Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




' Atão, ' tá tude?

por Pequeno caso sério, em 25.10.16

Aqui 'tá tude ! E aí , 'tá -se?

(e agora fazíamos aquelas paneleirices com as mãos mais ou menos assim:)

Então do que é que me fui lembrar hoje? Mais um assunto de caca, pois claro !

 

Um dia destes fui buscar a gajinha à escola e, como ia com tempo, sentei-me no banco que fica mesmo em frente ao portão .

Fiquei lá sozinha um bom bocado mas eis que a gandulagem  começa a chegar. Primeiro elas. Depois eles. Aos magotes. Maneiras que , assim de repente, fiquei rodeada de gandulagem. Uma festa !

O que achei estranho não foi o que é que aquela gente por ali fazia àquela hora quando era suposto estarem nas aulas. Não senhor. O que me deu que fazer foi não perceber um boi do que diziam uns aos outros. Falavam um dialeto estranho que penso ser aparentado de crioulo. Curiosidade: nenhum dos miúdos era negro.

Decidi fazer um esforço e lá fui pescando uma aqui e outra ali. 

Foi aí que me lembrei de falar aqui sobre o assunto como se fosse uma espécie de dicionário de "gandulês - Português" para não fazerem as mesmas figuras tristes que eu fiz. A saber:

 

Tipo- palavra (?) irritante comámerda que a miudagem utiliza de dois em dois segundos. Serve para tudo e já não conseguem falar (?!) sem a utilizarem .

 

Cenas - são coisas.

 

Coise- também são coisas. (esta miudagem tem muitas coisas)

 

Damagaja. Mas boa. Tem de ser uma gaja boa.

 

Buédapalavra(?!) usada  juntamente com o que se quiser  buédafixe , buédalonge, buédamau ,buédacool...

 

yasim .  (usado a cada segundo pode levar-nos à loucura) 

 

même- mesmo.

 

dred- puto.

 

xééééééééé pute- 'atão miúdo?! 

 

swagarino- cheio de estilo e/ou estiloso. (Tendo em conta que estamos a falar de gente que usa umas calças estrelicadinhas quase a prender a circulação até fazer coágulos nos gémeos e cuja bainha termina  na canela, a noção de "estilo" pode estar comprometida.)

 

'tou de brinks- estou na brincadeira.

 

uma beca- um bocado . Tanto pode aplicar-se como expressão temporal (Fiquei na casa dela  uma beca) , como a uma sande (Pá pute, dá aí uma beca da tua sande).

 

 

 

E mais havia para dizer . Mas agora não temos tempo.

Fiquem-se apenas com  uma hipótese de diálogo onde este léxico do demóine predomina:

 

- 'Atão pute, vais ter  co 'a dama?

-Ya , vamos, tipo,  ao cinema, tipo, ver um filme buédafixe.

- xéééééééé pute, qual filme?

- Não sei o nome , tipo, 'pera aí uma beca que vou mandar mensagem à dama a perguntar.

 

 

Dylan filho,ou atendes a merda do telefone ou esta miudagem fica-te com o Nobel.

 

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)


16 comentários

Imagem de perfil

De Quarentona a 25.10.2016 às 08:52

Havias de assistir a uma apresentação de resultados da minha chafarica-mor... é tanto "ing" e "aize" que até dói...
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 25.10.2016 às 18:10

Dass ...Essa mania também me tira do sério.  Dá logo vontade de lhes chamar filhos da "puting" e mandá - Los para o "caralhing".
Imagem de perfil

De Psicogata a 25.10.2016 às 11:17

Na adolescência é normal desenvolverem-se dialetos estranhos, recordo-me da língua dos pps um código para os pais não entenderem as conversas dos filhos.
O que mais me irrita não é inventarem palavras ou termos, é mesmo escreverem tudo o resto mal! Os X e os Z em tudo fazem-me revirar os olhos.
Para não falar dos estrangeirismos, antigamente a maioria dos termos eram derivados do português, mas agora é tudo do inglês.

