Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




No bairro do Sapo

por Pequeno caso sério, em 31.08.16

No bairro do Sapo vivem muitas vidas.

Vim para cá viver há seis meses. Achei que era um bairro fixe pois viviam já cá pessoas que seguia há muito tempo.

Quando pensei em ter casa própria falei nisso em família mas a coisa morreu ali. Achava eu.

Um dia de maio , quando fiz 42 anos , a minha filha ofereceu - me as chaves da casa nova que construiu com a ajuda do pai. Guardo o envelope até hoje. 

Não fui eu que comprei a casa. Ofereceram-ma mas de todos os bairros , escolheram este. Coincidências da vida.

A chave ficou guardada durante muito tempo mas , por insistência da minha filha , um dia resolvi cá vir a sério .

Abri a porta de casa em Dezembro de 2015 e cá deixei a primeira peça de mobília . Até fevereiro deste ano , nunca mais deixei  nada.  De cada vez que abria a porta achava que nada do que tinha para dizer ou fazer era suficientemente interessante. Para além disso, nunca tinha tempo.

Em fevereiro deste ano  a vida deu - me, sem eu pedir , um tempo extra que me obrigou a parar. 

Foi aí que decidi abrir a porta . Escancarar as janelas , deixar o Sol entrar e pôr as coisas à minha maneira. Devo ter feito algum barulho pois algumas vizinhas deram por mim e receberam - me bem. Isso fez - me perceber que  esta casa tinha tudo para dar certo. Hoje em dia , batemos à porta umas das outras sem cerimónias . Algumas já têm a chave cá de casa

O senhorio , o Sr. Sapo, tem sido simpático. Não nos conhecemos mas, de vez em quando, ele fala (bem) de mim aos vizinhos cá do bairro. E eu gosto.  Por causa disso  tenho recebido as mais inesperadas visitas. Umas mais mediáticas e outras menos. São todas bem vindas pois apesar de pequenina, a minha casa,tem sempre lugar para mais um. 

Moro no bairro do Sapo há seis meses e nunca pensei gostar tanto de aqui estar .

Afinal , às vezes, a vida sabe o que faz.

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Final de agosto

por Pequeno caso sério, em 30.08.16

Há quem não goste do final de agosto por várias razões :

porque os dias ficam mais curtos;

porque as noites ficam mais frias;

porque tem de se  regressar às rotinas ; 

porque há  limpezas em casa por fazer ;

porque há sempre um cabrão de um seguro que aparece ;

porque há o fatídico regresso às aulas.

 

E eu ? 

Bem , eu não sou exceção. 

No final de agosto é verem - me nesta figura:

E é  sempre nestas alturas que as vitrines das lojas ficam  cheias de roupas giras que me fazem uma falta como uma carrada de sarna que só vou vestir  em Dezembro  e eu tenho de ficar só a olhar...

Esta vida é muito injusta! 

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Estava aqui a pensar...

por Pequeno caso sério, em 29.08.16

...se de repente estivéssemos num bar  e conseguíssemos ouvir o que realmente  cantam as 'ssoas enquanto fazem uma coisa a que chamam dançar e seguram o copo numa das mãos ?

O que é que verdadeiramente sai da boca dessa  'ssoas quando fingem que sabem cantar  ? Com toda a certeza, alguma língua resultado do cruzamento entre o russo e o mandarim...

 

É uma dúvida frequente , que me assola o espírito de tempos a tempos. A culpa é dos doidos que fazem o programa da manhã da Rádio Comercial que um dia fizeram uma paródia onde abordavam uma temática que ia de encontro a esta minha ralação.

Diziam eles que algumas músicas cantadas em Inglês parecem mesmo faladas em português. Começaram pelo "Smells like teen spirit " dos Nirvana onde o primeiro refrão dizia qualquer coisa como "não há pão quente" com sotaque dos Açores. A coisa está tão certa que nunca mais ouvi esta música da mesma forma sem pensar como é que nunca reparei nisto?!

Ora há já algum tempo que não me lembrava disto e eis quando hoje dou com a gajinha às gargalhadas com uma coisa que estava a ver no youtube . 

Quero partilhar convosco .Vejam até ao fim que vale a pena . Se depois disto nunca mais conseguirem ouvir as músicas sem ser desta forma a culpa não é minha. Divirtam-se.

 

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Aula prática

por Pequeno caso sério, em 28.08.16

Abri os termos de pesquisa de ontem e dei com isto: 

2016-08-28 11.12.23.png

 (Really?! ....)

Ora bem. Aparentemente, alguém precisa de umas dicas e nos entretantos veio cá parar.

' Ssoa que está por aí atrapalhada , estou aqui para ajudar.

Tem duas opções : 

Com delicadeza

ou

À  bruta.

