Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Nós por cá #2

por Pequeno caso sério, em 16.05.17

Fui fazer um exame médico. 

Estacionar o carro foi uma aventura. 

Cheguei esbaforida e lá tirei a senha para fazer a inscrição numa ante sala que é um sítio onde umas senhoras muito sorridentes devem pensar assim " Se pensas que isto é mau, espera aí que já vais ver o que é bom para a tosse ".

Inscrição feita dirigi-me à sala de espera. Foi aí. Foi aí senhores que o regabofe se deu.

 

Sala completamente cheia com gente de todas as idades mas onde predominava a malta que já não vai para nova. 

Quem estava de pé aguardava ansiosamente por uma cadeira vaga. Assim que deu, sentei-me e percebi que a puta da cadeira rangia como se fosse a porta do castelo do drácula.

Como a espera se previa longa fui cruzando e descruzando as pernas alternadamente e a puta da cadeira fazia de mim o centro das atenções. O mesmo aconteceu com todos os presentes na sala. Aquilo parecia um concerto. Mas em mau.

À minha frente um moço na casa dos 70 tinha uma cadeira que rangia mais que todas as outras. A espera dele foi mais longa que a minha, maneiras que quando me sentei, ele já levava muito tempo de chinfrineira.

A cada movimento que fazia a cadeira rangia . Muito alto.

Como a sala estava em silêncio toda a gente prestava atenção ao que ele ia bufando e que foi variando entre o:

 

"porra...um hospital destes ...e as cadeiras não prestam para nada!"

ou

"andei eu a descontar para isto!"

ou ainda 

"xiça que já não tenho posição para estar!"

 

 

Quando toda a sala já fazia um esforço gigante para conter a vontade de rir, eis que a médica chama finalmente pelo nome dele.

Comentário do moço?

 

"dasss! 'tava a ver que não!!!"

 

E a sala de espera pôde, finalmente, fazer isto:

 

Nunca...nunca uma ida ao médico foi tão divertida.

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)


12 comentários

Imagem de perfil

De Quarentona a 16.05.2017 às 07:33

Eheheheh... e quem diz a verdade... :))))
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 16.05.2017 às 22:30

Nem imaginas a gargalhada que dei .
Image
Sem imagem de perfil

De Anita a 16.05.2017 às 09:59


Ninguém tinha um frasquinho de óleo para cadeiras!?
Como é possível... ImageImage
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 16.05.2017 às 22:31

Tanta merda que uma ' ssoa traz na mala e óleo para as cadeiras, nicles .
Image
Sem imagem de perfil

De Anita a 17.05.2017 às 10:08

a incluir...
Sem imagem de perfil

De ´ssoa a 16.05.2017 às 14:35

Como te entendo, essas esperas deixam-me doente e cheia de moleza Image... Prefiro pagar um pouco mais e ser logo atendida e sem cadeiras a precisar de reforma.
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 16.05.2017 às 22:33

Aqui não foi uma questão de dinheiro. Há certos exames que só são feitos em determinados sítios e pôr isso temos de gramar a bucha. Mas ainda bem que lá fui. O que me ri, valeu a pena.
Image
Imagem de perfil

De Psicogata a 16.05.2017 às 14:43

Image
Não souberam apreciar o concerto das cadeiras é o que é.
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 16.05.2017 às 22:54

Realmente...há gente muito dura de ouvido. Uma tristeza.
ImageImage


Sem imagem de perfil

De Magui Ferreira a 16.05.2017 às 22:30

Atão mas a rica vai ao médico onde vai o povo? Corrori !!!!!
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 16.05.2017 às 22:56

Não tive outro remédio. 
A fundação Champalimaud não tinha.Uma pena! 
Mas olhe,rica , o que me diverti com os pobrezinhos foi impagável. 
Image
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 17.05.2017 às 22:53

Ahahahahahahah!

Comentar post



foto do autor




Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.