Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Coisas que acontecem cá por casa #1

por Pequeno caso sério, em 10.10.17

Detesto mas detesto mesmo ouvir cadeiras a arrastar. Se vierem da casa dos vizinhos é coisa para me dar um ataque de nerves . Se for a horas impróprias  (tipo duas da manhã) é  coisa para chamar a 'ssoa que os produz à razão sob pena de arranjar ali sarna para me coçar porque, segundo a arrastadeira, eu é que sou comichosa e não sei viver em comunidade que isto de acordar os outros quando se vive num prédio é a coisa mais normal do mundo. #'Pócaralhomazé.

 

Adiante. 

Dizia eu que detesto ouvir cadeiras a arrastar . Vai daí resolvi comprar umas coisas em feltro que se colam aos pés das ditas e pronto, assunto resolvido. 

 

Ora um belo dia,  dando conta do desaparecimento dos feltros dos pés das cadeiras, fui sujeita ao seguinte interrogatório :

 

marido- olha lá,  os feltros dos pés das cadeiras estão a desaparecer...

eu- e....?

marido - e nada...só acho esquisito...só isso.

eu- vá diz lá...achas que fui eu, não é? 

marido- bem, podias ter aspirado sem querer...

eu- pois. Mas não aspirei.

marido- ou varrido...também os podias ter varrido...

eu -  não.  Também não os varri .

marido - podias ter posto  na pá do lixo sem dar conta...

eu -  (já a afinar) MAS NÃO PUS OK? Mas porque será que toda a merda que acontece aqui em casa tem de ser feita por mim?! Se calhar até foi a gajinha...

(resolvo calmamente indagar a gajinha que estava noutra divisão da casa) 

Ó GAJINHA, VISTE OS DISCOS DE FELTRO QUE ESTAVAM COLADOS NOS PÉS DAS CADEIRAS? 

gajinha - não.

eu- tens a certeza?

gajinha- tenho.

eu- podias ter aspirado sem querer. 

gajinha - pois...mas não aspirei.

eu - e varrer? Tens a certeza que não os varreste? 

gajinha - tenho mãe .

eu - (ironizando ) bem...já vi que não foi ninguém...esta casa é cheia de mistérios. 

 

Ficou ali um clima de suspeita.

Olhávamos uns para os outros a pensar quem tinha sido e porque é que não se acusava. 

 

Os dias foram passando e o assunto arrefeceu.

Arrefeceu mas não ficou esquecido .

Até que...

2017-10-09 22.04.04.jpg

 ..."alguém " foi apanhado com a boca na botija.

 

Ele ouviu tudo;

Viu como nos culpámos uns aos outros;

Sentiu o clima de suspeição no ar;

E NUNCA FOI CAPAZ DE SE ACUSAR.

 

SONSO! 

 

 

p.s- digam lá se não é o enquadramento  'mai lindo que já viram numa fotografia? 

 

p.s.s - mesmo sendo um ladrão, cagão, mijão e arraçado de diabo da Tasmania , adoro esta bolinha de algodão. 

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)


12 comentários

Imagem de perfil

De Quarentona a 10.10.2017 às 08:02

Beeeemmmm... não deve ser fácil viver contigo, hein?... Já consideraste uma carreira na PJ?
O coelho é uma delicia :))))
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 10.10.2017 às 23:16

Só para que saibas , sou uma jóia de moça.

O coelho é um diabo da Tasmania disfarçado de anjinho, o cabrãozinho .
Adoro - o.
Sem imagem de perfil

De Anita a 10.10.2017 às 10:05

Quem é o tipo lá atrás a dar cabo duma bela foto?!?
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 10.10.2017 às 23:17

Um jornalista qualquer da Sic que claramente perdeu o protagonismo para o coelho.
Imagem de perfil

De Joana Marques a 10.10.2017 às 14:37

Tão liiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiindo!
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 10.10.2017 às 23:18

É sim senhor!
E cagão .
E mijão.
E danado para o tufa - tufa.
Sem imagem de perfil

De Maria João Machado a 10.10.2017 às 16:05

Então foi esse o ladrão dos discos?!
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 10.10.2017 às 23:19

Foi.
A prova do crime está colada a ele . Não teve como negar.
Sem imagem de perfil

De Magui Ferreira a 10.10.2017 às 22:45

Podes usar as caganitas do bicho para pôr nas cadeiras :)

(Engorda mazé o gajo, que eu dou o arroz e as ervilhas!)
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 10.10.2017 às 23:21

As caganitas dele estão por todo o lado mulher! Esta alma leva o dia a cagar. Dasssss


(se depender de mim comes omelete )
Sem imagem de perfil

De fernanda ou Maria vá a 10.10.2017 às 23:19

Pensei que era só eu que rangia os dentes com o arrastar de cadeiras. Afinal, não tou sozinha. Por causa de arrastamentos a horas impróprias de gente que não sabia viver em comunidade (esses, sim) queu jurei que apartemants jamais. Logo que pude, mudei-me. Mas ver-me livre dos ditos, nãnãnã..... imagine 26 cadeiras a arrastar ao mesmo tempo.... de 90 em 90 minutos ou de 45 em 45... todos os dias. Tá a ver, não tá? Pois! (todos os dias tenho um ataque de nerves. São os que fazem o mesmo em casa, incomodando o vizinho de baixo e, as mães caladinhas).
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 10.10.2017 às 23:28

Eu também gostava de me mudar para um sítio onde não tivesse de levar com estas coisas a toda a hora. Infelizmente tenho dois problemas :
1- adoro a minha casa
2- a minha carteira não permite essas loucuras.

Penso que este tipo de coisas se resolvia se as pessoas fossem civilizadas e se as construções fossem de boa qualidade.

Quanto à maltinha que arrasta cadeiras de 90 em 90 minutos , imagino melhor do que possa pensar...

Comentar post



foto do autor




Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.