sério, em 12.10.17

O marido entra em casa , esbaforido , com um ar alucinado, qual lobo mau prestes a comer o capuchinho vermelho, e arrasta a mulher para o quarto.

A desgraçada estava eufórica pois há vinte anos que isso não acontecia.

 

Chegados debaixo do edredom , e já com a mulher prontinha para o tufa-tufa, eis  que o macho solta a seguinte pérola :

"Olha amor,comprei um relógio! É lindo,não é? E brilha no escuro ! "

82e30cef7f603321f00513cd2c11c73f.gif

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma anedota por dia, não sabe o bem que lhe fazia #11

por Pequeno caso sério, em 28.09.17

Uma familia de algravios vai na rua quando o mais novo pergunta:

 

- ó mãe, qué um isete ?

- um isete?! olhã, nã sê...pergunta ó tê pai.

 

-ó pai , o qué um isete?

-um quê?! 

-um isete.

-olhã, nã sê... pergunta à tua irmã quela é que ãndou na escola.

 

-ó mana...

-qui é , pute parve?

-o qué um isete?

-dasss,cabrão do pute é même burre! 'Tão ,um e sete, sã oite , burre da merda !

 

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma anedota por dia, não sabe o bem que lhe fazia #10

por Pequeno caso sério, em 18.09.17

Deus depois de criar  Adão e Eva  disse-lhes:

- Tenho dois presentes  para distribuir por vós. Um é para fazer chichi de pé e para...

(Adão nem deixou Deus acabar e desata aos berros numa excitação que só visto):

-Eu quero! Eu quero! Eu quero! Dá -me esse presente! Por favooooooorrrr!

 

Tal era a ansiedade que Deus não teve outro remédio senão entregar a pila a Adão. 

Ele corria, saltava e não cabia em si de contente. Mijava em todo o lado, fazia repuxos com a pila e mandava potentes jatos de chichi contra tudo o que podia.

 

Deus e Eva observavam, incrédulos, tamanha excitação até que Eva pergunta a Deus:

-Qual era o segundo presente que tinhas para oferecer e que , por exclusão de partes, me calhou em sorte? 

- O cérebro, Eva, o cérebro! 

2017-09-16 17.35.05.jpg

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma anedota por dia, não sabe o bem que lhe fazia #9

por Pequeno caso sério, em 12.09.17

Num comboio iam na mesma carruagem uma mulher e um anão.

 

Já se sabe que as carruagens tremem muito, maneiras que o anão passava o tempo a escorregar. 

Uma  mulher, boa samaritana , levantava - se, puxava o anão para cima, sentava-o direito e voltava ao seu lugar. Tudo sem que o anão o tivesse pedido. 

 

A cena repetiu - se cinco vezes. O anão nada disse, embora tivesse um ar cada vez mais... fodido  aflito .

 

Às tantas,  a mulher já farta de estar naquele senta- levanta, virou - se para o anão e, muito zangada, disse - lhe:

 

-Ouça lá,  o senhor não consegue estar aí quietinho? 

 

-Ó minha senhora...Isso queria eu ! Já fiz cinco tentativas para desembarcar  e a senhora não me deixou ! Dassssss !

 

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma anedota por dia, não sabe o bem que lhe fazia #8

por Pequeno caso sério, em 17.07.17

Um famoso cardiologista falece .

A família convida muitos dos seus colegas de trabalho para o velório . Vieram médicos das mais diversas especialidades.

A família,  muito consternada pelo acontecimento,  decide colocar todo o seu esmero na decoração da sala do velório. Muitas flores , livro de condolências, fotografias do falecido com a família e os colegas de trabalho e, como era cardiologista , muitos corações espalhados pela sala. 

Chegaram os convidados.

Ar pesado.

Abraços e lágrimas. 

Até que..há um convidado que desata a rir à gargalhada.

Parou tudo..indignação geral. 

Como o homem não parava de rir, um familiar do falecido decide aproximar -se e perguntar o porquê daquele despropósito. 

-O senhor desculpe mas este é um momento doloroso para a família...posso saber a razão da sua boa disposição ?

- Sim pode. Estou maravilhado com os corações que têm espalhados pela sala ! 

- Não vejo porquê o espanto. Ele era cardiologista. 

