Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Guia para a noite de passagem de ano

por Pequeno caso sério, em 31.12.16

Vistam a cueca azul bebé;

Piquem os dedos nos bigodes do camarão;

Comam  as 12 passas todas de uma vez e engasguem-se;

Subam para uma cadeira e  esbardalhem-se ao descer;

Bebam espumante de 4 euros e finjam que é  Moet & Chandon;

Gritem de 10 até 1 que nem umas loucas às orelhas da 'ssoa que está mesmo ao lado;

Pulem que nem umas desalmadas e andem a semana que vem cheias de emplastros para as dores;

Fiquem com o cabelo que deu uma trabalheira a arranjar todo colado à mona depois do banho de espumante;

Olhem para o céu para ver o fogo de artifício como se fosse a primeira vez ; 

 

Façam isso tudo que dia 31 de dezembro de  2017 cá estaremos para repetir a dose.

Até lá,

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Cueca azul

por Pequeno caso sério, em 30.12.16

Alguém me consegue explicar o fenómeno da corrida  à  cueca azul bebé para a noite de passagem de ano? 

Ah é para dar sorte...

Dar sorte?!

Mas que caralho...como é que a porra de umas cuecas me vão dar sorte?!

Se isso fosse verdade não as podíamos despir. Não me parece que andar com as mesmas cuecas durante vários dias seja coisa para dar sorte a alguém. 

Outra questão que me parece pertinente : quem é que vai saber se as temos mesmo vestidas ou não,  humm ? Não me digam que há por aí uma Polícia das cuecas a verificar se uma ' ssoa é ou não fiel usuária da cueca azul.

Para terminar, digam - me cá : ' tão  e quem não usa cuecas?  Vai ter azar o ano todo é ?

tumblr_lq5mxuFBzR1qm6s2g.gif

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

A gaja e os saldos

por Pequeno caso sério, em 29.12.16

A gaja passou nos saldos  descontos.

Sim . Leram bem. Passou.

Foi com o gajo e a gajinha trocar uma prenda de Natal que não servia ao gajo. Aproveitou e deu uma espreitadela em três ou quatro lojas .

A gaja acha que das duas uma : ou está a precisar de ir ao oftalmologista ou (no geral) o que está exposto nas lojas roça ali o javardolas.

 

A gaja fica sempre pasmada quando vê as pseudo - tias perderem a finesse por uma merda de uma blusa que tresanda a made in China. É  vê  - las a remexer os montes como se estivessem na feira de Carcavelos acompanhadas da frase "elas que arrumem! Estão cá é para isso!". Um Glamour que só visto!

Depois há a magia das filas.

Primeiro para o provador que invariavelmente retém um cheiro que oscila entre o texugo com vários dias de morto ou a meia que já anda sozinha. Isto na melhor das hipóteses pois há quem aproveite para largar no provador o seu próprio Channel nr 5  produzido ali na zona da fábrica de fazer cocó. É  verdade. Há gente para tudo.

A seguir temos a fila para pagar. Gigante. Com vários metros de ' ssoas todas contentes porque conseguiram comprar aquele casaco mesmo, mesmo bom que , vai - se a ver, usa - se duas vezes e fica cheio de borboto. Mas não faz mal pois foi comprado por um bom preço . Por menos 1,99€.

 

A gaja gosta de ver as ' ssoas todas contentes a saírem triunfantes das lojas a exibirem os sacos,  quais troféus,  cheios de merdas que provavelmente nunca usarão. 

 

Atão e a gaja, não vai aos saldos,queres ver?- perguntam vocês com esse ar de xoninhas.

 

Não. O caso não é esse. A gaja sofre , entre outras coisas, de uma condição rara : quando tem dinheiro nunca há saldos. Pior . A gaja gosta mesmo mas mesmo mesmo é daquelas coisas que nunca têm saldos. O problema é que a conta bancária da gaja não é compatível com esses gostos. Vai daí a gaja vê -se na obrigação de se resignar à sua condição de pobre e passar pelos saldos, observar a espécie humana no seu melhor e aproveitar para escrever (?) sobre o assunto na esperança de divertir quem a lê . 

giphy.gif

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

I told you so!

por Pequeno caso sério, em 26.12.16

Fernando Daniel.

Degrau a degrau traçou o seu caminho.

Venceu ontem  o "The voice". 

Já vos tinha dito se lhe dessem oportunidade ele mostraria o que era capaz de fazer.Pelos vistos, sei o que digo.

Parabéns Fernando! Que agora alguém te agarre e não te deixe cair no esquecimento. 

 

 

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

A gaja e o Natal

por Pequeno caso sério, em 22.12.16

A gaja não gosta do Natal.

É nesta altura que a gaja inveja os ursos, ou pelo menos a sua capacidade de hibernar, coisa que a gaja fazia de bom grado. Começava ali a 23 de dezembro e só acordava dia 1 de janeiro...ahhhhhhhhhh   isso é que era ! Mas não. Como do urso a gaja só tem a camada adiposa e algum  pêlo, vê-se na obrigação de levar com esta merda todos os anos. 

Nem sempre foi assim.

Quando era mais pequena a gaja adorava o Natal.

Lembra-se bem de ver a avó materna disfarçada de pai Natal e ela, gajinha ainda, cagada de medo.

