Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Se pensa que já ouviu tudo, desengane-se #9

por Pequeno caso sério, em 10.07.17

Contexto:

Encontrei a mãe de uma menina que praticava o mesmo desporto que a minha filha. Como já não via a senhora , nem a menina, há já algum tempo decidi perguntar o que se passava: 

 

eu- Então , há já muito tempo que não vejo a "Y" nos treinos...não me diga que desistiu...

ela- Foi...tive muita pena mas teve de ser.

eu- Mas houve azar ou ela deixou  de gostar daquilo?

ela- Ela deixar de gostar daquilo?! Acha?! Não, antes pelo contrário ! Foi um  drama fazer com que ela entendesse que tinha de parar.

eu- Teve de parar ?Como assim?

ela- Sim , coitadinha...começou a ter muitas dores nos joelhos...fomos ao médico e ele aconselhou-a a desistir caso contrário ia piorar a situação...

eu- Oh...coitadinha...elas gostam tanto daquilo, principalmente na idade da sua. Mas sim  tem razão, elas acabam por ficar com muitas lesões nos joelhos e nos tornozelos. Mas isto é como tudo...qualquer desporto que se leve um bocadinho mais a sério tem destas coisas. O que é importante é que a miúda pratique outro desporto qualquer que goste. Faz-lhes bem .

ela- Ah sim, tem toda a razão. Disse-lhe logo que tinha de encontrar outra coisa...sem fazer nada é que não pode ser. Pouco tempo depois resolvi logo esse problema.

eu- Ai foi? Então?

ela- Olhe,  pusi-a  na natação !

 

 

 

 

Pusi-a?!

Pusi-a?!

Pusi-a?!

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Se pensa que já ouviu tudo desengane-se #8

por Pequeno caso sério, em 21.06.17

Contexto:

 

Calor dos infernos...daqueles que deixa uma 'ssoa toda empapada. 

Empregada pergunta à cliente o que vai querer beber.

Cliente responde que quer qualquer coisa fresca mas sem ser muito doce. Nada de Colas nem Ice tea.

Empregada sugere uma bebida nova que as pessoas gostam muito.

Cliente fica curiosa e quer saber mais.

Empregada responde :

É Frize. De limão(lima), pipino e gengive.

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Se pensa que já ouviu tudo, desengane-se #7

por Pequeno caso sério, em 27.04.17

Uma mãe é chamada à escola pela diretora de turma do filho mais novo.

A conversa segue os trâmites normais nestas circunstâncias até que...

 

diretora de turma- pois, como sabe o Zezinho não se anda a portar nada bem...

mãe - pois ...já calculava...

diretora de turma- e para além disso falta imenso às aulas...e quando vem, só se mete em confusões... 

mãe - só gostava de saber para que é que ele vem à escola...

diretora de turma - é muito incorreto com os professores,com  os auxiliares...olhe... acredite que gostava mesmo de ter outras coisas mais agradáveis para lhe dizer mas infelizmente não posso...estou a ficar sem estratégias...e por isso é que a chamei cá...para ver se juntas conseguimos aqui articular alguma coisa para ajudar este rapaz...

mãe- ó professora, pensa que é só aqui? Não é!  Ele lá em casa é a mesma coisa...já não sei o que lhe hei - de fazer...sacana do moço é igualzinho, mas igualzinho ao meu mais velho...olhe professora, se calhar isto é genital! *

 

* para quem não atingiu , o que a mãe queria dizer era genético.

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Se pensa que já ouviu tudo, desengane-se #6

por Pequeno caso sério, em 07.04.17

Um restaurante.

Uma empregada de mesa. Nova. Muito nova. Tão nova que devia estar na escola.

A empregada pergunta ao cliente se quer celada ou não. 

Cliente responde que sim.

(Pequeno caso sério  ouve e pensa  se será assim tão difícil aprender a dizer a palavra salada. Três sílabas : Sa - la - da !)

 

Como se o atrás descrito não fosse suficiente para reter a atenção desta que vos escreve , eis que a empregada de mesa pergunta ao cliente : 

 

- E quer a celada com ou sem óregues?!

 .

.

.

.

.

 Óregues?!

Óregues?! 

Celada e Óregues?!