Se escolher a primeira opção poderá empregar expressões como

"apetecia  - me mandá - la a um sítio mas não o vou fazer porque sou extremamente bem educado/a"

ou

"Ainda bem que não consegue ler os pensamentos pois estou neste preciso momento a mandá  - la para um sítio...e não é bonito."

ou ainda

"Vai sozinha ou precisa de ajuda?" (ao que a outra pessoa pergunta ) "Onde?!" (e aí já sabe o que responder)

 

Se escolher a segunda opção o léxico é bem mais variado mas o efeito é  mais rápido e  imprevisível . (não querendo influenciar,  eu escolhia esta .Mas isso sou eu que gosto de adrenalina e de viver no limite.)

Seja qual for a opção escolhida deixe - me que lhe diga - educadamente - que é um...xoninhas. Espero sinceramente que esta seja a única situação da sua vida em que precisa de consultar a net para saber o que fazer.

Obrigada e bom domingo.

 

 

P.S- se não gostou do  que escrevi tenho uma coisa para lhe dizer da maneira mais doce que consigo ...sabe qual é, certo ?

cocoa.jpg

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ó Zei, o que é que compraste 'pó jantar?

por Pequeno caso sério, em 26.08.16

 

 

Era uma vez uma senhora que pediu ao marido para ir comprar coisas para fazer o jantar.

O homem chega a casa e larga o saco em cima da mesa. 

A mulher  abre o saco e começa a preparar o repasto.

 

mulher-Olha lá Zei, compraste tudo o que te pedi?

homem-Comprei .

mulher-O peixe está cá, sim senhor. E o óleo pá?

homem-Olha ...porra...esqueci-me do óleo...

mulher- Mau! Mau! Atão e o tomate?

homem-Ah caraças!! O tomate também ficou lá...

mulher-Ai tu queres ver?! E onde é que está a cebola Zei, a c-e-b-o-l-a?

homem- Eishhhhhhhhhhhh...a cebola.......................a cebola não veio...

mulher- Eh pá Zei, que merda ! Assim não dá ! Como é que eu vou fazer o jantar só com a porra do peixe ?! Mas será possível que não és capaz de fazer nada bem feito?! Eh pá...'tou mesmo exaurida dos 'nerves com isto! Olha já sei...vou agarrar aqui neste pau e vais levar tantas  nesse focinho que nem sabes de que terra és!!!

 

Se depressa pensou, mais depressa o fez ...e pumba!!! Arreou uma carga de paulada no homem que o matou.

 

mulher- Olha porra.......agora morreu-se- me ! Ainda por cima sujou-me a carpete ! Mas que merda !!! Foda-se que este gajo nem para morrer serve!!!! Agora o que é que faço com este gajo?! Olha já sei , vou escondê-lo ali no quarto pode ser que ninguém dê por nada...

 

Mas deram. Os vizinhos deram com o sucedido e chamaram a polícia.

 

Moral da história:

Gajos , quando forem às compras levem sempre o telemóvel ! 

supermercado.jpg

  

A história que inventei é parva, eu sei. É obvio que tudo isto foi inventado certo?      Errado!!!

 

Toda a verdadeira história aqui !

 

 Nota de rodapé : sou absolutamente contra a violência doméstica seja ela no masculino ou no feminino. 

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ode ao alho

por Pequeno caso sério, em 25.08.16

Pão d 'alho?

Já comi.

Manteiga d 'alho?

Já provei.

Vinhas d 'alho?

Já embebi .

Cu d 'alho?

Cu  d 'alho?!?!?!

Mas que caralho ?!

Cu  d 'alho nunca avistei !

Não . Cu  d 'alho não existe.

Ai não ?!

Ora então observa 

Se não foi isto que pediste :

2016-08-24 19.17.20.png

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Não havia nexexidadeee #8

por Pequeno caso sério, em 24.08.16

Aparentemente há dois seres humanos , adultos (?!) cuja ocupação na vida é submeterem o próprio corpo às maiores atrocidades de forma voluntária. Objetivo? Ficarem o mais parecidos possível com a Barbie e o Ken. 

Maneiras que com a coisa encaminhada , estes dois pares de jarras decidiram mostrar ao mundo a obra quase terminada.

Não sei o que me perturbou mais : se saber que há gente adulta (?!) capaz disto , se a tanga do Ken...

Ah....o que eu dava para pôr estes dois à frente da avó "Virinha" !!!!

 

Deixo aqui a minha sugestão de nome para estes dois novos modelos  :

Barbie Badalhoca & Ken Paneleirote !

2016-08-23 23.08.21.png

2016-08-23 23.07.47.png

 

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Evitem pedir desculpa

por Pequeno caso sério, em 22.08.16

Parece que as desculpas estão na ordem do dia. 

Fazem - se as maiores barbaridades , a seguir pede - se desculpa e a vida segue como se do antes se tratasse. 

Acontece que , depois da asneira feita, o visado já não é mais a mesma pessoa. Há coisas que se dizem ou fazem que , por muitas desculpas que se peçam,  ficarão para sempre na memória. 

