Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Muletas virtuais

por Pequeno caso sério, em 17.03.16

Para quem já precisou delas, sabe o jeito que dão.

Falo das muletas físicas (aquelas que nos ajudam a andar sem pôr o pé no chão) e das virtuais.

Muletas virtuais? (as coisas que esta mulher se lembra...)

Sim. Muletas virtuais. Aquelas que nos ajudam a sair do sítio onde estamos mesmo que não nos consigamos mexer . Aquelas que nos ajudam a passar o tempo que por vezes passa de frenético a demasiadamente lento. 

Quando alguém tem um blog que vai alimentando nunca imagina quem pode estar do outro lado. Acredito que muita gente comece pelo desafio de ter uma espécie de diário virtual. Às vezes a coisa pega e , de vez em quando, lá aparece alguém a espreitar (que depois recomenda a outro alguém e a coisa dá-se).

Mas de facto nunca sabemos quem está do outro lado e , a menos que nos escrevam digam, nunca vamos saber se aquilo que escrevemos chegou ao outro lado com a mesma intenção com  que  escrevemos.

Esta coisa dos blogs não é assim tão descomprometida como pensamos. Às vezes, sem nos darmos conta, conseguimos fazer o dia de alguém melhor apenas com uma palermice que se escreveu. Outras vezes conseguimos acender a indignação e começar autênticos debates virtuais . Outras ainda , conseguimos associar o que lemos a coisas que já aconteceram connosco. Não importa. O que interessa é que , desse lado, se fique com vontade de voltar porque de facto, se sentiu alguma coisa.

Antes de ter sido obrigada pela vida a parar, já fazia parte da minha rotina de fim de dia cuscar aquela meia dúzia de blogs. Que bem que me sabia aquele bocadinho!

Entretanto, o uso das muletas reais fez com que esse bocadinho passasse a ocupar uma  grande parte dos meus dias . Assim, sem sair do sítio onde me encontro, vou sabendo das novidades, dando umas gargalhadas,lendo coisas que parece que se passaram comigo...e os dias vão passando e ficando menos penosos.

Apesar de saber que as muletas (reais) um dia hão-de ficar arrumadas a um canto,as outras, as virtuais, hão-de acompanhar-me por muito tempo porque essas,ao contrário das outras, não me importo de as usar. Todos os dias.

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)


4 comentários

Sem imagem de perfil

De Pat a 17.03.2016 às 22:58

Olá.
Muletas reais ...irás deixá-las. Muletas virtuais....fizeste delas uma "obrigação"....pelo menos para mim.

Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 17.03.2016 às 23:04

Querida Pat,

oxalá não falte muito para largar as muletas reais.
Quanto às outras, não te preocupes pois ideias para escrever é o que não me falta! Sabes bem que o terreno onde trabalhamos é fértil para a produção escrita
Sem imagem de perfil

De Jef a 18.03.2016 às 22:11

Se as muletas físicas servem para te aliviar o pé,estas muletas virtuais servem para te aliviar a alma... E por arrasto para me fazerem dar umas gargalhadas!!!
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 18.03.2016 às 22:53

Querida Jef,
se desse lado dás umas gargalhadas ,então o meu objetivo está cumprido
Estou a preparar um post sobre esse imenso mistério que são as malas das gajas...me aguarde!

Comentar post



foto do autor




Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.