A questão é depois em adultos a maioria não saberá escrever direito e isso sim será um problema.

Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 25.10.2016 às 18:14

Eu também sou do tempo da língua dos P ' s  mas o dialeto usado por esta miudagem é todo um outro nível. 
Pior : passam do oral ao escrito exatamente da mesma forma.
Imagem de perfil

De Psicogata a 25.10.2016 às 19:53

Também acho que esse é o maior problema,  daqui a pouco não sabem escrever. Aliás já não sabem! 
Sem imagem de perfil

De Isis a 25.10.2016 às 15:12

Nós quando faziamos parte da gandulagem tinhamos o mesmo comportamento, também usávamos expressões nossas (o bué é ainda do meu tempo) e tudo isso faz parte da "bendita" idade do armário! O problema é, efectivamente, estes miúdos serem depois uma desgraça a escrever e falar português correcto!
A mim o que mais me irrita é o "tipo"... de 3 em 3 palavras lá vem o tipo, isto multiplicado por 3 (2 pré-adolescentes e um mais novo que fala como eles) é de levar à loucura!!!!
Já avisei que vai passar a haver multa cada vez que ouvir "tipo, está a ver, é tipo aquela coisa que vimos, tipo, no centro......." 
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 25.10.2016 às 18:15

Um conselho : compra um mealheiro grande. Vais precisar.
Sem imagem de perfil

De ISIS a 26.10.2016 às 16:08

Parece-me que vou ter umas super férias no próximo ano! 
Sem imagem de perfil

De Maria João Machado a 25.10.2016 às 15:54

Essas palavras têm a sua graça (sempre vamos conhecimento línguas estrangeiras) se as escutamos uma vez por outra. Não imagino o que seja uma conversa seguida de mais de dois minutos com tanta gente a falar assim. Tenho um filho de 19 anos que usa algumas dessas (e digo algumas) lá em casa, só para me irritar, porque franzo logo o nariz e reviro os olhos se a coisa se prolonga. Nem quero imaginar fora de casa com os colegas gandúlos (nem sei como isto se escreve), iguais. Não desfazendo, escreve bem como deve ser, quando deve ser, mas fora disso... a linguagem deve ser mais forte, TIPO, mai'buédalouca, pute!
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 25.10.2016 às 18:17

Exato.
A minha também usa muito o "tipo" mas como começo logo a gozar com ela pára logo. Felizmente só usa estes termos na oralidade. 
Sem imagem de perfil

De Magui Ferreira a 25.10.2016 às 19:27

Oi Dama, tásse?
Conheço algumas dessas expressões, mas outras são completa surpresa. Estou a imaginar uma cena muito coise com esta miudagem a falar assim, mas com sotaque açoriano ou madeirense, isso é que era uma beca bestial.
Vamos dar o benefício da dúvida aos miúdos e pensar que é apenas uma fase que faz parte do crescimento, temos que ter confiança. 
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 25.10.2016 às 21:21

Oi Dama !
Aqui ' tá tude!


Tenho para mim que esta miudagem vai prolongar esta fase até bem tarde !
(e nós a "anhar" sem perceber uma beca do que eles dizem.)
Sem imagem de perfil

De Jef a 26.10.2016 às 18:44

Amei buéda!!!! Não foi só uma beca, foi mesmo buéda!!Ya.
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 26.10.2016 às 22:30

Jef amiga,
que dizes irmos buscar as gajinhas à escola e falarmos com elas assim?!
Aposto que iam adorar!
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 27.10.2016 às 20:35

Ahahahaha!
Buédafixe!
E eu que embirro com a minha sobrinha, tipo, chamo-a a atenção da quantidade de "tipo" que diz.
E ao telemóvel?
"sim, não, bué, tipo, cena" 
No final da conversa comento.
E ela ri-se.
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 27.10.2016 às 22:10

Mostra-lhe este post.
Pode ser que lhe caia a ficha!

Comentar post






Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.