Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Ela

por Pequeno caso sério, em 31.08.17

Ela é minha amiga;

Ela é minha irmã, embora não tenhamos o mesmo sangue;

Ela foi, durante ANOS, a minha companheira de viagem, o meu braço direito e o meu porto seguro;

Ela é a melhor profissional que conheço na área e por isso tem o meu respeito;

Ela foi a voz da razão da minha impulsividade;

Ela riu  comigo e entendeu os meus lamentos.

 

Ela, por opção, voou. Para longe.

 

Não sei como vai ser a partir daqui, mas sei que não a ter na porta ao lado da minha dói .

Não lhe desejo boa sorte porque ela não precisa de sorte para ser bem sucedida. 

Basta-lhe apenas ser quem é.

 

Ela já não está na porta ao lado mas mora para sempre dentro do meu coração.

 

Para ela, que deixa a sua casa mas que, de vez em quando, vem aqui espreitar, fica apenas um  até já. 

 

E para ela ,que por esta hora já deve estar de lágrima no olho e com o nariz a pingar, fica aqui um ultimo pedido:

Assoa-te , ó puta !

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Provavelmente...

por Pequeno caso sério, em 30.08.17

...a melhor resposta para se dar da próxima vez que te disserem que estás mais anafada/o : 

 

2017-08-25 22.33.50.png

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Conversas com gente miúda # 17

por Pequeno caso sério, em 29.08.17

Como é que uma criança interpreta o mundo Kardashiano ?

E como é que se faz para não haver mais nenhum episódio com nenhum membro do clã?  

 

Simples. Chama - se o Hulk :

received_1785031551526554.jpeg

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Desconfiem ...sempre!

por Pequeno caso sério, em 28.08.17

Quando forem às compras e levarem a vossa filha convosco, tenham cuidado, muito cuidado.

 

Se ela vos disser que aquela blusa vos fica mesmo bem, ou que aqueles óculos assentam que nem uma luva, desconfiem sempre.

que elas verbalizam é uma coisa.

O que elas pensam é outra: 

2017-08-21 10.54.06.png

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Então Pequeno caso sério...

por Pequeno caso sério, em 25.08.17

...não tens nada a dizer sobre a polémica instalada acerca dos livros para meninos e meninas?

 

Tenho.

Senhores da Porto Editora, se querem fazer um livro para meninas, aprendam como se faz : 

2017-08-24 22.53.17.png

Para a versão menino,  basta substituir os nomes das lojas por marcas de cerveja ou jogadores de futebol ou marcas de carros.À macho pois toda a gente sabe que as meninas não bebem , não gostam de futebol e só andam a pé. 

De nada.

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Boca no trombone #5

por Pequeno caso sério, em 24.08.17

Gosto de variar no pequeno almoço.

Ou como cereais com iogurte ou cereais com leite. Uma animação. 

Já provei de tudo mas os menos maus são os de mel e amêndoa. 

Aqui chegados, é preciso dizer algumas coisas:

Aquilo não são cereais; 

Aquilo não são amêndoas;

Aquilo tem tudo, menos mel.

As coisas brancas que por lá aparecem podem escavacar um dente à 'ssoa mais incauta.

 

Já experimentei várias marcas e é tudo a mesma merda.

Podemos mesmo comparar os cereais de pequeno-almoço a algumas ' ssoas : sim senhora, que a embalagem por fora é muito apelativa  mas , quando começamos a ver bem ,  não valem o peido de uma puta.

 

Aqui está o que nos prometem: 

20170821_095854.jpg

E aqui está o que encontramos: 

20170821_095948.jpg

E antes que pensem que estive cuidadosamente a escolher os "flocos" , tirem o cavalinho da chuva. Limitei - me a verter o pacote para o prato. 

 

' Tão mas não vês nenhuma vantagem nesses cereais?- perguntam vocês com esse ar xoninhas .

Vejo.

Sabem aquelas imagens onde temos de encontrar o Wally no meio da multidão?  

Aqui passa - de o mesmo . Mas com as "amêndoas ". 

 

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Nós por cá #4

por Pequeno caso sério, em 23.08.17

O regresso às aulas está por aí a rebentar e por isso achei pertinente partilhar uma cena que testemunhei este fim de semana. 

