Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Coisas que acontecem cá por casa # 2

por Pequeno caso sério, em 18.10.17

Há milhares um fenómeno que acontece aqui em casa que me deixa exaurida dos nerves.

Falo-vos da recolha da roupa  para lavar.

Para já começo por dizer que a expressão "vou fazer uma máquina de roupa "  é coisa para me arrepiar o pelo do cu mais escondido. 

'Migas, ninguém faz máquinas de roupa. Já se compram feitas. E são caras comámerda, ok?

Esclarecidas que estamos, voltemos ao essencial.

 

Dizia eu que a recolha da roupa  para lavar aqui em casa é sempre uma animação.

 

gaja para gajo-  tens alguma coisa para lavar?

gajo- não... o que tenho para lavar está no cesto.

 

(observo o cesto com meia dúzia de peças cagadas e um cheiro a...roupa suja)

 

Como meia duzia de peças cagadas não justificam pôr a máquina a gastar 3456788993534545646 litros de água, decido continuar na busca:

 

mãe para gajinha- GAJINHA, NÃO TENS MAIS ROUPA PARA LAVAR?

gajinha para mãe- não. 

mãe para gajinha- TENS A CERTEZA?

gajinha para mãe- tenho.

mãe para gajinha- OLHA QUE VOU FECHAR A MÁQUINA...

gajinha para mãe- avança.

mãe para gajinha- 'TOU PARA VER...

 

Ponho a máquina a lavar.

.

.

.

.

.

 

 

A máquina acaba de lavar.

.

.

.

.

.

 

 

Estendo a roupa.

.

.

.

.

.

 

 

Volto aos meus afazeres.

.

.

.

.

.

 

 

 

Imaginem lá o que é que acontece,

10 minutos depois quando volto ao cesto da roupa...?

 

Um dia , ainda mato estes dois.

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Coisas que acontecem cá por casa #1

por Pequeno caso sério, em 10.10.17

Detesto mas detesto mesmo ouvir cadeiras a arrastar. Se vierem da casa dos vizinhos é coisa para me dar um ataque de nerves . Se for a horas impróprias  (tipo duas da manhã) é  coisa para chamar a 'ssoa que os produz à razão sob pena de arranjar ali sarna para me coçar porque, segundo a arrastadeira, eu é que sou comichosa e não sei viver em comunidade que isto de acordar os outros quando se vive num prédio é a coisa mais normal do mundo. #'Pócaralhomazé.

 

Adiante. 

Dizia eu que detesto ouvir cadeiras a arrastar . Vai daí resolvi comprar umas coisas em feltro que se colam aos pés das ditas e pronto, assunto resolvido. 

 

Ora um belo dia,  dando conta do desaparecimento dos feltros dos pés das cadeiras, fui sujeita ao seguinte interrogatório :

 

marido- olha lá,  os feltros dos pés das cadeiras estão a desaparecer...

eu- e....?

marido - e nada...só acho esquisito...só isso.

eu- vá diz lá...achas que fui eu, não é? 

marido- bem, podias ter aspirado sem querer...

eu- pois. Mas não aspirei.

marido- ou varrido...também os podias ter varrido...

eu -  não.  Também não os varri .

marido - podias ter posto  na pá do lixo sem dar conta...

eu -  (já a afinar) MAS NÃO PUS OK? Mas porque será que toda a merda que acontece aqui em casa tem de ser feita por mim?! Se calhar até foi a gajinha...

(resolvo calmamente indagar a gajinha que estava noutra divisão da casa) 

Ó GAJINHA, VISTE OS DISCOS DE FELTRO QUE ESTAVAM COLADOS NOS PÉS DAS CADEIRAS? 

gajinha - não.

eu- tens a certeza?

gajinha- tenho.

eu- podias ter aspirado sem querer. 

gajinha - pois...mas não aspirei.

eu - e varrer? Tens a certeza que não os varreste? 

gajinha - tenho mãe .

eu - (ironizando ) bem...já vi que não foi ninguém...esta casa é cheia de mistérios. 

 

Ficou ali um clima de suspeita.

Olhávamos uns para os outros a pensar quem tinha sido e porque é que não se acusava. 

 

Os dias foram passando e o assunto arrefeceu.

Arrefeceu mas não ficou esquecido .

Até que...

2017-10-09 22.04.04.jpg

 ..."alguém " foi apanhado com a boca na botija.

 

Ele ouviu tudo;

Viu como nos culpámos uns aos outros;

Sentiu o clima de suspeição no ar;

E NUNCA FOI CAPAZ DE SE ACUSAR.

 

SONSO! 

 

 

p.s- digam lá se não é o enquadramento  'mai lindo que já viram numa fotografia? 

 

p.s.s - mesmo sendo um ladrão, cagão, mijão e arraçado de diabo da Tasmania , adoro esta bolinha de algodão. 

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)


foto do autor




Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.