- Eu sei! Trabalhámos anos  no mesmo hospital .

- Então está a rir - se de quê? 

- Estou a imaginar se a minha família tiver a mesma ideia no dia do meu funeral...sempre quero ver o que metem nas paredes...

- Então porquê? 

- Sou ginecologista. 

When-He-Bestows-His-Smile-Upon-World.gif

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma anedota por dia, não sabe o bem que lhe fazia #7

por Pequeno caso sério, em 11.04.17

Era uma vez dois homens que eram muito amigos.

Devido à rotina dos dias deixaram de se ver durante um bom tempo até que um deles ficou doente. A doença afetava sobretudo a memória e um dos homens  decide arranjar tempo e ir visitar o amigo em recuperação. 

Durante a visita desenvolve-se a seguinte conversa:

 

-'Tão pá, ouvi dizer que estavas doente...

-'Tava pois...mas agora já estou praticamente bom!

-Ai sim? É pá, isso é maravilhoso! 'Tão e a que se deve esse milagre?

-Olha, foi um médico espetacular que me curou.

-Ah , estou a ver...mas só com uns comprimidos recuperaste a memória?

-Ó lécas! Parece mentira , não é?

-Parece...

-Pois , mas não é. Recuperei a minha memória quase todinha.

-E isso só com uns comprimidos...estou espantado.

- É verdade!

-Então e como se chamam os comprimidos?

-(homem pensativo) Eh pá...os comprimidos...os comprimidos...ó porra...agora assim de repente... espera aí que já te digo. Responde-me lá a uma coisa...

-Diz.

-Como é que se chama aquela flor que cheira muito bem e  tem espinhos?

-Rosa.

-Ó Roooooosa, como é que se chamam os comprimidos da memória?

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma anedota por dia, não sabe o bem que lhe fazia #6

por Pequeno caso sério, em 03.04.17

Era uma vez um puto gago.

Muito gago.

 

Os pais fizeram de tudo mas o desgraçado continuava cada vez mais gago. A única forma de o entenderem era quando cantava.

 

A vida ia correndo ao ritmo normal até que um dia o pai do  puto teve um acidente grave mesmo à porta de casa. O miúdo assistiu a tudo e a reação que teve foi correr até casa para contar à mãe.

Entra em casa esbaforido e grita:

-ó...ó ...ó...mãe!

-ó...ó....ó...mãe!

-ó ...ó...ó...mãe!

 

E diz a mãe já cheia de nerves com toda a meiguice do mundo:

 

-Ó cabrão...diz essa merda a cantar!!!!

 

E diz o puto:

 

-Ó- i -ó -ai , o pai foi atropelado ! 

 

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma anedota por dia, não sabe o bem que lhe fazia #5

por Pequeno caso sério, em 27.02.17

Era uma vez uma senhora muito magrinha que , de repente, começa a ficar com uma grande barriga. 

Preocupada, até porque havia outros indícios, resolve ir ao médico:

 

médico- Ora então bom dia! Então o que a traz por cá?

senhora- Sr. doutor...sinto-me muito inchada...

médico- Mas inchada como?

senhora- Com a barriga inchada...não tenho apetite...ando nauseada...tenho as mamas a rebentar...

médico- Isso são gases!

senhora- gases?!

médico- Sim senhora, gases! Vai levar aqui uns comprimidinhos, toma um antes de cada refeição e vai ver que melhora num instante!

senhora- Mas...mas...então não me manda fazer análises?...uma ecografia?...nada?!

médico- Nada! Não preciso de exame nenhum ! Tenho muitos anos de experiência para poder afirmar com toda a segurança que o que a sra tem são gases! Bom dia e as melhoras.

 

A mulher, coitada , sai do consultório toda cabisbaixa e lá toma os comprimidos.

O inchaço da barriga continuou e veio a confirmar-se que afinal estava era grávida.

 

Meses mais tarde, a senhora  ia na rua com a filha ao colo e encontra o médico que a cumprimenta:

 

médico- Olá minha senhora, então como tem passado, nunca mais a vi lá no consultório? Oh, que bebé tão fofa...é sua filha?

senhora- Não senhor doutor...não é minha filha...é a minha BUFA!

tumblr_o33vjxhLzK1uefpmfo1_250.gif

 

 

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)


foto do autor




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.