 

Na mesa contígua à nossa, sentou - se um casal com um miúdo que devia ter uns 4/5 anos. O puto era meio ruivo ,o que foi logo coisa para chamar a minha atenção. Jogava afincadamente no telemóvel e os pais lá perguntaram o que ele queria comer. O jovem, começou por avisar os pais que não ia comer. A mãe lá pediu uma coisa que desse para os dois, arranjou - lhe o prato e pediu - lhe para guardar o telemóvel e comer. O jovem voltou a repetir que não ia comer.

A mãe,  sem se exaltar e sem levantar a voz, disse - lhe: 

-"Se não comes,  não te deixo jogar."

O jovem, cagou na mãe,  e voltou a repetir:

-"Não como! Já disse que não como!"

 

E não comeu! 

 

Por esta altura , eu , o meu marido e a minha filha estávamos com os nervos em franja. Eu principalmente. 

Resolvi seguir o exemplo do jovem e caguei nele e nos pais e disfrutei do resto do meu almoço em família e sem stress.

 

Mas, a verdade, é que o meu instinto de cusca queria ver como é que aquela cena deplorável acabaria.

'Tão não é que quando me inclinei para conseguir ver bem , o prato do puto continuava intacto?! 

E o puto? Que estava ele a fazer ? Exato! A jogar no telemóvel !

 

Prestes a ter ali mesmo uma coisa eis que o pai, indivíduo alto e caparrudo, finalmente decide intervir. Pensei, toda contente, "é agora que o puto vai comer um estaladão e vai mamar tudo o que está no prato!" 

Foi aqui.

Foi aqui que não me caíram os tomates porque não os tenho.

Quando eu pensava que o pai ia tirar o telemóvel ao puto, obrigá - lo a comer ou chamá  - lo à atenção sobre aquele comportamento de recusa e prepotência, eis que da boca do homem sai a seguinte frase: 

-" Queres uma moussezinha de chocolate, filho?"

latest.gif

 

Agora  multipliquem esta cena por muitos milhares e expliquem  - me , como é que se pode exigir o que quer que seja aos professores à escola. Pois.

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Confirma - se ?

por Pequeno caso sério, em 22.08.17

Sobre o tipo de SMS que uma ' ssoa pode receber chegou - me, através de uma amiga que é divorciada, a imagem seguinte:

2017-08-20 11.22.56.png

Analisemos então : 

Quando conheci o meu marido, não havia telemóveis nem Internet. Quer dizer...haver havia,  mas ainda não era por cá e muito menos acessível a toda a gente. Maneiras que os dois primeiros tipos de SMS não posso testemunhar mas acredito que seja assim.

Quanto às SMS de casados, confirma - se. É mesmo assim. Mas também é válido o post it que se deixa colado no armário ou papel de cozinha onde se deixam listas de exigências recomendações. Vale tudo.

 

Ultimamente,  as mensagens que recebo em maior quantidade são do Pingo Doce...

 

Será que devo ficar preocupada ?

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Spinner...de mãe

por Pequeno caso sério, em 21.08.17

Ainda não tinha falado sobre esse objeto desstressante que é o Spinner. Até hoje . Porque só hoje descobri um modelo que decerto as mães da minha geração apadrinhariam. 

2017-08-18 00.34.32.png

Este, é o modelo de verão mas estou certa que o modelo de inverno desstressaria da mesma forma eficiente. 

 

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

P. D. I.

por Pequeno caso sério, em 18.08.17

Tenho uma filha adolescente. 

Como (quase) todas as adolescentes, tem tudo no sítio e gosta de roupa. A mãe dela também. Gosta de roupa , entenda - se.

Esta combinação faz da minha filha uma cobaia, ou seja, ela vê uma roupa gira, compra,  e , quando a roupa é mesmo gira, a mãe dela tem a ilusão de que pode também fazê - lo com a mesma pinta. Só que não. 

'Tão e porquê ?- perguntam vocês. 

 

P.D.I,  meus amigos, P. D. I !

2017-08-17 17.35.13.png

 

Nota: não somos nós  (obviamente! ) mas é mais ou menos isto . 

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/2



foto do autor




Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.