Lembra-se de se juntar com os primos e fazer muita algazarra na casa dessa avó. De jogarem ao ar aqueles rebuçados vermelhos e gritar "Neeeeeeevvveeeeeeeeeee" e ver quem apanhava mais. Dado que eram seis crianças numa casa pequena, penso que será facil de imaginar o regabofe.

Lembra-se ainda dessa mesma avó fazer as filhoses de batata doce mais saborosas que alguma vez comeu.

Lembra-se do barulho das vozes dos adultos todos sentados à volta da mesa. 

Depois veio o vazio.Um longo vazio que só voltou a ser preenchido anos mais tarde quando a gaja foi mãe da gajinha.

E tudo assim reinou até há dez anos atrás quando o semi silêncio voltou a reinar perdurando até hoje.

 

À parte desta história que é da gaja mas podia ser de outra gaja qualquer, há outras razões que levam a gaja a não gostar do Natal. A saber:

 

- as 'ssoas transformam-se em pequenos Gremlins em busca do presente ideal que não existe, muitas vezes oferecido a "amigos" que não têm com quem só estão no Natal;

 

- ficam H-O-R-A-S na fila para o bacalhau, marisco , bolo rei e outras tantas nas filas da caixa para pagar !  Que me tenha apercebido, há 2016 anos que se comemora o nascimento do moço pequeno Jazus sempre no mesmo dia, certo? ENTÃO PORQUE CARALHO SE SUJEITAM A TUDO ISTO ??? ;

 

-não contentes com as horas que passam no supermercado, logo a seguir, passam outras tantas na fila para enrolar as prendas. Ó foda-se!!! Há papel no chenês a um euro !!! E não rasga!!!! E podem levar duas horas a embrulhar um par de peúgas e 26 caixas de Ferrero rocher e/ou Mon cheri sem enervar ninguém!!!  Na vossa casa!!!!;

 

-ouvir os agudos da mamalhuda  quiducha  da Mariah Carey na casa de banho do shopping enquando esperamos a nossa vez de libertar aquele cagalhoto que está ali mesmo, mesmo a querer conhecer o mundo;

 

-olhar para as montras e ver aquelas camisolas de pura lã virgem made in Bangladesh  com renas e o caralho a sete que NINGUÉM VESTE. Digam-me que ninguém veste aquilo por favor!

 

Por esta altura já imagino cabeças a abanar desse lado e dizer: Tchhh, tchhh...ai Pequeno caso sério, Pequeno caso sério:

Olhem...pois que não sei onde anda o sacaninha.

Creio que o perdi ao longo da vida.

Ou foi isso ou foi dos chicolates  que roubava à socapa da árvore que,vai - se a ver, também não são o que parecem:

1517152_317016641773028_1399197888_n.jpg

Vá, agora que já têm a minha visão sobre o Natal ide lá enfardar que nem umas lontras que depois falamos.

Se não conseguirem cá chegar a andar, rebolem. De nada .

E já agora, Feliz Natal.

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pendant natalício

por Pequeno caso sério, em 21.12.16

Na senda de encontrar um pendant ao nível daquele que sô dona louca propôs, eis que corri seca e meca na blogosfera.

'Tão não é que encontrei ?!

´Pá Magui, isto dava direito ao Nobel da maluqueira ex aequo para ambas as duas, tu e eu, qual parelha de tresloucadas.

Ora diz lá que não faziam um casal lindo?

rena.jpg

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Se pensa que já ouviu tudo, desengane-se #3

por Pequeno caso sério, em 20.12.16

Contexto : 

Amigas/vizinhas que já não se viam há muito tempo encontram-se no supermercado e uma delas ostenta uma barriguinha proeminente. Como já tinham muito à vontade uma com a outra a primeira pergunta   :

-Então, 'tás grávida ótravez?

-Não!!!! Dasssssss!!!! Deus 'ma livre!!!! É uma  miomba !!!

.

.

.

.

.

.

Uma  miomba.  

 

Palpita-me que vai chamar-se Maria Miomba e pesar 3,450 kg mas não garanto que a dona da miomba não tenha chatices quando for registar a miúda.

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sobre os aspiradores que trabalham sozinhos...

por Pequeno caso sério, em 16.12.16

...não sei se será assim tãããããoooo boa ideia :

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Arbre Magique

por Pequeno caso sério, em 15.12.16

Se, como eu, são daquelas 'ssoas que ainda não têm  arvore de natal 

ou

não têm paciência para os 127 quilos de luzes, bolas, fitas e o caralho- a -sete que é suposto pendurar

ou

não têm espaço na sala para montar a ávore de Natal,

aqui fica a solução:

(desta nem eu me lembrava!)

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Panfletos

por Pequeno caso sério, em 14.12.16

Quantas vezes já ficámos danadas com a porra dos panfletos que nos deixam no vidro do carro ou na caixa do correio?

Pois.

Tenho na porta do meu carro uma coleção considerável de panfletos do professor Karamba , de aparelhos auditivos ou de imobiliárias. É só escolherem.

Nada os distingue . Mesmo ao longe uma 'ssoa consegue adivinhar do que se trata apenas pelas cores ou pelo formato do papel preso no vidro do carro. Assim que chego ao carro já nem me dou ao trabalho de ler. Amachuco e porta com eles.

Ora pensando nisto, eis que uma empresa na Turquia arranjou maneira de , não só captar a atenção dos seus potenciais clientes , como ainda fazê-los ajoelharem-se para apanhar o panfleto .

Sim senhora. Bem pensado. 

2016-12-13 22.49.32.png

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/2



foto do autor




Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.