Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A gaja e as 'ssoas nos aviões

por Pequeno caso sério, em 11.08.17

A gaja não gosta de andar de avião. Ainda assim, e se quer conhecer o mundo ,a gaja uma vez por ano lá se enfia umas (poucas) horas dentro do pássaro de metal .

Enquanto está lá dentro, a gaja arranjou maneira de se abstrair e identificou algumas espécies interessantes dignas de figurarem numa qualquer National Geographic.  A saber:

 

as assistentes de bordo - a gaja pensava que era condição essencial para ser assistente de bordo , falar inglês. Ora o que é que acontece? Acontece que elas falam uma língua que ninguém percebe um caralho para além da palavra "passengers". A gaja tentou, jura que tentou, mas não dá. Também não importa. Se aquela merda cair, ninguém lhes vai perguntar nada mesmo.

 

o comandante confiante- a gaja gosta de 'ssoas confiantes sobretudo quando se trata de alguém que está a conduzir uma lata, no ar, com uma data de gente lá dentro. O que a gaja já não gosta assim tanto é quando o comandante vem ao microfone dizer que é muito bom naquilo que faz, que a experiência é muita, que o tempo está uma maravilha (e portanto a viagem vai decorrer calmamente) e que , 10 minutos após a descolagem a merda do avião abane como gelatina. O comandante afirma a pés juntos que nunca aconteceu em muitos anos daquele trajeto. Tinha de ser hoje. Sorte da gaja.

 

o passageiro da frente- que insiste em deitar o banco para cima da gaja. A gaja fica fodida ! Ter de lidar com o nervoso já é mau. Se a isso acrescentarmos um espaço reduzido, temos a conjuntura ideal para a gaja ficar exaurida dos nerves!

 

o passageiro de trás- que insiste em empurrar com os pés (ou joelhos) as costas do banco onde a gaja vai sentada! Juntem o passageiro  da frente com o passageiro de trás e digam lá se não é uma maravilha? Pois. Podia sempre viajar em executiva não era? Não, não era que não ganho para isso. Uma merda ser pobre, fazer o quê?

 

 

o passageiro nervoso- enerva-se a ele e aos restantes. Abana o pé, abana a perna, roi as unhas e bufa exalando um hálito do demóine.

A-D-O-R-O! 

 

enfardadeira- a gaja é um bom garfo mas há limites. Comida de avião é um deles. A gaja fica sempre surpreendida com a capacidade que algumas 'ssoas têm de enfardar tudo o que vem no tabuleiro seja almôndegas de cagalhão ou água de lavar pés a que as simpáticas assistentes de bordo chamam café.

 

o socialão- esta espécie de passageiro age como se andar de avião fosse a coisa mais natural que existe mesmo sofrendo de tudo o que já descrevi acima. Acresce ainda o facto de , ao fim de 10 minutos , já está a meter conversa com toda a gente. Basta que alguém espirre . Não há pachorra. Uma 'ssoa com medo que aquela merda caia e o gajo a querer conversar. Cala-te e dorme, dasssssssssssss !

 

o soneca- aquele que apaga ainda o avião não descolou, acorda para enfardar tudo o que está no tabuleiro para apagar novamente logo a seguir. A gaja não sabe o que esta gente toma , mas gostava muito de saber (devia ter pedido ajuda ao socialão).

 

a figura pública- aquela pessoa que nos entra pelo écran dentro todas as noites, que viaja em económica -que isto está difícil para todos- mas que fica toda enxofrada quando é reconhecida mesmo que ninguém lhe tenha dirigido palavra e tenha respeitado a sua privacidade.Once a DIVA, always a DIVA.

 

 

 

E depois de tudo isto o que eu gosto mesmo é quando me dizem,

não percebo porque é que não gostas de andar de avião...

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)


15 comentários

Imagem de perfil

De Quarentona a 11.08.2017 às 07:38

Exatamente! Também bem não percebo, com todo esse material de estudo à disposição, não sei de que te queixas :P
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 11.08.2017 às 23:43

Uma eterna insatisfeita,  é o que é. 
Imagem de perfil

De Patrícia a 11.08.2017 às 09:18

Soneca me assumo. Bem... não totalmente que não enfardo nem metade do que está no tabuleiro. Aliás, se fizesse uma dieta a comida de avião era magra e esbelta. 
Mas sim, sou um bocado mete-nojo nos aviões. Adormeço muitas vezes ainda antes da descolagem (há uma célebre viagem em que dormi regalada uma hora e só acordei qdo o comandante anunciou que o problema técnico estava resolvido e íamos finalmente descolar) e tenho uma imensa capacidade para dormir em qualquer posição manhosa.
Sou um bocado anti-social nos aviões, gosto de ir sozinha, a ler o meu livro, a dormir, a ler outra vez.
É certo que nunca apanhei nenhum cagaço (geralmente estou a dormir na altura da turbulência) mas tenho bastante confiança na manutenção e regras da industria  (há, obviamente, companhias onde não viajo... antes de barco ou a nado, mas a lista negra da Europa deixa-me relativamente descansada). 
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 11.08.2017 às 23:49

Pergunta que se impõe :
' Pá , tu DORMES nos aviões? COMO é que fazes isso?


