Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Boas maneiras

por Pequeno caso sério, em 03.02.17

Saí mais cedo do trabalho e fui a casa da minha mãe "fazer horas" para ir buscar a miúda.

Aproveitámos e bebemos um cházinho.

 

A televisão estava ligada num daqueles programas da tarde.

Falava-se de um livro que só pelo nome me deixou curiosa : "O meu primeiro livro de boas maneiras".

Aquilo foi coisinha para prender a minha atenção e colocar em prática as minhas próprias boas maneiras dizendo  à minha mãe "cala-te lá que eu quero ouvir isto. Acho que ainda nos vamos rir." Ela,coitada, lá se calou .

 

Então o livro tem, salvo erro,  17 "regras básicas"  (e respetivas ilustrações) para se aprender a ter boas maneiras. (gargalhada número um). Sim porque depois de ler (ou de ouvir ler) ou ver os bonecos deste livro um puto de cinco anos que passou os ultimos dois a moer o juízo aos pais vai, como por um passe de mágica, lavar os dentes à primeira sem ter de levar uma chinelada ou lembrar-se que não deve comer de boca aberta com os cotovelos em cima da  mesa .

 

Depois , veio a brilhante ideia de irem a uma escola perguntar aos miúdos o que era ter boas maneiras .(gargalhada número dois). Achei giras as respostas dos miúdos mas não percebi uma coisa: porque é que a reportagem foi feita num colégio "XPTO" ? 'Tão não querem lá ver que os pobrezinhos da escola pública não têm boas maneiras? 

 

Seguidamente veio a conversa entre a apresentadora e a autora do livro que se fez acompanhar por duas das suas três crias em quem ela aplica as regras que partilha agora connosco, graças a Deus nosso senhor : o Bernaaaaaardo com 17 anos; a Constannnnnnça com 5 anos e o Antóooooonio com 2 anos (que ficou em casa). 

Quando eu pensava que a coisa não podia ficar melhor eis que o Bernaaaaaardo diz que que o livro (da mãe) é uma boa ideia não só para os filhos mas também para os pais pois alguns deles também não sabem estas regras. 'Pá Bernaaaaaardo, concordo contigo. Há de facto pais que ainda não sabem essas coisas todas mas a parte da boa ideia só mesmo se for para a conta bancária  da tua mãe pois parece-me que o livro(?) é assim como uma espécie de Melhoral : não faz bem , mas também não faz mal.

 

No final disto tudo eis que a apresentadora pergunta à autora se ela aplica todas aquelas regras aos filhos da mesma forma ou se é necessário aplicá-las de maneira diferente.

Foi aqui.

Foi aqui, minhas amigas, que a porra do chá saiu da minha boca, qual géiser, a 200 km/hora direitinho à minha mãe. (acho que vou mesmo comprar o livro)

'Tão não é que a autora diz que é preciso aplicar as regras a cada um de maneira diferente até porque a Constaaaaaaaça é rapariga e está na pré-adolescência.

 

Pergunta que se impõe :

Se a Constaaaaança (que tem 5 anos) está na pré- adolescência então o Bernarrrrrrrdo (que tem 17) pertence a uma ala geriátrica , não?

 

 

 

Minhas amigas, só vos digo uma coisa: tvesse eu tempo para ver estes programas da tarde e tinhamos aqui material à farta para nos rirmos.

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)


13 comentários

Sem imagem de perfil

De Rute Dias a 03.02.2017 às 10:10

Adoro ouvir essas pseudo psicólogas com os seus livros tirados de ideias que nunca ninguém teve...ahahaha
Acho que me mijava a rir se tivesse ouvido esse programa, sério :)
Mas cá em casa, quando as coisas não são entendidas verbalmente, eu também tenho um livro de boas maneiras, chama-se chinelo. É resultado 100% garantido!
Pelo andar da carruagem acho que temos de juntar um bom grupo e um dias destes irmos nós à televisão apresentar os nossos livros de boas maneiras :)
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 03.02.2017 às 22:55

Rute, bem vinda  à caixa de comentários.


Fico sempre fascinada com este pessoal que acredita que inventou a coisa mais espetacular de todos os tempos.
Pelo número crescente de comentários nesse sentido prevejo a criação do movimento do chinelo. Caso fossemos convidadas a participar num programa de televisão quando saíssemos tínhamos a  CPCJ à perna .




Imagem de perfil

De Psicogata a 03.02.2017 às 14:12

Cada um desses programas dava material para uns 10 posts!
Disso não tenho dúvidas.
15 anos pré-adolescente ahahahah
Morri!
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 03.02.2017 às 20:38

Ahahahaha!
Não costumo ver nenhum desses programas, mas se os visses, muito havia de me rir, também. E com certeza que ria muito mais a ler os posts que a 'ssoa escreveria sobre eles.
Não consigo perceber a existência desses programas, de manhã e à tarde, nos três canais.
Pergunto-me se há assunto para tudo e todos.


Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 03.02.2017 às 23:00

"...E com certeza que ria muito mais a ler os posts que a 'ssoa escreveria sobre eles...."


Disso a vizinha pode ter a certeza! 
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 03.02.2017 às 22:56

Não são 15 gata, são 5 !

Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 03.02.2017 às 22:58

Para além de ser pré adolescente (aos 5 anos) a coitada ainda é rapariga!!!
(vou ali cortar os pulsos...)
Sem imagem de perfil

De Magui Ferreira a 03.02.2017 às 22:43

Eu não compro, não vai ser útil ás minhas filhas, a mais velha com 24 anos está num lar de idosos, a mais nova com 17, está a tratar do processo para se aposentar, não vale a pena ;))
Sem imagem de perfil

De maria a 05.02.2017 às 14:43

Não tenho vindo aqui já há uns dias. Hoje li os posts atrasados duma assentada. Ópá, tão mas tão bom. Obrigada por me ter proporcionado umas belas gargalhadas, numa altura em que rir é coisa que me apetece pouco. Bem haja.
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 05.02.2017 às 21:03

Olá Maria, 
muito obrigada pelas suas palavras tão gentis. Fico muito contente por a alegrar bem que seja um bocadinho. Acredite que ao ler o seu comentário também fiquei muito feliz.
Volte sempre !
Sem imagem de perfil

De Anita a 06.02.2017 às 14:44

Ainda bem que eu não estava a beber chá, senão também tinha saído rapidamente... 5 anos pré- quê??? Sim... deve-se ter enganado a criatura anda na pré... é isso...
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 06.02.2017 às 22:38

Não. Não foi engano. 
Tive o cuidado de chegar a casa e voltar a ver a coisa outra vez para me certificar que realmente tinha ouvido aquilo.E ouvi tudo certinho. Várias vezes.
 

Comentar post



foto do autor




Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.