Então mas a pessoa que erra não tem o direito de se desculpar?

Tem.

Assim como o visado tem o direito de não as aceitar (e com isso ainda levar a fama de rancoroso).

Vejamos alguns exemplos recentes: 

Um grupo de atletas olímpicos numa saída à noite , bebe e provoca desacatos numa bomba de gasolina. Para fugir às responsabilidades põem as culpas nos outros. Pedem desculpas com caras de songas mongas e pronto;

Ainda nos jogos, um atleta alemão claramente ressabiado, levanta os dedos com o resultado do jogo que afastou o Brasil do mundial de 2014 em tom provocatório.Pede desculpa e está tudo bem ;

Um grupo de adolescentes  envolvem - se em desacatos. Leva daqui , dá  dali e a coisa supostamente acabou. Dois deles esperaram pela oportunidade perfeita e quando o terceiro se encontrava sozinho atacaram. Sem dó nem piedade deram - lhe uma sova tal que continua hospitalizado em coma induzido. Como são filhos de um embaixador estão ao abrigo de uma coisa chamada imunidade diplomática. Assim sendo está tudo em stand by à espera das cenas dos próximos capítulos. Que se saiba , nem um pedido público de desculpas pelo sucedido.  Nada.  Apenas silêncio. 

 

Foram apenas três exemplos recentes onde a palavra desculpa teve (ou devia ter tido) destaque. 

No nosso quotidiano estamos rodeados de exemplos destes. Ou pior ainda. Rodeados de exemplos de pessoas que, depois de fazerem/dizerem merda, além de não pedirem desculpa , ainda engendram toda uma novela onde nos querem fazer crer que a culpa  é nossa e que nós é que temos de pedir desculpas.  Acho tanta graça ... Finjo que têm razão e vou à minha vida. Há já muito tempo desisti de discutir com quem não merece. Só me desgastava e nunca colhi nada disso. Deixá  - los estar no alto da sua sabedoria.

Isto tudo para dizer que pedir desculpa não doi . Devemos fazê  - lo sempre que consideremos necessário sem ter medo de nos caírem os parentes na lama. O ideal era não fazer asneira para não ter de pedir desculpa mas , como humanos que somos, isso é  impossível. 

Eu peço. Inclusivamente ao Mr. B. quando se atravessa à minha frente e o piso...ou quando deixo cair a tampa de alguma panela e ele corre assustado pela cozinha . Saber pedir desculpa aos animais é revelador do caráter do ser humano mas como o ideal era não ter de as pedir vou tentar ser mais cuidadosa nas lides domésticas. 

Moral da história : 

As desculpas não se pedem , evitam - se!

2016-08-22 15.03.42.png

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Dia Mundial da fotografia

por Pequeno caso sério, em 19.08.16

Duas das imagens que mais me revoltam as entranhas .

Deixo - vos um desenho que me chegou hoje , justamente hoje , dia mundial da fotografia.

2016-08-19 21.56.57.png

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

(El) virinha ,a avó viral

por Pequeno caso sério, em 18.08.16

Um casal que viajava de carro  à procura de direções.

Uma idosa (cheia de sainete e sem papas na língua) que lhes conta como é.

O casal decide (sem o conhecimento da idosa) gravar a conversa e mais tarde publicar na Internet. O resultado? Uma avó que se tornou viral. De tal forma que já teve "destaque" em  programas de TV. 

Uma idosa que , apenas com a 2ª classe , nos ensina muita coisa. A começar pela honestidade , franqueza e alguma ingenuidade pois tal como ela diz "a maldade está na cabeça , não na boca."

Muitos podem , depois de ver o vídeo, achar que se trata apenas de uma idosa tremendamente asneirenta , sem filtros e com a mania que é engraçada.

Mil vezes ter de lidar com  uma Elvirinha do que uma empertigada de tailleur com a cruz ao peito e de cabelo irrepreensivelmente penteado. Porquê?

Porque da Elvirinha eu sei exatamente com o que conto.  

Da empertigada de tailleur posso esperar as coisas mais educadamente escabrosas. E nem a cruz ao peito lhe vale. Acreditem, sei do que falo.

Uma ultima palavra ao Goucha pelo fair play pois  ,sendo um homossexual assumido, teve de ouvir e saber lidar com a opinião da Elvirinha . Em direto e sem filtros. Só uma pessoa extremamente inteligente tem o fair play necessário para o fazer.

Vejam o vídeo até ao fim. A primeira parte é a conversa gravada pelo casal . A segunda parte foi a "entrevista" possível a este furacão .

Para terminar apenas uma nota ao casal que gravou a conversa sem o conhecimento da Dª Elvira:  não se faz . Tiveram a sorte de lidar com uma boa alma que não teve para se chatear . Mas foi graças a vós que "conheci" esta senhora extremamente interessante.

Assim sendo,não sei se vos ralhe , se vos agradeça.

 

 

 

 

 

 

csscissors.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/3






Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.