(normalmente só viajo na TAP mas desta vez não deu ... mas desconfio nem que fosse num jato privado de luxo, o medo era o mesmo. No fundo sou uma caguinchas)







Sem imagem de perfil

De Anita a 11.08.2017 às 11:32


Realmente:


" porque não gostas de andar de avião?"
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 11.08.2017 às 23:54

Pois, não sei...
Sem imagem de perfil

De Magui Ferreira a 12.08.2017 às 00:03

Tens que descobrir uma maneira de descontrair. 
Leva uma dúzia de revistas Maria ou o Correio da Manhã, ou então o Borda d' Água.
Também podes tomar uns drunfos, daqueles que fazem rir ...
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 12.08.2017 às 10:39

"Descontrair" e "avião" são palavras que não se aplicam à minha ' ssoa. 


Já tentei o truque das revistas. Havias de ver a velocidade a que despacho as revistas dos aviões!  Até a merda do panfleto das regras de segurança marcha e nada! Nada me acalma. Só descanso quando aquela porra aterra. E é sempre este fado quer seja um voo de 3 ou de 5/6 horas (o meu limite) .Depois, quando tudo acaba, parece que apanhei uma tareia. Doi -me o corpinho todo tal é a tensão em que venho.
Agora imagina isto tudo cá dentro sem que a miúda se aperceba de nada pois não lhe quero passar este medo parvo. 
Um óscar de melhor atriz é o que eu merecia!
Imagem de perfil

De Fátima Bento a 12.08.2017 às 12:33

Quando viajo sozinha, sento-me, ponho os óculos escuros e os auriculares da musica nos ouvidos (mensagem: não falem comigo, deixem-me em paz, viajar e socializar não são a mesma coisa - pelo menos enquanto não chegar ao destino); no tablet levo sempre dois ou três filmes dos que não me importo de ver 1,720,835 vezes. E um que nunca tenha visto.
Tenho tido sorte e algumas vezes não levo ninguém imediatamente ao lado. Quando o avião descola descalço-me, e se tiver espaço, meto os pés sobre o banco ao lado.
Dormir? Se estiver na posição anterior, agarro numa coisa macia que enrole e possa fazer de almofada e encosto à "janela" (viajo sempre com vista, adoro olhar lá para baixo), e tapo o corpo com um casaco, uma écharpe, o que estiver à mão. O corpo da cintura para cima... e AGORA deixo o cinto visível, que para adormecer é uma merda, e numa das poucas vezes que consegui, senti-me a ser gentilmente abanada por uma assistente de bordo da British Airways que só queria garantir que o cinto estava posto...
Agora quanto ao da frente que reclina para cima de mim, e ao de trás que dá joelhadas no banco... já apanhei ambos. Mas em voos diferentes.
O que não é bom: em vez de me enervar uma vez,foram duas...


De resto, já percebeste que não tenho medo de voar, muito antes pelo contrário. O avião é só um transporte publico sem paragens intermédias.


Adorei a tua descrição!
(e a comida de avião... levo sempre qualquer coisa para comer. Eargh... ah, e café nunca, vou sempre para o chá!)


B'jinhos e parabéns por não desistires de voar apesar de sentires medo :)
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 12.08.2017 às 19:23

Posso ir toda acagaçada MAS VOU!
Imagem de perfil

De Fátima Bento a 13.08.2017 às 01:08

E isso é o mais importante!
 
Sem imagem de perfil

De maria silva a 13.08.2017 às 16:51

Lá está uma coisa que me mexe com os nervos too: aquelas pessoas que passam  a viagem inteirinha a dormir e só acordam, frescas que nem uma alface, quando o avião está prestes a aterrar e, isto, porque têm de apertar o cinto e colocar a cadeira direita. Euzinha que não sou capaz de pregar olho de "colidade" nenhuma, mesmo que a viagem dure 9 horas e durante a noite! Sortudos. (também gostava de saber o que tomam...).
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 14.08.2017 às 22:55

Gostava TANTO de descobrir o que é! 
Sem imagem de perfil

De fernanda ou maria...vá a 14.08.2017 às 23:47

Cá para mim é substância ilícita ou uma valente bebedeira, daquelas de ficar com a chave na mão à espera que a porta passe...(juro que já assisti a uma cena destas, lá loooonge, algures na minha juventude. E, não foi num avião, claro, que aqui a je, só meteu os pézinhos num avião praí aos 41 aninhos (tão jovem que eu era!hihihi).
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 16.08.2017 às 22:24

Só pode ser ilícita. E da boa. Da muito boa !

Comentar post



foto do autor




Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.