Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Mas que grande carnaval!

por Pequeno caso sério, em 09.02.18

Andava a minha amiga Quarentona raladinha dos nerves por causa do fato para o puto usar no carnaval. 

 

Pensa ela, e provavelmente a maioria dos que por aqui esvoaçam, que a comemoração do carnaval é algo inventado pelas escolas para foder  azucrinar a cabeça aos pais. Posso garantir - vos de fonte segura que 99,9% dos adultos envolvidos acabavam com isso ontem. Mas a vida é assim e há que embarcar na carneirada.

 

Maneiras que por esta altura é ver os pais desesperados pela fatiota certa.

Pelo que tenho percebido, essa procura resultou na categorização de quatro espécies de pais :

 

A primeira :

Aqueles pais que vão  ao Hipermercado e/ou lojas do chenês para despachar o assunto e é ver 58 putos mascarados de Polícia reformado; super-herói da favela; zorro deslavado; princesa matrafona ou fada putéfia. Um must .

 

A segunda:

Os pais que compram os tecidos e fazem eles próprios o fato para os putos. Às vezes resulta, outras nem por isso e é ver os putos mascarados de gato quando era para ser de leão. 

 

A terceira :

Aqueles que cagam bem para o assunto e mandam os putos para a escola sem ser mascarados com o argumento de que "são eles que não gostam dessas coisas."

 

A quarta: 

Aqueles que vão à net pesquisar aquele disfarce mesmo original, que seja atual e que sobressaía na multidão.

Difícil?  Nem por isso :

2018-01-18 00.40.06.png

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)


10 comentários

Imagem de perfil

De Quarentona a 09.02.2018 às 07:23

Ahahahahahah :D
Se a escola me desse liberdade para escolher o fato, podes ter a certeza que eu seria o quarto tipo de mãe :D
Adorei o fato Kim Jong Un :D
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 10.02.2018 às 09:44

Sabia que ias gostar.
Imagem de perfil

De Beia Folques a 09.02.2018 às 07:50

Fantástico
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 09.02.2018 às 11:20

E tu enquadraste em???
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 10.02.2018 às 09:46

Agora já não me enquadro em nenhum mas se necessário fosse seria no primeiro tipo ou então no último.
Imagem de perfil

De Paula Rocha a 09.02.2018 às 15:00

Quando a minha filha andava na primária era um stress pois detesto o Carnaval, rezava a todas as alminhas para que chegasse o 5º e fez-se luz, acabaram-se as vestimentas, agora é o Halloween, mas é mais tranquilo
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 10.02.2018 às 09:51

De facto é (mais) uma grande chatice para os pais terem de descalçar esta bota mas não me admira que essa tarefa tenha passado para os pais. Basta olhar com atenção para os programas dos miúdos e percebe - se facilmente porque é que na escola não há tempo para issso. Faria mais sentido serem coisas feitas por eles mas para isso teria de se roubar tempo a outras áreas mais críticas.
Mudam - se os tempos...

Sem imagem de perfil

De Magui Ferreira a 09.02.2018 às 23:08

Fartei-me de comprar fatos de Carnaval para as minhas filhas e não era na loja dos chineses.
Mesmo crescidas sempre gostaram de se mascarar, mas já em grupo de amigas, sem chatearem muito a mãe !

Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 10.02.2018 às 09:54

Nunca liguei muito ao carnaval muito por conta dos abusos próprios da época (ovos, farinha...) e a miúda ficava um bocado bi polar nestas alturas. Se por um lado queria um fato e andava toda entusiasmada, por outro era um drama fazê - la sair de casa vestida daquela maneira. Havia sempre brigas e stresses com a porra do carnaval que , felizmente, já acabaram.

Comentar post



foto do autor




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.