Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Dentistas, esses sorvedouros de euros!

por Pequeno caso sério, em 08.04.16

Tema controverso, eu sei.

Começo por dizer que sei bem que não se deve generalizar e o que vou escrever é o MEU testemunho. Apenas isso. 

Tal como já falei aqui   http://pequenocasoserio.blogs.sapo.pt/smile-and-laugh-8027  sou presença mensal e assídua no dentista fará em agosto quatro anos e quero, com o meu testemunho, demonstrar que o que se passa no dentista é parecido com o que se passa numa obra de construção civil!

Repito:quatro anos.E agora vocês pensam: Ah, está bem, mas se calhar faltaste a consultas e por isso o tratamento prolongou-se!  Não, não faltei  nem a uma consulta. Já lá fui com a boca cheia de aftas; com gripe e  de muletas! Já cheguei a esperar duas horas pela minha vez e não estar lá o que era pretendido. Atenção que não estamos a falar de uma qualquer chafarica de beira de estrada. Falo-vos de uma clínica com dezenas de pacientes cuja diretora clínica tem não sei quantos dilomas em Ortodontia e estética dentária!

Coloquei o aparelho em agosto de  2012. Posso-vos garantir que aquilo foi quase uma obra de engenharia. Tentar endireitar uma cremalheira como a minha foi difícil, não nego, tanto mais que já não vou para nova.

A decisão foi tomada tardiamente, muito por conta de uma promessa que fiz à minha filha e com promessas, não se brinca...

Confiar em alguém que eu achasse competente não foi fácil mas aconteceu. Quando o processo ia a mais de meio ,e com resultados visíveis, eis que essa dentista abandona a clínica. Fui para outra que reconheceu desde a primeira hora que não estava dentro do assunto. Eu, teimosa e crente de que a experiência só se ganha praticando , insisti ficar. Seis meses decorridos chegámos ambas à conclusão que ela efetivamente não dominava a coisa. Passei para "a" especialista na matéria. E chegadas aqui ,eis que cá me mantenho vá-se lá saber por mais quanto tempo.

Quando se pensa em meter um aparelho dentário é-nos explicado muito por alto o que será todo esse processo. Faz-se uma estimativa ,quer em tempo, quer em euros E é sempre para mais e não para menos.Tal como numa casa!

Quando chega a altura de tirar eis que...não fiquei satisfeita e disse aquilo que achava que estava mal. Pumba! Mais um ano!

Um ano volvido, novamente a experiência de tirar mas agora muito mais atenta. Tirei. Não fiquei completamente satisfeita mas como já estou exausta de tudo aquilo, já estou por tudo.

As pessoas dizem: possas!!! Nem tem comparação possível!!  Pois não , não tem. Mas não me sujeitei a tudo aquilo para ficar melhor. Foi para ficar EXCELENTE. 

Pois que não ficou. E agora há a acrescentar o facto de ter de  reparar todo o estrago que o aparelho provocou nos dentes ! Ah, pois é! Ele é dentes que estalaram, ele é coroas que partiram, ele é cáries, ele é limpezas , ele é contenções, enfim...um sorvedouro de dinheiro sem fim à vista.

E perguntam vocês: se não estás satisfeita , porque é que lá continuas?  

Continuo, porque há uma seguradora no meio que me corta qualquer possibilidade de usufruir das mesmas condições noutro lado qualquer. 

Continuo porque duvido que outro profissional quisesse emendar o que foi mal feito.

Continuo porque considero que os profissionais têm a obrigação de ser briosos com o seu trabalho e que , se fizerem merda, têm de ser eles a emendar o estrago, não outros.

Continuo porque no fundo, são todos a mesma merda e andam todos ao mesmo.

Ainda estou para conhecer um dentista que faça apenas o que precisa ser feito,que seja rigoroso e objetivo sem inventar mais nada pelo meio e que não tente manter um diálogo connosco enquanto temos as suas mãos; as da assistente; o aspirador; a broca; os algodões e o suga saliva , tudo enfiado dentro da nossa boca ao mesmo tempo.

 

 

 

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Imagem de perfil

De marrocoseodestino a 10.04.2016 às 08:54

Tenho pânico ao dentista (diga-se que a quase tudo o que é medico) e sempre que lá foi é uma choradeira. Não doi na realidade, mas os nervos faz-me chorar. 
Tenho um dente que ficaria melhor se usasse aparelho, mas não tenho coragem. O dinheiro que se gasta, o desconforto, os nervos e a choradeira não compensa a imagem do pós.
Falo no meu caso, pois há casos que a diferença é enorme.
Mas nunca tinha imaginado que a coisa podia ser como a descreveu. 
Bom domingo
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 10.04.2016 às 10:15

marrocoseodestino,
a gestão dos nervos  pode ser complicada e atrapalhar todo o processo.
Relatei a minha experiência  para alertar quem está a pensar no assunto.
Pôr um aparelho tem que se lhe diga e o que mais me revolta é que quem está no comando não perceba que esta decisão não é só meramente estética e financeira. Ainda assim, só me arrependo não ter tido a coragem de o fazer mais cedo. Mas nunca é tarde. Pensa nisso,Image

Comentar post



foto do autor




Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.