 

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Se pensa que já ouviu tudo, desengane-se #5

por Pequeno caso sério, em 22.02.17

Sabem aquelas pessoas que ainda não são velhotes mas também já não vão para jovens? Daquelas que inventam palavras que não existem que só as pessoas que não são velhotes ,mas também já não vão para jovens, são capazes de inventar?

Pois. Essas mesmo. Ponham lá os olhinhos nisto:

 

avó- Já acabámos de jantar. Tenho ali uma surpresa para a sobremesa.

neta- Ai sim avó? E é o quê? É um doce?

avó- Sim , é. É aquela coisa que a tua mãe faz mas em dose individual.

neta- O quê?  Tiramisu?

avó- Sim, isso mesmo! Também havia lá Putifoles mas achei que ias gostar mais deste.

neta ( lambendo os beiços e observando o avô que nada dizia mas ouvia a cena toda) - Então avô, não provas?

avô- Não , não ...come lá tu os Camitrufes que eu prefiro morangos!

 

 

 

Para quem não percebeu, Putifoles ou Camitrufes são a mesma coisa: uma sobremesa do demóine  que engorda só de olhar.

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Se pensa que já ouviu tudo, desengane-se # 4

por Pequeno caso sério, em 13.01.17

No outro dia enquanto ia para o trabalho fiquei com um cheiro estranho dentro do carro. Não,não fui eu que me larguei.

Abri a janela mas a coisa lá fora estava ainda pior. Decidi fechá-la e asfixiar dentro do carro até chegar à minha primeira paragem do dia.

Lá chegada, peço o café habitual e trava-se a conversa de cortesia:

 

-Bom dia. Um café se faz favor.

-Bom dia. Então e este tempo , hein?

-É verdade...conduzir com nevoeiro é muito mau mas este cheiro que está no ar é que não se aguenta!  

-Cheira a estrombe.

-Cheira a quê?!

-A estrombe.

-A estrombe?! Eh pá...estrombe não sei o que é...mas cheira mal que se farta !

-Humf...não sabe agora o que é estrombe ...'atão é aquela coisa que se mete na terra para fertilizar.

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Se pensa que já ouviu tudo, desengane-se #3

por Pequeno caso sério, em 20.12.16

Contexto : 

Amigas/vizinhas que já não se viam há muito tempo encontram-se no supermercado e uma delas ostenta uma barriguinha proeminente. Como já tinham muito à vontade uma com a outra a primeira pergunta   :

-Então, 'tás grávida ótravez?

-Não!!!! Dasssssss!!!! Deus 'ma livre!!!! É uma  miomba !!!

.

.

.

.

.

.

Uma  miomba.  

 

Palpita-me que vai chamar-se Maria Miomba e pesar 3,450 kg mas não garanto que a dona da miomba não tenha chatices quando for registar a miúda.

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Se pensa que já ouviu tudo,desengane-se #2

por Pequeno caso sério, em 27.09.16

"círculo vicioso"  - é quando um grupo de janados se agrupa em forma de círculo e chutam todos ao mesmo tempo.

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Se pensa que já ouviu tudo, desengane-se .

por Pequeno caso sério, em 13.05.16

Já ouvi muito atentado à Língua Portuguesa. 

Umas dão-me náuseas. Outras deixam-me sem ação.

Algumas são tão originais que acabam por ser "engraçadas". 

Gosto particularmente destas, das engraçadas.

Ontem ia a caminho da fisioterapia quando ouço estas  frases proferidas por dois belos bonecos que , aparentemente trabalhavam no mesmo sitio.

Ambos ainda novos. 

Ela, com uma raiz por pintar (preta) até ao queixo e o resto das extensões  do cabelo loiro platinado. Legging tigresa  e blusa roxa. Para completar o look, uma mala feita a partir de sacas de café. Gostei do apontamento ecológico.

Ele, roupa de trabalho toda sarapintada com boné a condizer o que indiciava ser pintor e/ou "faz tudo". Sorriso código de barras (dente sim-dente não).

Diz ela num tom despachado:

- Olha lá  Alfredo, tu é que eras bom para 'mir  pintar a casa...

Responde ele com um sorriso :

- Em pangandem bem , é só 'dezer o dia!

 

 

 

 

 Em pangandem bem????!!!!          

(Vou ali cortar os pulsos  e já volto.)

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)





Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.